Capa da Publicação

Avatar: Motivos pelos quais criadores abandonaram a série da Netflix são revelados

Por Evandro Lira

Nesta semana, os fãs de Avatar: A Lenda de Aang foram pegos de surpresa quando os criadores Michael Dante DiMartino e Bryan Konietzko anunciaram sua saída da série live-action que está atualmente em desenvolvimento na Netflix. Desde então, muito se especulou sobre os motivos que levaram ao rompimento, mas agora ao que parece, temos algumas respostas concretas.

De acordo com um novo relatório do FandomWire, fontes de dentro da Netflix revelaram as reais razões por trás da saída deles, e elas envolvem orçamento, diversidade no elenco e tom da série.

Para começar, os criadores queriam um orçamento maior, mas aparentemente a Netflix não estava disposta a investir tanto dinheiro no projeto.

Além disso, a Netflix queria ter a liberdade de escalar alguns atores brancos para os personagens principais, algo que os criadores foram terminantemente contra. Afinal, eles anunciaram o projeto em 2018 afirmando que honrariam as etnias dos personagens originais e prometendo consertar erros do passado (como no filme em live-action que trocou a etnia dos personagens).

Segundo o site, apesar do orçamento e da diversidade ser um ponto em discussão, o principal desacordo entre os artistas e a Netflix teve a ver com o tom da série. A Netflix queria que o seriado fosse muito mais pesado e maduro que o desenho original, tendo violência, romance e sexo, enquanto DiMartino e Konietzko estavam decididos a manter o tom mais leve da animação, além de continuar com a idade dos personagens que vimos no desenho.

Ambos os artistas divulgaram cartas abertas explicando sua decisão de abandonar o projeto, enquanto a Netflix também divulgou um comunicado declarando que a série continua em desenvolvimento conforme o planejado.

O que você pensa sobre esses motivos? Acredita que a visão dos criadores deveria sobressair sobre a da Netflix? Comente!

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira