Capa da Publicação

Viúva Negra: Roteirista do filme explica a escolha da identidade do Treinador

Por Gabriel Mattos

Atenção: Alerta de Spoilers!

Viúva Negra finalmente está entre nós! O filme estreou na última sexta-feira, trazendo uma grande teia de conspirações cheias de surpresas, entre elas uma nova identidade para o vilão Treinador. Ao ComicBook, o roteirista Eric Pearson explicou o motivo da mudança.

Treinador nos quadrinhos

Nos quadrinhos, o homem por trás da máscara do Treinador é Tony Masters, um ex-agente da S.H.I.E.L.D. que se tornou um perigoso mercenário da Marvel.

Ele surgiu em uma revista dos Vingadores em 1980 e assumiu o manto do personagem desde então no universo dos quadrinhos, mas n ocinema foi substituído por uma personagem crucial para o passado de Natasha Romanoff.

“Houveram rascunhos em que ele foi o Tony Masters”, garantiu o roteirista, mas precisaram repensar o vilão ao notar que ele não se encaixava bem com ao enredo. “Ainda tínhamos o mistério de ‘O que aconteceu com a filha do Dreykov?’ E não sei, parecia que a história da Natasha ficaria mais realista, mas ainda teria um pouco da diversão fantástica da Marvel.”

Treinador nos quadrinhos

Por que ela?

Quem acabou assumindo o mando de Treinador nos cinemas foi Antonia Dreykov, filha do homem que controlava secretamente a Sala Vermelha e também uma vítima da missão em Budapeste. Por conectar tantos pontos da história e ainda ressaltar o lado mais desumano da organização, a escolha de Antonia pareceu inevitável.

“A gente já tinha essa instalação na Sala Vermelha que estava constantemente trabalhando na ideia de controle mental e reconstruir e controlar o cérebro humano. A ideia de um acidente dar errado com uma pessoa amada e usar a tecnologia para reconstruir a mente daquela pessoa, achando algo novo, achando reflexos fotográficos em reconstruir aquela mente que parecia com uma boa adição bem quadrinhos para um suspense de espião mais realista.”

Treinador enfrenta a Viúva ao longo da trama

Outro problema que a escolha da personagem resolvia era explicar como os eventos de Viúva Negra aconteceram entre Capitão América: Guerra Civil e Vingadores: Guerra Infinita sem chamar a atenção dos demais heróis. Os roteiristas precisavam de um vilão discreto e atrelar o Treinador à Sala Vermelha foi uma solução eficiente.

“Uma das maiores complicações foi encontrar uma ameaça que poderia conseguir passar despercebida, o que no fim, acho que meio que funciona com um suspense de espião e com Dreykov como o grande vilão, porque ele é meio que um homem covarde que controla o poder das sombras, mas passa a maior parte do tempo isolado.”

O que você achou dessa revelação? Você gostaria de ver Tony Masters como Treinador? Não deixe de comentar!

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse