Capa da Publicação

James Gunn fala sobre o “Ayer Cut” de Esquadrão Suicida

Por Leo Gravena

Esquadrão Suicida foi um filme bem decepcionando para os fãs, contudo, o diretor do filme, David Ayer, já havia falado em outras ocasiões sobre como, no papel, seu filme seria bem diferente. Contudo, ele acabou tendo que fazer um filme com várias restrições e diretrizes de executivos da Warner Bros.

Depois do anúncio do Snyder Cut, vários fãs passaram a demandar que a Warner liberasse também o “Ayer Cut”, a versão do filme de David Ayer. Agora, James Gunn, que está dirigindo o novo filme da Força Tarefa falou o que acha do corte ser lançado.

Veja também:

Arte de Esquadrão Suicida mostra ligação entre Magia e Apokolips

Diretor de Esquadrão Suicida volta a falar sobre a sexualização de Arlequina no filme

Diretor de Esquadrão Suicida confirma teoria de fã envolvendo o Coringa

No twitter, um fã perguntou para James Gunn: “Você seria contra o lançamento do corte de David Ayer de Esquadrão Suicida? Você acha que isso atrapalharia seu filme, ajudaria a aumentar o interesse nele ou não teria nenhum efeito?”

Gunn, que irá dirigiu O Esquadrão Suicida respondeu o tuíte dizendo“Eu ficaria bem com qualquer coisa que o David Ayer e a Warner quisessem lançar, sem problemas”. 

Segundo entrevistas anteriores de Ayer, a versão original do Esquadão Suicida seria bem diferente. Mais sombria, ela mostraria um Coringa que ameaçador – e que faria sentido -, aprofundaria a história da Magia e sua conexão com ApokolipsDarkseid, mostraria uma pacto entre a bruxa e o Príncipe Palhaço do Crime, e até um romance de Arlequina com o Pistoleiro.

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."