Capa da Publicação

Michael Caine fala sobre seu papel como Alfred em Batman Begins

Por Raphael Martins

Michael Caine é um dos atores mais respeitados e procurados de Hollywood. Em mais de sessenta anos de carreira, foram cerca de 130 filmes, dois Oscars e outras premiações importantes. E entre seus papeis mais lembrados dos últimos anos, está o do mordomo Alfred, que ele fez por três vezes na trilogia do Batman dirigida por Christopher Nolan.

Veja também:

Diretor de The Batman fala pela primeira vez sobre a pausa na produção do filme

Foto mostra o capuz do Batman no filme cancelado da Liga da Justiça

Pennyworth – Série sobre o jovem Alfred é renovada para a segunda temporada

Quando um ator do gabarito de Michael Caine foi anunciado para o papel, muita gente ficou surpresa. E em uma entrevista recente, ele próprio revelou por que topou viver o mordomo de Bruce Wayne e refletiu sobre este trabalho.

Ao site The Hindu, ele falou sobre a conversa que teve com Christopher Nolan antes de embarcar no projeto:

“Ele veio até a porta da frente da minha casa de campo com um roteiro. Eu podia vê-lo através do vidro, mas não o reconhecia. No momento em que ele se apresentou, eu sabia exatamente quem ele era, porque eu era um grande fã de seus três pequenos filmes. Eu disse a ele, ‘Sou velho demais para o Batman. Você quer que eu faça o mordomo? Como serão meus diálogos? Você gostaria de outra bebida ou de mais mostarda?”

Apesar da desconfiança inicial, o ator acabou aceitando o papel e nunca se arrependeu:

“Aí eu fiz o filme. E foi uma das maiores coisas que eu já fiz em toda minha vida.”

Michael Caine foi sucedido por Jeremy Irons como Alfred em Batman vs Superman: A Origem da Justiça. Agora, o papel do mordomo é de Andy Serkis, que estará em The Batman ao lado de Robert Pattinson.

Confira nossa lista sobre The Batman aqui embaixo:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael