Capa da Publicação

Público se identificará mais com as Aves de Rapina do que com o Batman ou Superman

Por Guilherme Souza

Por anos, o Batman e o Superman dominaram os filmes baseados em histórias em quadrinhos, mas recentemente, a Warner resolveu dar destaque a personagens menos conhecidos, uma estratégia que tem dado muito certo.

Em breve, veremos o primeiro filme das Aves de Rapina, que além de continuar a história da Arlequina que foi iniciada em Esquadrão Suicida, mostrará personagens como Caçadora e Canário Negro pela primeira vez nos cinemas.

Em uma recente entrevista, a produtora Sue Kroll falou um pouco sobre a importância do filme e sobre como o público pode se relacionar com as personagens do longa de maneira que eles nunca puderam fazer com Batman ou Superman.

“O que também é interessante, e você vai começar a notar isso com o tempo, é que você pode vivenciar aquilo [aquele território de moralidade duvidosa] através de todos esses personagens no filme. A Arlequina chega como alguém que é muito mais complicado do que imaginamos… ‘loucura.’

 

O mundo das Aves de Rapina é bem realista. A outra coisa nesse filme que eu acho que é única, é o fato de que todos falam sobre seus filmes serem bem relacionáveis com o público. Eu acho que esse filme se relaciona de verdade com o público… Eu nunca pude me identificar com o Batman ou com o Superman, mesmo que eu almejasse seguir os ideais deles. Essa é uma experiência diferente, eu acho.”

Com base no que vimos no trailer e nas entrevistas do filme até agora, deu para notar que a trama irá abordar temas bem humanos, tais como abandono, relacionamentos abusivos e fracassos profissionais, algo que certamente se comunica muito bem com o público e corrobora com as declarações da produtora.

Fique com imagens do filme em nossa galeria:

Fonte: SR

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'