Capa da Publicação

Fortnite entra na justiça contra a Apple após jogo ser removido da App Store

Por Cristiano Rantin

Hoje mais cedo noticiamos que o Fortnite estava reduzindo os preços da sua moeda virtual, mas ainda a decisão fosse bem recebida pelos fãs do jogo, ele não agradou a Apple. A empresa declarou que o jogo estava “violando” uma regra sobre os pagamentos feitos dentro do aplicativo, decretando que o game fosse banido da sua loja virtual. Agora, Fortnite declarou que está entrando na justiça para recorrer essa decisão.

Veja mais sobre jogos:

Marvel’s Avengers: Revelados detalhes para a versão do jogo no PC

Cyberpunk 2077 tem vários detalhes revelados sobre o arsenal do jogo, assista

GTA V: Revelados detalhes da versão do jogo pra nova geração de consoles

A manobra da Epic Games, responsável pelo Fortnite, permitiria que os jogadores comprassem diretamente com a empresa, o que eliminaria a “taxa” de 30% da App Store da Apple sobre as transações. Segundo a Variety, a empresa não gostou nada dessa ideia.

O comunicado emitido pela Apple afirma que:

Hoje, a Epic Games deu um passo desafortunado em direção à violações das regras da App Store, que foram estabelecidas de forma igualitária para todos os desenvolvedores, criadas para manter nossa loja segura para os usuários. Como resultado disso, o aplicativo Fortnite foi removido da nossa loja.”

 

Ainda segundo a Apple, a Epic “criou uma opção no aplicativo que não foi aprovada pela Apple, e eles fizeram isso com a intenção expressa de violar as regras da App Store envolvendo microtransações no jogo, regras que são aplicadas para todos os desenvolvedores que vendem conteúdo digital ou serviços [na loja]”

Em resposta, a Epic foi bastante direta. Em uma mensagem compartilhada na conta do Fortnite no Twitter, a empresa disse: “A Epic Games entrou com documentos legais em resposta à Apple“. Anexando ao tuíte documentos afirmam que a ação legal contra a Apple é necessária para acabar com “Ações injustas e anti-competitivas que a Apple utiliza para manter ilegalmente seu monopólio.” 

Ainda segundo a Epic Games, a empresa não está buscando por nenhuma compensação financeira com essa ação, e que está buscando apenas uma competição mais justa para os consumidores e os desenvolvedores de aplicativos.

Mas a situação não parou por ai. Um vídeo contra a Apple acaba de ser divulgado. Nele vemos os personagens do Fortnite sendo “controlados” por uma maçã, em uma paródia ao comercia de 1984 da Apple, feito quando o Macintosh foi lançado, e que fazia referência ao livro de George Orwell.

Logo em seguida o comunicado é bastante claro: “A Epic Games desafiou o monopólio da App Store. Em retaliação, a Apple está bloqueando o Fortnite em um bilhão de dispositivos. Visite fn.gg/freefortnite e lute com a gente para que 2020 não vire “1984”.

Assista abaixo:

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação Social pela UEL • Twitter: @ChrisRantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"