Capa da Publicação

James Gunn revela o que mudaria em Hollywood para melhorar os filmes

·
Por Lucas Rafael

Atualmente, diversos cineastas de respeito vocalizaram sua frustração com o estado atual das coisas em Hollywood – e isso muito antes da controvérsia iniciada por Martin Scorsese. O cultuado diretor David Lynch também emitiu sua opinião, afirmando que o cinema está morrendo e filmes de cunho mais artístico estão mortos. Agora, James Gunn, diretor de Guardiões da Galáxia e do futuro O Esquadrão Suicida, deu seus dois centavos sobre essa questão polêmica.

Veja também:

Arte de Esquadrão Suicida mostra ligação entre Magia e Apokolips

Diretor de Esquadrão Suicida volta a falar sobre a sexualização de Arlequina no filme

Diretor de Esquadrão Suicida confirma teoria de fã envolvendo o Coringa

Em uma sessão de perguntas e respostas, Gunn foi questionado se achava que Lynch estava certo ao afirmar que o cinema “arthouse” está morrendo. Segundo ele, certos tipos de filme certamente terão dificuldades:

“Mais ou menos. Acho que os filmes do nível comercial médio e filmes independentes terão dificuldades para serem vistos nos cinemas. Pessoas vão assistir filmes de terror e espetáculo e talvez algumas comédias nos cinemas. Todas essas três coisas podem ser ‘cinema’, mas é limitado.”

Segundo Gunn, após ser questionado sobre o que mudaria em Hollywood, ele foi bem sincero sobre a mudança que gostaria de ver:

“Eu gostaria que estúdios não aprovassem filmes a não ser que vissem um roteiro que os deixasse feliz. A qualidade dos filmes iria instantaneamente subir 60%. Mas estúdios aprovam filmes com base em conceitos, franquias e datas de lançamento disponíveis.”

E aí, concorda com o diretor? Comente!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Lucas Rafael

Entusiasta de coisas demais