Capa da Publicação

Aves de Rapina vai mostrar como a Arlequina deixou o Coringa

Por Gus Fiaux

Aves de Rapina será o próximo lançamento da DC Comics nos cinemas, e promete trazer algumas mudanças cruciais para uma certa palhaça criminosa no Universo Estendido da DC Comics. Aqui, veremos a Arlequina livre após os eventos de Esquadrão Suicida, seguindo sua própria vida e suas próprias aventuras.

No entanto, de acordo com Margot Robbie, o filme lhe deu a chance de trabalhar a personagem fora da sombra do Coringa. A atriz, em entrevista ao Comic Book durante a visita da imprensa ao set de filmagens, falou sobre como o longa vai trabalhar esse lado mais “independente” da vilã/anti-heroína:

“No primeiro filme [‘Esquadrão Suicida’], a relação dela com o Coringa me confundiu bastante. Essa foi a coisa que mais me tomou tempo para entender. Nesse filme, nós estamos a explorando sem que ela esteja com o Coringa. E eu realmente entendo o término. Eu acho que isso é algo que todos nós podemos entender e nos relacionar, de alguma forma. Apesar dela lidar de outra forma – explodindo coisas, eu não faço isso – eu entendo a motivação que leva a esse pensamento.”

Além disso, ela também falou sobre como a relação entre os dois minguou, e o que isso trará para a personagem em sua nova aventura ao lado das Aves de Rapina:

“Eu acho que algo que explorei bastante em ‘Esquadrão Suicida’ foi a co-dependência da Arlequina com o Coringa. E obviamente, ele tinha uma grande influência nela. Mas, obviamente, ela já estava com ele quando nós vimos a Harley pela primeira vez em ‘Esquadrão Suicida’. E eu queria explorar qual é a versão da personagem fora de um relacionamento, e se ela está fora de um relacionamento porque quer ou porque foi chutada. Mas isso ainda a afeta, de uma forma bem diferente. E eu acho que vemos uma faceta bem diferente de suas personalidades. Aliás, personalidades, eu diria, porque acho que ela tem múltiplas.”

Quem também falou sobre o assunto foi a diretora Cathy Yan, que explicou como o longa vai abordar a vida de Arlequina ao lado de outras mulheres, sem a presença de uma figura masculina em sua vida:

“É realmente a história da Arlequina, bem como a história de todas essas mulheres. E de certa forma, essas histórias meio que ecoam umas nas outras. Então, nosso título inclui ‘Arlequina e sua Fantabulosa Emancipação’, e essa é essencialmente a história pela qual ela vai passar. Nós a encontramos sem o Coringa no começo do filme, e ao longo da trama, ela descobre que não precisa de ninguém, além dela mesma. Ela não necessariamente se torna amiga das outras mulheres, mas elas se juntam, e a partir disso elas se emancipam ao longo do filme. E, é claro, uma das relações mais importantes [para a personagem] é sua relação com Cass [Cain].”

O resultado nós só veremos quando o filme chegar aos cinemas, no ano que vem. Aves de Rapina vai apresentar o grupo homônimo de heroínas, ao mesmo tempo em que vai nos trazer uma nova aventura para a Arlequina. Na trama, essas mulheres vão precisar se unir contra o Máscara Negra e seu império criminoso.

Veja mais notícias de Aves de Rapina:

Aves de Rapina ganha novo teaser trailer no The Game Awards, assista

Público se identificará mais com as Aves de Rapina do que com o Batman ou Superman

Diretora de Aves de Rapina diz que filme foi influenciado por Pulp Fiction

Na galeria abaixo, fique com imagens do filme:

Aves de Rapina chega aos cinemas no dia 6 de fevereiro de 2020.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux