Capa da Publicação

Ms. Marvel: 8 HQs essenciais para quem quer conhecer Kamala Khan

Por Junno Sena

Estamos chegando no ápice da primeira temporada de Ms. Marvel na Disney+. Iman Vellani pode estar levando às telas todo o seu carisma, mas, não podemos esquecer que a Kamala Khan dos quadrinhos também tem seu charme.

Apresentada pela primeira vez em 2013, na edição Captain Marvel #14, a garota paquistanesa-americana saiu de Nova Jersey para conquistar o Universo Cinematográfico da Marvel. Com quase dez anos desde seu lançamento, a personagem já se meteu em todo tipo de encrenca, por isso, separamos alguns dos principais quadrinhos para conhecer a personagem. Confira!

Imagem de capa do item

Ms. Marvel: No Limite

A primeira indicação é tanto para novos quanto antigos leitores. Com uma arte e narrativa diferente das quais estamos acostumados, Ms. Marvel: No Limite é uma graphic novel escrita por Nadia Shammas e ilustrada por Nabi H. Alin.

Nela, Kamala está com dificuldades para equilibrar os deveres de casa com o fato de ser uma boa amiga, estar presente para sua família, se tornar a melhor escritora de fanfic, além de ser uma super-heroína.

Mesmo que a capa dessa história pareça a de uma história infantil, a verdade é que, No Limite, temos tudo aquilo pelo qual Ms. Marvel se tornou conhecida, sendo assim, uma boa porta de entrada para qualquer público.

Imagem de capa do item

Ms. Marvel: Além do Limite

Lançado para apresentar Kamala aos interessados na série da Disney+ protagonizada por Iman Vellani, Além do Limite tenta centralizar tudo que Ms. Marvel se tornou ao longo dos anos. Com a escrita de Samira Ahmed, acompanhamos Kamala retornando para casa, após alguns dias em Chicago, e vendo todo o seu mundo desmoronar.

Com direito a cenas musicais no melhor estilo Bollywood, Ms. Marvel se aproxima ainda mais de sua cultura, mas junto, encontra algumas pedras em seu caminho, como o Loki — de novo.

Imagem de capa do item

Os Campeões

Muito além de um “revival” do título lançado em 1975 ou os “Jovens Titãs” da Marvel, Os Campeões foi o primeiro passo para Kamala se desvencilhar de sua imagem como “fangirl” da Capitã Marvel. Após os eventos de Guerra Civil II e sua rápida participação nos Vingadores, Ms. Marvel precisou lidar com o fato de que ela não era mais a heroína local de Nova Jersey.

Aqui, conhecemos uma Kamala que vai além de trabalhos em equipe com heróis famosos. Ao lado de Miles Morales, Nova, Amadeus Cho, Viv Visão e o Ciclope do passado, ela trilha um caminho heroico para uma juventude diversificada e cativante.

Imagem de capa do item

Marvel’s Voices: Identity

Ainda falando sobre equipes, Marvel’s Voices: Identity traz muito do que a Kamala Khan da série tem representado. Lançada como uma forma de homenagear pessoas descendentes de asiáticos e nascidos nas ilhas do Pacífico, essa edição junta Kamala com heróis amarelos como Shang-Chi.

A edição pode não ser uma das grandes histórias da personagem, mas é o local certo para se lembrar das origens de Kamala e o que a personagem representa. Para os que ainda precisam de motivos para dar uma conferida nessa edição, nela, Kamala reencontra um dos vilões mais importantes de seu primeiro volume: Kamran, o antigo crush.

Imagem de capa do item

Ms. Marvel: Team Up

Para popularizar a personagem, Kamala acabou cruzando o caminho de alguns heróis famosos. O seu encontro mais popular foi com o Wolverine, em que a personagem confessou ter escrito fanfics protagonizadas por Logan e Tempestade. Porém, esse evento faz parte da narrativa principal dos quadrinhos da heroína.

Por isso, a melhor escolha de “Team Up” para os que querem ler algo da heroína, mas sem comprometimento, é seu encontro com o Homem-Aranha. Em Amazing Spider-Man #7, Kamala precisa se unir a Peter Parker e enfrentar uma Kree vestindo o uniforme clássico de Carol Danvers.

Imagem de capa do item

Ms. Marvel: Generations

Generations é outro “Team Up” de qualidade para leitores casuais. Lançado em 2017 para estreitar a relação entre as gerações de heróis, aqui, Kamala conhece sua heroína, Carol Danvers, mas não do jeito que se espera.

Sem grandes explicações, Kamala acaba se tornando a nova estagiária da Woman Magazine, revista onde Carol teve seu primeiro emprego. O problema é que ela não está estagiando no presente, mas nos anos 70. Sendo mais específico, ela acaba trabalhando para a própria Carol Danvers daquela época.

Imagem de capa do item

Guerra Civil II

Se Os Campeões é o desenvolvimento das mudanças sofridas por Kamala Khan, Guerra Civil II é o estopim. Aqui, o embate entre Tony Stark e Carol Danvers acaba gerando situações catastróficas quando tratamos das relações construídas entre os heróis.

Kamala, por exemplo, vê seu ídolo se mostrando como o que ela é: humana. Guerra Civil II pode não ter sido o evento mais interessante da Marvel nos últimos anos, mas ainda assim trouxe alguns questionamentos interessantes para a nova geração de heróis. Principalmente quando falamos sobre Kamala e sua desilusão com os Vingadores e a Capitã Marvel.

Imagem de capa do item

Ms. Marvel: Nada Normal

Não existe lugar melhor para conhecer a Ms. Marvel do que com o seu início. Nada Normal pode não ter sido bem aceito na época de seu lançamento. Pelo contrário, a ideia de uma adolescente muçulmana e inumana tomando o título de Ms. Marvel desagradou diversos “fãs” da Carol Danvers.

Mas, a escrita de G. Willow Wilson conseguiu transparecer o quão especial é Kamala Khan. Misturando a cultura muçulmana, conflitos adolescentes e muita nerdice, Nada Normal é uma ode aos fãs de quadrinhos que nunca se viram representados. Com uma história de origem nada heroica e com um vilão icônico, porém questionável, Ms. Marvel: Nada Normal é mais do que essencial para conhecer Kamala.

Imagem de perfil
Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ. Ele | Elu