Capa da Publicação

O que é Supercrooks? Entenda a adaptação que pode continuar o Legado de Júpiter na Netflix

Por Melissa de Viveiros

O Legado de Júpiter foi uma das grandes apostas da Netflix deste ano, contando com grande orçamento e atingindo altos índices de audiência. Apesar disso, a série obteve recepção mista, tanto pela parte da crítica quanto do público, com muitos apontando problemas de ritmo ou figurinos que deixaram a desejar. A ideia original parecia ser que a série fosse o grandioso início das adaptações do Millarverso, mas na prática isso não foi o que aconteceu.

No fim, o alcance da série não foi o suficiente. A produção foi cancelada, com o elenco já tendo sido liberado de seus compromissos com a obra. O próprio Millar sugeriu que existe a possibilidade de um retorno no futuro, mas no momento a plataforma de streaming não parece ter planos para futuras temporadas. Apesar disso, isso não significa que o universo do autor deixará de ser adaptado, e outra série pode já estar encarregada de continuar essa história.

Esse pode ser o papel de Supercrooks, série que adaptará a história do quadrinho de mesmo nome. Além da versão animada, recentemente foi confirmado que uma segunda adaptação será feita em live-action, com propósito de dar sequência ao universo de O Legado de Júpiter. Aqui, vamos apresentar a HQ para que você saiba o que esperar do anime, que deve ser lançado ainda este ano e pode apresentar o futuro do Millarverso na Netflix.

Arte da capa de Supercrooks.

O que é Supercrooks?

Supercrooks é uma história que retorna ao universo de O Legado de Júpiter de modo um tanto diferente. Ao invés de uma sequência direta, a HQ apresenta uma trama de heist protagonizada por um grupo de vilões. O grupo de oito personagens se une para realizar um último grande roubo.

Em um universo com heróis em todos os lugares, os antagonistas são poucos. Isso dificulta muito as coisas para eles, já que os alvos são poucos. Johnny Bolt é um destes criminosos, que formula um plano ambicioso de deixar os Estados Unidos para o maior assalto da história. Para isso, ele forma uma equipe de supervilões com seus antigos contatos, partindo para roubar bilhões de dólares do maior vilão de todos os tempos.

O grupo conta com vilões superpoderosos, enganadores e ladrões, todos dispostos a provar que o crime compensa sim. Bolt, o já citado líder, possui poderes elétricos que utiliza em seus crimes, embora sua preferência seja utilizar sua mente e fazer com que outros sujem as mãos em seu lugar. Kasey, outra personagem importante, é a ex-namorada do principal vilão. Seu poder é ligado a ilusões, já que ela pode fazer as pessoas verem o que ela desejar que vejam. O grupo conta ainda com Forecast, um vilão que controla o tempo com sua mente, Ghost, um ladrão que pode se tornar intangível e atravessar paredes, Heat, um supervilão idoso que utiliza um lança-chamas, TK McCabe, que possui poderes telecinéticos e está tentando deixar seus dias de vilão para trás, e pelos irmãos Diesel, lutadores profissionais que podem regenerar partes de seus corpos.

Além deles, um personagem importante para que a missão seja um sucesso é Gladiator, um super-herói que é chantageado pelo grupo de vilões para ajudá-los em seu plano. Já do outro lado, Bastard é o alvo do grupo. Considerado o maior vilão de todos os tempos, ele reuniu uma enorme fortuna por meio do crime, até se aposentar e se mudar para a Espanha, local onde a história se passa. O principal responsável por sua segurança é Praetorian, um super-herói acusado de abuso de autoridade dezenas de vezes, mas nunca condenado.

Bastard e Kasey.

Supercook será adaptado duas vezes?

Inicialmente, os quadrinhos receberão uma adaptação em anime. Essa chegará em breve, com uma prévia no Festival de Annecy, que vai de 14 a 19 de junho deste mês. A série animada tem previsão de lançamento para este ano, contando com um total de 13 episódios de 30 minutos. A produtora responsável pelo projeto é a Bones Inc., conhecida por seu trabalho em My Hero Academia e Mob Psycho 100.

Com o cancelamento de O Legado de Júpiter, uma versão em live-action também foi anunciada. Deste modo, a primeira temporada da série será utilizada como o início de uma antologia que se passará no mesmo mundo, cuja segunda parte será Supercrooks. Millar comentou sobre a produção, falando um pouco do que os fãs podem esperar para o futuro de seu universo:

“Me perguntaram muito sobre o que estamos planejando para o futuro deste mundo, e a resposta é ver o que os supervilões estão fazendo. Eu sempre amei histórias de crime, de Scorcese a Tarantino, e supervilões são sempre a parte mais divertida de qualquer história de super-herói. Fazer algo focado exclusivamente nos vilões que eles lutam apenas parece incrivelmente novo, enquanto exploramos como é ser um cara mau em um mundo cheio de caras bons que querem te colocar na prisão.”

Ao todo, foram publicados quatro volumes reunidos em uma única HQ, lançada em 2012. Isso levou muitos fãs a questionarem se o material seria o suficiente para toda uma temporada, originalmente discutindo o anime. De acordo com o autor, a animação contará com algumas adições à trama, por causa disso. Assim, existe a possibilidade de que elas sejam levadas também para a versão em live-action no futuro.  Apesar disso, a conexão com O Legado de Júpiter também pode ser utilizada nessa nova versão, o que faria com que ela contasse não apenas com mais conteúdo, mas também com uma conexão mais direta.

Pôster de O Legado de Júpiter.

Os personagens de O Legado de Júpiter estarão em Supercrooks? Qual a ligação entre as séries?

Existe a possibilidade de que alguns personagens retornem para Supercrooks. Caso isso aconteça, o papel deles deve ser menor na nova série, que contará com novos protagonistas. Isso porque ela tem foco completamente diferente, e não se propõe a se aprofundar mais nos heróis, buscando mostrar uma outra parte do universo ao invés disso.

Ainda não se sabe se, caso personagens retornem, eles serão interpretados pelos mesmos atores. Com a Netflix tendo liberado o elenco de seu compromisso com O Legado de Júpiter, pode ser que os intérpretes não voltem a fazer parte da história, mesmo em papéis menores. De acordo com o Deadline, a adaptação em live-action da nova série ainda está no princípio de seu desenvolvimento, motivo pelo qual não fica claro se os personagens da primeira produção farão parte da trama.

Como mencionado, também é possível que a série live-action dê continuidade a certas tramas de O Legado de Júpiter. Com o projeto terminando com um cliffhanger, ainda que o novo título não seja uma sequência direta, a produção pode dar uma finalização um pouco melhor aos personagens. Até o momento, no entanto, não existem muitas informações sobre quão direta será a ligação entre as séries.

Quando Supercrooks estreia?

Com a prévia do anime ainda este mês, é possível que uma data de estreia para a produção seja divulgada próximo ao Festival de Annecy. Até o momento, não há confirmação de quando a produção estará disponível, apenas de que será lançada ainda este ano. Anteriormente, Millar havia sugerido que os primeiros cinco episódios da série já haviam sido finalizados, o que indica que a data de estreia para o fim de 2021 deve ser mantida.

Já a versão live-action não conta com uma previsão. Seu anúncio chegou recentemente, no dia 2 de junho, e todas as informações compartilhadas até o momento sugerem que a série está nas primeiras fases de seu desenvolvimento. Assim, ainda não é possível prever quando o lançamento deve chegar à plataforma de streaming.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || What is infinite? The universe and the greed of men. || @windrunning_