Capa da Publicação

10 melhores releituras malignas do Superman

Por Gabriel Mattos

Talvez você tenha percebido que o Omni-Man, de Invencível, é um tanto familiar. Com poderes praticamente imbatíveis, uma fraqueza bastante específica, capa ao vento e pose de bom garoto, ele é uma cópia imperfeita do grandioso Superman, o bastião da moralidade da DC Comics. Mas moralidade é um conceito bem relativo.

Assim como o Capitão-Pátria, de The Boys, Omni-Man faz parte de um movimento satírico dos quadrinhos que questiona como uma pessoa que acumula tantos poderes se comportaria em nossa sociedade. E a resposta em geral parece ser: não tão bem. Assim, surgiram uma série de versões malvadas do grande herói da DC Comics. Conheça as 10 melhores releituras malignas do Superman.

Imagem de capa do item

Omni-man

Trajando vermelho e branco, vindo de um planeta muito distante, Omni-Man era o maior super-herói da Terra no universo de Invencível, história em quadrinhos escrita por Robert Kirkman pela Image Comics. O problema foi que ele decidiu ser o único grande defensor do planeta e matou brutalmente cada um dos membros dos Guardiões do Globo, o equivalente à Liga da Justiça.

Suas atitudes bondosas não passavam de fachada para seu plano de conquistar a Terra para entregá-la ao Império Viltrumita. Ele foi pensado para mostrar que uma pessoa tão poderosa enxergaria a humanidade com um distanciamento absurdo, a ponto de cometer genocídio de formas absurdas sem o mínimo ressentimento.

Imagem de capa do item

Hyperion

Não é novidade que a Marvel e a DC compartilham muitos personagens parecidos, como Thanos e Darkseid. Logo não é surpresa que o Superman também daria origem a algum personagem da Marvel, e ele é chamado de Hyperion. O único sobrevivente dos Eternos de um planeta desconhecido, foi enviado para Terra e fez daqui o seu lar.

Presente em diversas histórias do multiverso, Hyperion pode até aparecer como anti-herói em alguns casos, mas costuma mesmo ser um grande vilão. Instável, em sua versão mais recente ele acabou destruindo Atlantis e decapitando Namor por um motivo muito fraco. Mas sua encarnação mais conhecida foi mais além e tentou tomar controle de todo o planeta à força.

Imagem de capa do item

Plutonian

De herói, a vilão, a herói novamente, Plutonian é uma releitura complexa do Superman encontrada nas páginas de Irredeemable. Ele possui basicamente os mesmos poderes do kryptoniano e muito mais, como telepatia e manipulação da realidade. Por muito tempo, ele foi sim um homem altruísta e responsável, mas anos de críticas nada construtivas desestabilizaram sua saúde mental.

Ele então entrou em um frenesi absurdo, matando seus colegas heróis e muita gente inocente. De grande herói, ele se tornou rapidamente o maior super vilão da Terra. Ele chegou até mesmo a lobotomizar seu ex-ajudante para que ninguém soubesse de seus segredos. A grande questão do quadrinho é se ele é mesmo irredimível...

Imagem de capa do item

The High

A sátira do Superman de WildStorm é o herói The High. No passado, ele foi trazido de uma dimensão em guerra para o nosso mundo e cresceu para ter uma infância normal, mas sempre se posicionou contra injustiças: nazistas, magnatas e senhorios abusivos.

Esse desejo pela mudança acabou fazendo com que criasse os The Changers, um grupo focado a eliminar todos os governos do planeta, providenciando comida, saúde e liberdade ilimitada a todos no mundo. Claro que isso foi enxergado com terrorismo e combatido duramente pelo grupo de heróis local, a Stormwatch.

Imagem de capa do item

Capitão Pátria

Diferente do Omni-Man que mata apenas para alcançar seus objetivos, o Capitão Pátria de The Boys sente prazer na carnificina. A versão sádica e sociopata do Superman é o líder dos Sete, os maiores “heróis” do planeta, patrocinados pelas Indústrias Vought.

Por trás das câmeras, ele é responsável por inúmeras atrocidades, como estupro, assassinatos e até uma tentativa de golpe de estado. Mas graças a um extenso trabalho de manipulação midiática, a Vought consegue manter sua imagem limpa para que o mundo lhe considere um herói virtuoso. Ele foi criado para explorar a vaidade de ser tão poderoso.

Imagem de capa do item

Brightburn

Uma das interpretações mais intrigantes do Superman não vem dos quadrinhos, mas de um filme de terror: Brightburn. A história mostra um garoto alienígena que, assim como Kal-El, caiu na Terra ainda bebê e foi criado por um casal adorável, mas as coisas começaram a desandar conforme ele crescia.

Havia uma espécie de voz em sua cabeça dizendo que ele poderia conquistar o mundo e uma dose nada saudável de bullying foi o suficiente para tornar Brandon, essa criatura superpoderosa, o maior pesadelo dos residentes de Brightburn, Kansas.

Imagem de capa do item

Supershock

Calma lá! Não estamos falando do incrível Virgil Hawkins que surfa numa tampa de lixo usando seus poderes eletromagnéticos. Além de não ter nada a ver com o Superman, esse cara é gente boa. Estamos falando do Supershock de Powers, a revista em quadrinhos de Brian Michael Bendis e Michael Avon Oeming!

Ele foi o primeiro super-herói de seu universo, mas depois de alguns leves incidentes, ficou claro que ele estava mais para vilão mesmo. Que leves incidentes, você pergunta? Coisas como incinerar o Vaticano e aniquilar a Faixa de Gaza...

Ninguém sabe o que ocasionou essa “virada de chavinha”, mas parece que apesar de seu corpo nunca envelhecer, seu cérebro já chegou numa idade que não é mais responsável por suas ações.

Imagem de capa do item

Gladiador

Outra criação da Marvel, o Gladiador é um leal servo do trono de Shi’ar e peça chave na Saga da Fênix Negra. De uma espécie alienígena descendente dos pássaros, o Gladiador tem habilidades muito parecidas com a do Superman, mas não compartilha seu senso de bondade.

Ele luta para defender o Imperador ou Imperatriz que senta legitimamente no trono de Shi’ar, não importa qual seja sua índole. Isso significa que, nas mãos do governante errado, ele pode se tornar uma grande força de destruição.

Imagem de capa do item

Sentinela

Robert Reynolds, o Sentinela, faz parte da equipe Thunderbolts,da Marvel. Mas se você ouviu falar qualquer coisa sobre o grupo, sabe que eles não fazem as coisas exatamente do jeito certo. Eles são heróicos, na maioria das vezes, mas “limites” não é uma palavra em seus dicionários.

Sentinela tem a carreira marcada por momentos muito brutais, como quando ele rasgou o Carnificina ao meio… E quando ele rasgou o próprio Ares ao meio… Pois é, talvez ele tenha algum problema não resolvido com rasgar vilões perigosos ao meio sem cerimônia, mas isso com certeza é maligno.

Imagem de capa do item

Ultraman

Uma das versões malignas mais clássicas do Homem de Aço veio da própria DC Comics: Ultraman, a contraparte maligna do Superman que habita a Terra-3, o mundo inverso. Fortalecido pela kryptonita, ele conquistou o planeta Krypton usando seus poderes.

Ele reúne outros vilões desse lugar distorcido para formar o Sindicato do Crime, que é combatido pelo brilhante Alexander Luthor. Eles foram destruídos, assim como a Terra-3, durante a Crise nas Infinitas Terras, mas voltou a continuidade DC de vez com o Ponto de Ignição que deu origem aos Novos 52.

Imagem de perfil
Gabriel Mattos

Editor, repórter correspondente de Wakanda, caçando Pokémon por onde eu vou! Sempre nas lives da Legião! • @gabeverse