Capa da Publicação

Star Wars: Saiba tudo sobre o episódio IX de Colin Trevorrow

Por Raphael Martins

Star Wars: A Ascensão Skywalker chegou aos cinemas em dezembro passado e encerrou de uma vez por todas a saga da família Skywalker nos cinemas, mas a reação do público não foi exatamente a que a toda-poderosa Disney esperava. Embora o filme tenha batido a casa do bilhão de dólares, muitos fãs ficaram bastante insatisfeitos, acusando o filme de ser “previsível” e até “covarde” em muitos pontos.

Mas as coisas poderiam ter sido muito diferentes. Antes de abandonar o projeto, o diretor Colin Trevorrow e o roteirista Derek Connolly já haviam terminado o roteiro do episódio IX da saga, que se chamaria “Duel of the Fates” (“Duelo dos Destinos”, em português), uma clara referência ao famoso tema composto por John Williams para A Ameaça Fantasma. E recentemente, todo esse roteiro foi disponibilizado na internet, com o próprio Trevorrow atestando sua veracidade.

Antes de começarmos a falar sobre ele, precisamos deixar duas coisas muito claras. Primeiramente, ele foi escrito antes da morte de Carrie Fisher, em 2016, então ele teria que ser mudado de qualquer maneira. Segundamente, mas não menos importante, não há como atestar a qualidade de um filme que nunca foi feito, então, nos concentraremos apenas em contar esta história alternativa para vocês.

E agora, sem mais delongas, vamos aos planos originais para o filme final da saga Skwalker, que como não poderia deixar de ser, começa com aquele famoso letreiro, acompanhado da  música-tema…

O espírito de Luke treina Rey em uma arte conceitual do roteiro recusado

A mão de ferro da PRIMEIRA ORDEM se espalhou pelos confins mais distantes da galáxia. Apenas alguns planetas dispersos permanecem desocupados. Atos de traição são punidos com a morte.

 

Determinado a sufocar uma crescente inquietação, o líder supremo KYLO REN silenciou todas as comunicações entre os sistemas vizinhos.

 

Liderados pela general LEIA ORGANA, a Resistência planejou uma missão secreta para prevenir sua aniquilação e forjar um caminho para a liberdade…

O filme começa em um novo planeta chamado Kuat, onde a primeira ordem está construindo uma frota de destróieres estelares a partir de mão de obra escrava. Lá, Rose Tico e BB-8 estão infiltrados, junto com Poe Dameron e Finn, que estão em uma outra parte da base. O plano é interferir nas comunicações deles para fazer com que o local inteiro exploda, mas eles são descobertos, capturados e levados diretamente a um novo personagem chamado General Vaughn.

Disfarçada como um guerreiro Tusken, aparece Rey, usando um sabre de luz duplo de lâmina azul forjado a partir do sabre quebrado de Luke Skywalker. As crianças escravas a reconhecem como uma Jedi e ela começa a lutar contra Stormtroopers, usando os poderes da força e libertando os trabalhadores. Os heróis então tem um novo plano: roubar um destróier estelar, fugindo da base com ele. Os Cavaleiros de Ren então chegam a bordo de sua nave, a Knife 9, e matam Vaughn por sua incompetência.

Corta para Coruscant, antes a capital da Galáxia, que agora vive sob a opressão da Primeira Ordem. Lá, o General Hux, agora chanceler, é visto falando ao povo e conduzindo a execução pública de um soldado da Resistência, morto por uma espécie de guilhotina laser (!!). Depois, Hux vai até uma reunião com senhores da guerra do regime, que demandam saber onde está Kylo Ren.

Rey usaria um sabre de luz duplo em Duel of the Fates

Corta para Kylo Ren em Mustafar, dentro do castelo onde fora a morada de Darth Vader. O espírito de Luke Skywalker está com ele, tentando convence-lo a desistir daquela tolice e voltar para Leia e para o caminho do bem. Kylo, ainda longe da luz, diz que está no caminho para se tornar mais poderoso do que qualquer Jedi. Dentro do templo, ele encontra um holocron Sith, contendo uma mensagem de Darth Sidious.

Na mensagem, o antigo imperador aparece instruindo Vader a levar Luke para o sistema Remincore, caso ele tivesse conseguido destroná-lo, e que procurassem por Tor Valum, a quem ele chama de “mestre dos Sith”. O holocron então escaneia o rosto de Kylo Ren, chegando à conclusão de que ele não é Vader e explode em seu rosto, causando deformações e uma dor intensa.

Na nova base da Resistência, no planeta Koralev, os heróis chegam a bordo do destróier estelar, deixando todos no local impressionados. Rey tem uma rápida conversa com Finn sobre ainda conseguir sentir a presença de Kylo Ren. A Resistência, vendo que o destróier está cheio de armamento e veículos, decide usá-lo a seu favor… mas para isso eles precisam de um exército.

Após ler os livros sagrados dos Jedi, Rey descobre que há um sistema de comunicações da velha república localizado abaixo do Templo Jedi em Coruscant, conectado a 50 outros planetas. Depois de uma discussão básica, o trio de heróis decide ir até lá para convocar, mais uma vez, a galáxia para a luta. Enquanto isso, em Coruscant, Kylo Ren chega com o rosto deformado tal qual o de Palpatine.

Coruscant agora vive sob a opressão constante da Primeira Ordem, que vigia tudo de sua cidadela suspensa

Em Koralev, Rey continua seu treinamento com Luke, tendo uma discussão com ele sobre como os antigos dogmas dos Jedi os impediram de seguir em frente, assim como a estão impedindo agora de fazer o que ela acha ser o melhor. A jovem então vai conversar com Leia, que a lembra de que, embora ela esteja perdida e ainda não saiba o verdadeiro significado de equilíbrio, a Força escolheu e ela deve forjar sua própria história.

Corta para Kylo em Coruscant, dando ordens para Hux encontrar e destruir a resistência, mas que vai se encarregar pessoalmente de Rey. Em uma última conversa com o capacete queimado de Darth Vader, Kylo diz que seu avô foi fraco por deixar que o amor cegasse seu julgamento, destruindo o capacete logo em seguida.

Os personagens então se separam, cada um com suas missões. Kylo viaja para Remnicore em busca de Tor Valum, Rey, Poe, Chewbacca e BB-8 procuram um sábio que possa ajudá-la a descobrir seu caminho e Finn, Rose, R2D2 e C3PO vão até o Templo Jedi de Coruscant. Leia, por sua vez, sai em busca de velhos amigos.

Em Remnicore, descrito no roteiro de uma forma muito similar ao Exegol de A Ascensão Skywalker, Kylo Ren encontra Tor Valum, um ser de sete mil anos de idade e instrutor de incontáveis lordes Sith. Perguntado se havia treinado Darth Plagueis, Valum diz que o nome nada significa para ele. A criatura então lhe diz que ele busca “um lugar entre os deuses de Mortis”, mencionando o planeta que apareceu originalmente na série Clone Wars, e começa a ensina-lo uma nova habilidade, a de absorver a energia vital de seus inimigos.

Tor Valum, o verdadeiro mestre de Paplatine, teria um papel importante em Duel of the Fates

Finn, Rose, R2 e C3PO chegam até Coruscant, que agora é apenas uma mera sombra do que um dia foi. A maioria da população foi para cidades subterrâneas para fugir da tirania da Primeira Ordem. O Templo Jedi não está muito melhor, sendo descrito no roteiro como em péssimas condições e abrigando mendigos todos aqueles que não tinham mais um teto sobre suas cabeças.

De volta a Remnicore, Kylo Ren usa sua nova habilidade aprendida com Tor Valum, drenando a energia de feras gigantes que tentam atacá-lo, querendo mais a cada vida tirada. Ele vê uma caverna e tem uma sensação, colocando então sua máscara e adentrando o lugar. Valum diz que ali existe uma “vergência na Força”, o que só faz com que o guerreiro maligno tenha mais vontade de entrar.

Dentro da caverna, ele é confrontado por uma visão de Darth Vader, que liga seu sabre de luz e parte para o ataque. Após um duelo furioso, Ren cai derrotado, saindo desorientado e possesso de raiva de lá. Ele então exige que Valum lhe diga onde fica o planeta Mortis, mas ao dizer que o rapaz não é digno de saber, é morto pela mesma técnica que o ensinou, tendo sua vida totalmente sugada de seu corpo.

Ao mesmo tempo, Rey chega ao planeta Bonadan, onde encontra um sábio que a faz ter uma visão sobre onde está Ren, uma visão que ela decide seguir. Enquanto isso, a Primeira Ordem consegue rastrear o destróier roubado, os levando diretamente para Koralev, mas a Resistência já saiu dali e fez da nave sua nova base de operações.

Kylo Ren enfrenta uma ilusão de Darth Vader, em uma cena muito similar à vista em O Império Contra-Ataca

Abaixo do Templo Jedi, Finn e Rose conseguem ativar o sinal usando como fonte de energia um cristal Kyber gigante localizado abaixo dele, o que permite que R2 transmita a mensagem de Leia por toda a galáxia. “Nossas vozes não serão silenciadas. Não podemos mais viver na sombra da Primeira Ordem. Precisamos ir para a luz!”, diz a princesa.

A mensagem é recebida por toda a galáxia e muitos planetas e personagens são mostrados assistindo, mas ela é cortada pela Primeira Ordem antes de ser exibida até o fim. Temendo serem rastreados, Finn e Rose vão para o subterrâneo.

Em Bonadan, os Cavaleiros de Ren encontram Rey e Poe, os perseguindo com sua nave pelo mar, com os heróis pilotando uma nave aquática. A perseguição termina com Rey confrontando os guerreiros malignos, tendo visões deles no meio da luta e matando todos no final. Ela parece bastante perturbada, mas assegura a Poe que está bem.

Ela diz que precisa continuar sozinha a partir dali, mas Poe se recusa a deixá-la. Eles discutem, se aproximando cada vez mais. Rey então beija Poe, “desarmando” sua consciência e fazendo nele seu truque mental Jedi, o convencendo a deixá-la partir. Poe pega a Millenium Falcon com Chewbacca e BB-8 e retorna até a base da Resistência, enquanto Rey rouba a Knife 9 e se dirige até Mortis, seguindo a visão que teve anteriormente.

Os Cavaleiros de Ren perseguem Rey e Poe

Deixando Remnicore, Kylo Ren discute com Hux, que quer atacar a Resistência com toda sua Força. Enquanto isso, em uma cidade subterrânea de Coruscant, Finn e Rose descobrem que entre os refugiados, estão centenas de desertores da Primeira Ordem, que não acreditavam mais na causa e se recusaram a perpetuar seu mal, fugindo de seu domínio. Eles então os convencem a lutar ao lado da Resistência.

Em Alaforn, Leia encontra Lando Calrissian, agora dono de um bar, e pede para que ele a ajude na batalha derradeira contra a Primeira Ordem. “Nós vencemos uma guerra uma vez. Que bem isso trouxe?”, diz Lando, recusando o pedido da general e dizendo que faria tudo por ela, mas que não pode ajudar. Kylo Ren e Rey chegam ao mesmo tempo em Mortis.

Em Coruscant, Finn e Rose lideram um levante popular na praça principal, próximo à cidadela suspensa da Primeira Ordem. Quando a batalha começa em terra, Leia e a Resistência chegam com o destróier roubado, acompanhados por Poe e Chewbacca, que está pilotando uma X-Wing.

De volta a Mortis, Rey é vista subindo uma montanha gelada, e ao chegar ao topo, ela tem uma visão assustadora de si mesma como uma criança em Jakku, gritando enquanto seus pais eram separados dela. Ela vê sua mãe correndo em direção a ela e seu pai a segurando, dizendo ser muito perigoso, mas prometendo voltar por ela. Kylo também tem uma visão, vendo a si mesmo como uma criança e sendo confrontado por Han Solo, que pede mais uma vez que ele desista do lado sombrio. Mais uma vez, seu pedido é em vão.

Finn e Rose lideram uma revolução popular armada em Coruscant

Depois de mostrar a batalha de Coruscant indo a todo vapor, o roteiro volta para Mortis, com Kylo Ren e Rey se encontrando e finalmente começando seu destinado duelo de sabres de luz. No meio da luta, Ren avisa a Rey para sair da mente dele, pois ela não vai gostar nada do que vai encontrar, e se declara mais poderoso que Anakin e Luke. Rey então lhe diz que Kylo continua com medo, não dela, mas do que ele se tornou.

Kylo mais uma vez tenta convencer Rey a ir para o seu lado, dizendo que com o poder escondido em Mortis, eles poderiam governar a galáxia juntos, como as trevas e a luz. Ela responde dizendo que jamais se unirá a ele, ainda mais sabendo o que ele fez contra seus pais.

Sim, Kylo Ren matou os pais de Rey, e eles a esconderam em Jakku para impedir que ele a encontrasse. Kylo confirma a informação, dizendo que as ordens de Snoke eram claras: encontrar qualquer um que pudesse se opôr a ele e matar, mas que não está ali por ela, e sim pelo poder que reside no planeta. Os dois então começam a usar seus poderes com mais agressividade, em uma demonstração de força digna do vídeo game The Force Unleashed.

Em paralelo a isso, a batalha de Coruscant segue tensa, mas o jogo vira com a chegada de Lando Calrissian, que no melhor estilo Han Solo, aparece para salvar o dia. E ele não vem sozinho: uma frota inteira de foras-da-lei está junto, ajudando a balança a pender para o lado da Resistência. Até mesmo C3PO participa da ação!

De volta a Mortis, Kylo Ren atinge Rey no rosto com seu sabre de luz. Ela cai de uma enorme escadaria, deixando cair seu sabre e chorando lágrimas de sangue. A garota está cega.

Rey e Kylo Ren tem seu duelo destinado em Mortis: fãs de Clone Wars já conheciam o planeta

Kylo Ren consegue entrar no templo de Mortis à procura de seu prêmio, e o que ele encontra é… nada. Não há absolutamente nada lá além te estátuas destruídas e túmulos decaídos. Ele é possuído pelo mais absoluto ódio, destruindo tudo o que vê pela frente. “Você perdeu, Ben.”, diz Luke Skywalker, mais uma vez aparecendo diante dele e lhe dizendo que foi o amor de Anakin Skywalker por sua família que o salvou, e que ele desejava ter podido fazer o mesmo por seu sobrinho. Após ouvir mais uma afronta de Kylo, Luke diz: “Você não é nenhum Skywalker.”

“Você não pode derrotar todos nós. Eu não estou dozinho. Obi-Wan estava certo. A Força nos cerca e nos une, mantendo a galáxia unida. Estamos ligados pela Força. Nós somos um. E não seremos quebrados.”, diz Luke Skywalker, enquanto a batalha de Coruscant continua.

O mestre Jedi desaparece na mesma hora em que Rey entra no templo, seus olhos tapados com um tecido de sua roupa, dizendo a Kylo que os mestres de ambos estavam errados e que ela não vai negar as trevas que existem dentro dela, e muito menos o amor, e que é feita tanto de trevas quanto de luz. O duelo entre os dois, então, continua, ainda mais feroz.

O espírito de Luke Skywalker não dá sossego para Kylo Ren

Em Coruscant, Hux percebe que a Primeira Ordem vai perder a batalha final, e enquanto o mundo ao seu redor desaba, ele caminha até sua sala, revelando uma coleção de sabres de luz. Ele queria o poder que Ren tinha, o poder da Força, mas não sabia como conquistá-lo. Ele então pega um sabre de lâmina rosa – o de Mace Windu, talvez? – e se mata.

Rey e Kylo continuam seu duelo, com a garota sendo capaz de destruir o sabre de seu inimigo. Kylo então começa a absorver sua energia vital, curando a si mesmo no processo. À beira da morte, Rey o chama de Ben, tal qual Luke vez com Vader em O Retorno de Jedi, mas é em vão.

Longe dali, em Coruscant, Leia sente um tremor na Força, conseguindo se comunicar diretamente com Kylo e o implorando para voltar para casa. Naquele momento, ele volta a ser Ben Solo e compreende o tamanho do amor que sua mãe tinha por ele. Ben então reverte o fluxo da Força viva, devolvendo a energia vital para Rey e curando os olhos dela, mas morrendo no processo. Antes de morrer, ele diz à garota seu verdadeiro nome: Rey Solana.

Deitada no chão do templo de Mortis, viva, mas gravemente ferida, Rey é cercada por uma intensa luz, sendo transportada para um outro mundo, um mundo de luz. Lá, ela encontra Luke, Yoda e Obi-Wan, que a parabenizam por ensinar a eles o verdadeiro significado de equilíbrio na Força. Eles então, dão a ela uma escolha: ficar com eles naquele mundo de paz e conhecimento, ou voltar para o mundo dos vivos, onde existe conflito e dor, mas também amor.

Rey escolhe voltar para seu mundo. Antes de partir, Obi-Wan proclama: “Você é uma Jedi, Rey Solana. Mas não será a última.”

Hux comete suicídio: empalamento por sabre de luz

Com a Primeira Ordem derrotada e Coruscant em festa, Chewbacca conserta R2, que havia sido seriamente avariado e deixado sem memória. Leia, então, insere dentro do dróide um backup de suas memórias, e seu projetor de holograma passa várias cenas importantes de todos os filmes da saga, como a cerimônia da vitória em Yavin IV, Yoda erguendo a X-Wing de Luke, e por aí vai.

Na última cena do filme, em um rancho sereno localizado em um planeta chamado Modesta, Finn está com um grupo de crianças, esperando pacientemente a chegada de alguém. Rey, então, aparece, pronta para treinar toda uma nova geração de Jedi.

E este é o roteiro, bem resumido, de Duel of the Fates, o filme que poderia ter sido o episódio final da saga da família Skywalker no cinema, mas que nunca será. E aí, qual dos dois vocês acharam mais interessante? Não esqueçam de deixar seus comentários!

Veja também:

Colin Trevorrow confirma título da sua versão de Star Wars: A Ascensão Skywalker

Atriz de Punho de Ferro estava entre as finalistas para viver Rey em Star Wars

Taika Waititi negocia direção de novo filme Star Wars

Confira imagens de Star Wars: A Ascensão Skywalker em nossa galeria:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael