Capa da Publicação

Apple não deixa vilões usarem Iphones em filmes, revela Rian Johnson

Por Raphael Martins

O mundo do cinema é cheio de regras sem muito sentido e exigências absurdas, especialmente em se tratando de captar fundos para a produção de filmes. Para garantir uma injeção generosa de dinheiro em seus projetos, estúdios e diretores precisam se curvar a algumas determinações de marcas famosas, por mais bobas que possam parecer.

Veja também:

[CRÍTICA] Entre Facas e Segredos – Casos de família

Entre Facas e Segredos vai ganhar sequência

Oscar 2020: Confira os vencedores da premiação

Uma dessas exigências foi revelada por Rian Johnson, que recentemente dirigiu o elogiadíssimo Entre Facas e Segredos. Em uma entrevista  à revista Vanity Fair, o diretor contou uma curiosidade interessante envolvendo a Apple, dona do iPhone e uma das empresas mais lucrativas do mundo:

“Eu não sei se deveria dizer isso ou não. Não porque é lascivo ou coisa assim, mas porque vai me prejudicar no próximo filme de mistério que eu escrever. Mas esqueça, eu vou contar, é muito interessante. A Apple deixa você usar o iPhone nos filmes. Mas, e isso é muito crucial, se você estiver assistindo a um filme de mistério, os vilões não podem usar iPhones em frente as câmeras.”

Embora esteja sendo revelada só agora, esta não é uma prática exatamente nova vinda da Apple. Na série 24 Horas, por exemplo, os mocinhos sempre usavam computadores da Apple, enquanto os vilões eram sempre vistos usando PCs.

Ainda em clima de muito bom humor, Rian Johnson brincou com sua revelação, dizendo que pode ter estragado o mistério por trás da identidade dos vilões destes filmes, já que agora ficou fácil descobrir a identidade deles:

“Oh não! Agora todo cineasta que tiver um vilão em seu filme, algo que deveria ser um segredo, vai querer me matar agora.”

Em Entre Facas e Segredos, há uma cena em que o personagem de Chris Evans chega pela primeira vez na casa e inicia um confronto tenso com o resto da família. Nesta cena, Jamie Lee Curtis está segurando um iPhone em sua mão, e todos os que assistiram ao filme sabem qual dos dois era o vilão. E aí, faz sentido para vocês? Comentem!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael