Capa da Publicação

HBO Max explica porque tirou …E o Vento Levou de seu catálogo

Por Matheus Takahashi

O filme …E o Vento Levou foi removido da plataforma HBO Max, sob a justificativa de que o filme traz representações sobre a escravidão e o Sul dos EUA durante a época de sua Guerra Civil. Um representante da plataforma afirmou que a remoção será temporária, após uma discussão sobre sobre o contexto histórico do filme ser adicionada.

Saiba mais abre a HBO Max:

The Last of Us: Confirmado o diretor do piloto da série da HBO

Lovecraft Country, série da HBO, tem novo trailer divulgado

Chefe da HBO Max responde críticas sobre o lançamento do Snyder Cut de Liga da Justiça

A medida foi tomada após o roteirista John Ridley, que escreveu para o filme 12 Anos de Escravidão, que alegou, em um editorial ao jornal Los Angeles Times, que …E o Vento Levou “glorifica o antigo Sul dos EUA”, além de afirmar que o longa, quando não ignora os horrores da escravidão, perpetua esteriótipos dolorosos para as pessoas de cor.

Em um pronunciamento oficial da HBO Max, publicado no Hollywood Reporter, o representante da plataforma afirma que:

“(…) As representações raciais [do filme] são erradas à época e são erradas hoje, e nós percebemos que manter esse título sem uma explicação ou uma denúncia à essas representações seria algo irresponsável. 

 

Essas representações são contra os valores da WarnerMedia, portanto, quando retornarmos o filme à HBO Max, ele será devolvido com uma discussão sobre seu contexto histórico e suas representações, mas manteremos a obra como ela é originalmente, porque retirá-las seria a mesma coisa que considerar que elas não existiram. Se quisermos criar um futuro mais igual, justo e inclusivo, primeiros temos que reconhecer e compreender a nossa história.”

Apesar de ser um filme consagrado como um clássico do cinema americano, o filme, datado de 1939, sempre foi bastante criticado pela maneira que trata os personagens negros. A trama de …E o Vento Levou se passa pouco tempo após a Guerra Civil Americana – e a abolição da escravatura no país -, e os personagens negros do filme parecem gostar de serem submissos de seus senhores, pela maneira que a trama os retrata.

Desta forma, o questionamento de Ridley sobre o filme – cujo tema, considerando o atual contexto, é de suma importância – foi levado em grande consideração pela HBO Max, que irá reintroduzir o filme junto de uma discussão sobre o contexto histórico de sua trama, bem como também sobre a maneira que as representações raciais da obra são apresentadas ao público.

Aproveite e veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Matheus Takahashi

Geógrafo. Amante da cultura geek/nerd, mas ama mesmo super-heróis, jogos de luta e futebol. Conversa fácil sobre (quase) qualquer coisa

IG: t1takahashi TT: takamatheus