Capa da Publicação

Warner queria contar história de origem do Coringa de Heath Ledger

Por Raphael Martins

Batman: O Cavaleiro das Trevas ainda é considerado por muitos como o melhor filme já feito com o personagem. Boa parte disso se deve a atuação inesquecível de Heath Ledger como o Coringa, que abordou o personagem de uma maneira até então nunca feita antes.

Veja também:

Batman: Morte em Família ganha trailer explosivo para filme animado interativo

Três Coringas: Prévia da HQ sugere morte de uma das versões do vilão

The Batman deve compartilhar locação com trilogia de Christopher Nolan

O Coringa que o ator performou não era muito de dar risada, preferindo aterrorizar suas vítimas com histórias sobre sua origem, contadas de maneiras totalmente diferentes ao longo do filme. Isso contribuía para aumentar ainda mais a grandiosidade do personagem, lhe dando camadas de mistério somadas a sua loucura.

Mas poderia ter sido diferente. Segundo David S. Goyer, roteirista do filme, a Warner queria que a história de origem do Coringa fosse contada, algo que tanto ele quanto o diretor Christopher Nolan foram contra. Durante um painel na edição virtual da San Diego Comic-Con (via CBM), que aconteceu na semana passada, ele disse:

“Eu lembro quando falamos sobre isso. ‘Bem, e se o Coringa não tivesse realmente uma história de origem?’ Mesmo depois do sucesso de Batman Begins, aquela foi considerada uma coisa muito controversa e recebemos muito desencorajamento. As pessoas estavam preocupadas.”

Segundo o roteirista, o estúdio não queria correr o risco de perder dinheiro com o filme, o que quase os levou a interferir na liberdade criativa da produção:

“Eu não me lembro exatamente quando aquela decisão foi feita. Havia muita expectativa, tanto em termos mundiais e do estúdio para aquele filme, muito mais do que havia em Batman Begins. E é difícil correr riscos e subverter expectativas no sucesso, porque as pessoas querem se proteger contra a falha ou querem que você faça o que fez da primeira vez, só que diferente. Uma das coisas mais assustadoras para se dizer à maioria dos executivos de cinema e TV é ‘Nós não queremos fazer aquilo de novo. Queremos fazer algo diferente.”

No final, a decisão de manter a origem do Coringa um mistério acabou ajudando o filme a se tornar um sucesso de público, crítico e bilheteria, sendo até hoje um exemplo de como um filme baseado em quadrinhos deve ser.

Confira nossa lista sobre o Coringa de Heath Ledger aqui embaixo:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael