Capa da Publicação

DC libera arte que mostra Jason Todd vivo após Batman: Morte Em Família

·
Por Leo Gravena

Poderia ter sido bem diferente…

Entre 1988 e 1989, a DC Comics publicou o arco Uma Morte na Família, onde, em seu ápice, o Robin Jason Todd era traído por sua própria mãe e sequestrado pelo Coringa. O destino do personagem, a editora deixou nas mãos dos fãs, que depois de uma votação apertada, decidiram que ele deveria morrer pelas mãos do vilão.

A editora pedia que os fãs ligassem para dois números – um dedicado a salvar e outro a matar o personagem. Todd não era muito bem-recebido na época, então ele acabou morrendo – tendo apenas 72 votos de diferença para salvá-lo.

Veja mais sobre o Batman:

Batman ganha novo equipamento brutal nas HQs

Criador de HQ de Batman pede perdão à comunidade LGBTQ

Os 10 melhores Batmóveis e veículos do Batman nos cinemas

Na história original, ele foi espancado pelo Coringa com um pé-de-cabra e deixado para morrer em um galpão em chamas. Posteriormente, ele retornou como o Capuz Vermelho, um vigilante altamente violento que buscava vingança contra o Palhaço do Crime.

Agora, um artigo do Polygon mostra algumas paginas alternativas para Batman #428, retiradas diretamente do arquivo da DC Comics na Califórnia. Como a editora não sabia qual seria o destino do personagem, duas versões estavam sendo feitas e, agora, podemos ver como teria sido o destino de Jason Todd caso ele tivesse sobrevivido.

As páginas, com arte de Jim Aparo e Mike DeCarlo, mostram o Batman segurando o corpo de Jason, contudo, ele está olhando para os céus dizendo “Ele está vivo! Graças a Deus”. A segunda imagem, mostra Jason em coma e Bruce observando ele. A história, escrita por Jim Starlin, é uma das mais icônicas da DC Comics.

Confira o momento:

Gostariam de que esse tivesse sido o final do personagem?

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."