Capa da Publicação

Stranger Things: Os 8 melhores momentos da temporada 4

Por Jaqueline Sousa

Atenção: Alerta de Spoilers!

Desde sua estreia, a quarta temporada de Stranger Things segue dando o que falar na internet! O novo capítulo da série da Netflix elevou ainda mais o prestígio da produção, garantindo mais uma leva de momentos impactantes e cenas que, com certeza, ficarão gravadas na mente dos fãs por muito tempo.

Se você é uma dessas pessoas que ficaram extasiadas com a trama do capítulo 4 de Stranger Things, então provavelmente deve ter escolhido alguma delas para chamar de sua favorita. Foi pensando nisso que separamos aqui os 8 melhores momentos da temporada 4 da série! Será que o que você mais curtiu está entre eles? 

Mas antes de partirmos para o que interessa, nunca é demais lembrar que a lista conta com uma variedade de spoilers fresquinhos, então cuidado!

Imagem de capa do item

A morte de Chrissy

A morte de Chrissy definitivamente foi um dos momentos mais impactantes da quarta temporada de Stranger Things! Não que isso tenha sido algo positivo, não entenda mal. A questão aqui é que o momento em si marcou a primeira vítima do ardiloso Vecna com uma sequência apavorante e digna de um bom filme de terror.

A cena está presente no final do primeiro episódio e causou bastante impacto devido à forma violenta como foi apresentada. Embora não tenhamos passado muito tempo na companhia da líder de torcida, que estava enfrentando alguns problemas pessoais na trama, ainda assim foi triste ver esse terrível destino a encontrando no final.

Imagem de capa do item

Kate Bush salvando a Max

Basta ouvir os primeiros segundos de Running Up That Hill (A Deal with God), da cantora Kate Bush, para imediatamente lembrarmos de uma das cenas mais memoráveis de Stranger Things: o momento em que Max consegue se salvar da maldição do Vecna, no quarto episódio.

A jornada emocional da garota após a morte de seu irmão, Billy, foi um dos grandes destaques da temporada 4 da série, o que proporcionou sequências emocionantes como a mencionada aqui. Embora acreditasse que iria morrer e completamente desmotivada por causa de seus traumas, Max conseguiu se livrar das garras do Vecna e ainda fez com que a canção de Kate Bush se tornasse uma das mais ouvidas do mundo, pouco mais de trinta anos depois de seu lançamento.

Imagem de capa do item

A verdadeira identidade do Vecna

Falando em Vecna, o vilão certamente foi um dos maiores destaques da quarta temporada de Stranger Things. O momento escolhido para marcar a sua impactante presença foi o final do sétimo episódio quando Nancy é amaldiçoada pela criatura e passa a acompanhar o passado dele e sua conturbada relação familiar com os Creel.

Paralelamente a isso, Eleven também descobre a verdadeira identidade do Número Um, o primeiro cobaia do programa do Dr. Brenner e o responsável pelo massacre que aconteceu no laboratório. No meio de todas as revelações, vemos como Eleven enviou o 001 para o Mundo Invertido, atitude que acabou transformando o rapaz no Vecna.

Imagem de capa do item

Eleven derrubando um helicóptero

Já na segunda parte da quarta temporada, Eleven finalmente recupera seus poderes e, desta vez, parece estar mais forte do que nunca. Enquanto os militares tentam eliminar a garota e o Dr. Brenner durante sua fuga do laboratório subterrâneo, Eleven simplesmente derruba o helicóptero onde eles estão atirando, garantindo mais um momento emocionante da série.

Além disso, essas sequências também contam com a conclusão de um arco importante para o desenvolvimento de Eleven no que diz respeito à sua relação com Papa.

Imagem de capa do item

Joyce e Hopper finalmente juntos

Um dos momentos mais aguardados dessa temporada foi o reencontro de Joyce e Hopper, que acontece no sétimo episódio. Mas não é essa a cena escolhida para este item e, sim, o momento em que os dois finalmente assumem seus sentimentos um pelo outro durante o nono episódio.

Após flertarem um pouquinho, a dupla dá ao povo o que eles queriam: o tão esperado beijo entre os dois. Certamente, um dos melhores momentos da temporada!

Imagem de capa do item

O show do Eddie

Running Up That Hill (A Deal with God) andou para que Master of Puppets da banda Metallica pudesse correr no nono episódio da quarta temporada. A cena em que Eddie toca guitarra para distrair os morcegos do Mundo Invertido é, sem dúvida, um dos momentos mais icônicos de Stranger Things!

A sequência eletrizante acontece durante o desenvolvimento do plano para acabar com o Vecna, onde Dustin e o metaleiro ficam responsáveis pela distração das mortais criaturas. Enquanto acompanhamos Max sob os efeitos do vilão, o líder do Hellfire Club vai fazendo seu solo de Master of Puppets, entregando o melhor show de metal de todos os tempos!

Imagem de capa do item

Nancy, Steve e Robin vs. Vecna

Foi difícil, mas o plano para derrotar o Vecna funcionou (por enquanto)! E, para que a vitória fosse possível, o grupo contou com a ajuda de Nancy, Steve e Robin no Mundo Invertido, o que garantiu um dos melhores momentos da quarta temporada: a sequência em que o trio ataca o vilão com bombas caseiras e armas.

Aqui, o destaque vai para Nancy e sua espingarda, uma dupla imbatível que proporcionou aos fãs a cena maravilhosa da personagem atirando no Vecna. Foi certamente um dos grandes momentos da jovem na série!

Imagem de capa do item

O reencontro de Eleven e Hopper

Para fechar essa lista dos melhores momentos da quarta temporada de Stranger Things, não dá para não mencionar o reencontro emocionante entre Eleven e Hopper no final do último episódio. A linda cena acontece quando a garota está arrumando seu antigo quarto em Hawkins, e Hopper entra para, finalmente, conversar com ela.

Além de ter arrancado umas boas lágrimas dos fãs, a sequência contou com diálogos divertidos e, com certeza, deixou aquele quentinho no coração mesmo diante das circunstâncias e dos desafios que ainda irão perturbar a “paz” do grupo no futuro.

Qual foi o seu momento favorito da quarta temporada de Stranger Things! Não deixe de comentar!

Imagem de perfil
Jaqueline Sousa

Jornalista. Apaixonada por cinema, música e literatura. | @jqlnsss