Capa da Publicação

Sucesso de Coringa não é ligado ao Batman, diz diretor do filme

Por Gus Fiaux

Coringa foi um dos filmes mais bem-sucedidos de 2019, rendendo mais de US$ 1 bilhão para os bolsos da Warner. O filme explora a origem do vilão do Batman, e conta um pouco mais sobre sua vida antes de se transformar no criminoso mais insano e violento do mundo.

Em uma entrevista ao Deadline, o diretor Todd Phillips disse que o sucesso de seu filme não teve nada a ver com o Cavaleiro das Trevas. De acordo com ele, o que fez o longa ser um grande sucesso foram os temas mais maduros e algumas metáforas políticas estabelecidas na história:

“Eu acho que é mais que isso. Digo, eu acho que há temas no filme que realmente ressoaram com as pessoas. Nenhum de nós achou que um longa R-Rated poderia fazer cerca de US$ 1 bilhão pelo mundo. Mas eu acho que os temas realmente ressoaram. A coisa que eu e Scott Silver tentamos quando escrevemos o roteiro juntos foi fazer algo com significado no mundo dos quadrinhos, mas algo que também falasse sobre o que estava acontecendo em 2016, quando começamos a escrever. Foi bem óbvio o que estava acontecendo em nosso país em 2017, enquanto fazíamos o roteiro, e nós realmente queríamos usar o Coringa para fazer um filme sobre a perda de compaixão e de decoro no mundo.”

Ainda assim, por mais que o filme tenha “saído da sombra” do Cavaleiro das Trevas, é inegável que ao menos parte do sucesso é relacionada ao herói da DC Comics – seja pelas pequenas referências à origem do Batman ou pelo fato do Coringa ser o vilão mais popular do personagem nos quadrinhos.

Mas o que você acha? O sucesso de Coringa dependeu ou não do Batman? Deixe nos comentários!

Veja mais notícias de Coringa:

Artista homenageia filme do Coringa com novo pôster

Roteiro de Coringa é oficialmente liberado na internet

Diretor de Coringa fala sobre a ausência do Batman no filme

Na galeria abaixo, fique com imagens do filme:

Coringa chega às lojas em DVD Blu-Ray ainda neste mês.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux