Bryan Singer, diretor de X-Men, vai fazer documentário sobre si mesmo respondendo acusações de assédio sexual

Capa da Publicação

Bryan Singer, diretor de X-Men, vai fazer documentário sobre si mesmo respondendo acusações de assédio sexual

Por Gus Fiaux

Conhecido por ter dirigido os dois primeiros filmes de X-Men (além de ter voltado para X-Men: Dias de um Futuro Esquecido e Apocalipse), Bryan Singer caiu em desgraça ao longo dos últimos anos, após receber acusações graves de assédio, abuso sexual e até mesmo corrupção de menores. O cineasta sumiu do olho público, mas aparentemente está planejando seu retorno por trás das câmeras.

De acordo com a Variety, Singer estaria “planejando silenciosamente” seu retorno para Hollywood. Ele estaria desenvolvendo um documentário, financiado com dinheiro do próprio bolso, sobre si mesmo. A ideia é responder as várias acusações de assédio e abuso sexual através de seu novo filme.

Além disso, fontes do site afirmam que ele também estaria tentando vender para várias produtoras a ideia de alguns filmes ambientados em Israel, onde ele tem morado nos últimos anos. Cada filme custaria cerca de US$10 milhões e um deles seria ambientado na década de 70.

Singer está planejando seu retorno para Hollywood, após dezenas de acusações de assédio e abuso sexual.

O cineasta acumula acusações de comportamento inadequado, assédio e abuso sexual desde 1997. Em 2019, várias vítimas do diretor vieram a público falar sobre seus casos de abuso, o que fez com que Singer sumisse da indústria cinematográfica.

Juntando-se a isso, temos também rumores e especulações de como Singer promovia ambientes hostis de trabalho para seus atores e equipes de produção – ele inclusive teria abandonado a direção de Bohemian Rhapsodyque foi concluído por Dexter Fletcher.

Além disso, nos últimos anos, vários atores que já trabalharam com Singer – como, por exemplo, Halle Berry e até Jennifer Lawrence – deram entrevistas e declarações falando sobre o comportamento do cineasta no set, falando sobre como Singer costumava praticar bullying com os atores.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux