Saiba porque a franquia Cavaleiro das Trevas não teve um quarto filme

Capa da Publicação

Saiba porque a franquia Cavaleiro das Trevas não teve um quarto filme

Por Matheus Takahashi

É inegável que a trilogia dos filmes do Batman, dirigidos por Christopher Nolan e com Christian Bale no papel do Cavaleiro das Trevas, representam um grande marco no gênero de filmes de super-heróis, e por vários motivos. Apesar de seu final, havia o interesse de se fazer um quarto filme. E por quê ele nunca saiu do papel? O ator explica o motivo.

Saiba mais sobre o Batman:

Robert Pattinson fala sobre as desvantagens de interpretar o Batman

Roteirista de Batman Eternamente fala sobre sua versão cancelada de Batman Vs Superman

Val Kilmer fala sobre a decisão de abandonar o manto do Batman

Em uma entrevista para o Toronto Sun (via Hindustan Times), em 2019, Christian Bale havia dito que o objetivo dele e de Christopher Nolan era de fazer um filme de cada vez, e, conforme seus longas faziam sucesso, tanto lucrativo quanto de crítica, eles recebiam a oportunidade de fazer mais um filme. E o ator disse que os dois haviam acordado que, se eles chegassem ao terceiro, eles iriam pôr um fim à história.

O ator disse:

“Nós sabíamos que precisávamos reinventar isso. Literalmente haviam pessoas que riram quando disse a elas que estávamos fazendo um novo tipo de Batman. Acho que a razão disso ter funcionado é, primeiramente, pela visão de Chris [Nolan]. Mas nunca fomos arrogantes de assumir que teríamos uma oportunidade além de fazer um filme de cada vez.

 

Isso era algo que Chris sempre falava sobre. Ele dizia ‘É isso, estamos fazendo um filme. É tudo o que temos’. Então, quando eles [o estúdio] vinham até nós e perguntavam ‘Vocês querem fazer mais um?’, era fantástico, mas ele ainda dizia ‘É isso, estamos fazendo um filme. É tudo o que temos’. Daí eles disseram ‘Ok, vamos fazer um terceiro filme’. Chris sempre disse que, se tivéssemos a sorte de chegar a um terceiro filme, nós iríamos parar. ‘Vamos sair dessa, depois disso’.

 

Mas, inevitavelmente, eles perguntaram ‘Que tal um quarto filme?’, e eu disse ‘Não. Tínhamos que seguir o sonho do Chris’, que sempre foi de, se tudo desse certo, fazer uma trilogia. Melhor não estender isso demais e nos exceder em criar um quarto filme. Por isso nós não voltamos. Depois disso, me disseram que meus serviços não eram mais necessários”, disse o ator, enquanto ria.

Desta forma, o ator confirma que a ideia dos dois realmente era de fazer um filme de cada vez. Dificilmente haveria a chance de fazer um quarto filme, uma vez que, em O Cavaleiro das Trevas Ressurge, Bruce Wayne, ao forjar sua morte, se aposenta do manto de Batman, que foi repassada para John Blake, personagem de Joseph Gordon-Levitt. Além do mais, Nolan já estava satisfeito com sua trilogia, tal como também ficou o grande público. Estender para um quarto filme ser demais, no entender da dupla.

E para você? A trilogia do Cavaleiro das Trevas merecia continuar ou isso era realmente desnecessário? Conte para nós, e veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Matheus Takahashi

Geógrafo. Amante da cultura geek/nerd, mas ama mesmo super-heróis, jogos de luta e futebol. Conversa fácil sobre (quase) qualquer coisa

IG: t1takahashi TT: takamatheus