Capa da Publicação

Jonathan Hickman, escritor dos X-Men, esclarece polêmica sobre as novas leis dos mutantes!

Por Raphael Martins

É uma nova era para os X-Men nas HQs. Após o grande sucesso das sagas House of X e Powers of X, encabeçadas pelo roteirista Jonathan Hickman, os mutantes da Marvel aproveitam uma nova onda de popularidade como não se via há muito tempo, com seus quadrinhos vendendo bem e histórias com cada vez mais qualidade.

No momento, o núcleo mutante da editora vive uma nova era, chamada de Dawn of X (“O Alvorecer mutante”, em tradução livre), que engloba todos os títulos baseados nos X-Men e mostram as mudanças no satus quo da comunidade mutante no universo 616.

Agora, eles tem sua própria nação soberana, chamada Krakoa, que se baseia em três leis básicas que devem ser obedecidas por todos: “Faça mais mutantes”, “Não mate nenhum homem” e “Respeite esta terra sagrada.” Contudo, a primeira lei gerou uma certa polêmica entre os fãs.

Por “Faça mais mutantes”, algumas pessoas entenderam que isso implica no processo heteronormativo de gravidez e criação, o que irritou parte da comunidade LGBTQ ou aqueles que não desejam ter filhos. Jonathan Hickman se endereçou a esses descontentes, explicando melhor a lei:

“Bem, obviamente, ‘Faça mais mutantes’ é uma brincadeira com ‘chega de mutantes’, então qualquer confusão sobre isso vem de como eu amo como as três leis soam quando você as lê juntas, ao invés de elas serem apenas leis codificadas com restrições sobre o que pode e o que não pode ser feito.

 

Dito isso, mesmo uma leitura estrita da lei não muda o fato de que eu mostrei a vocês três (quatro, se vocês estiverem prestando atenção) maneiras de como os mutantes podem se reproduzir, e apenas uma delas é a maneira “tradicional” hétero (isso também deixa de lado práticas como fertilização in vitro e barriga de aluguel, que me parecem apoiar o espírito da lei). E não, eu não acho que não querer ter filhos vai contra a lei (embora eu pense que esse não seria um sentimento popular no mundo que nós criamos).”

Durante House of X e Powers of X, outros métodos de criação de vida mutante são apresentados, podendo eles serem criados através dos novos protocolos de ressurreição de Krakoa ou pelos experimentos do Senhor Sinistro. Logo, a primeira lei de Krakoa não representa nenhuma ameaça de proibição à práticas alternativas de criação.

Veja imagens do arco atual dos X-Men nos quadrinhos em nossa galeria:

Fonte: ComicBook

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael