Capa da Publicação

O Legado de Júpiter foi a série mais assistida em sua semana de lançamento

Por Cristiano Rantin

Essa semana a notícia do cancelamento de O Legado de Júpiter pegou todo mundo de surpresa. Ainda que não tenha agradado a crítica, o projeto foi um dos grandes investimentos da Netflix, tendo um orçamento de 200 milhões de dólares. Para deixar tudo ainda mais peculiar, um ranking divulgado pelo The Hollywood Reporter mostra que a série foi a produção mais assistida dentre todas as plataformas de streaming em seu lançamento.

Segundo o Nielsen Streaming Charts, que computa a visualização da Netflix, Hulu, Amazon Prime Video e Disney+, não teve pra ninguém: O Legado de Júpiter, lançado dia 7 de maio, foi a produção mais visualizada no período de 3 a 9 de maio. O ranking foi divulgado apenas hoje, três dias após o cancelamento.

Mesmo tendo estreado apenas dois dias antes do ranking daquela semana ser finalizado pela Nielsen, dentre as produções originais, O Legado de Júpiter ficou 6 milhões de visualizações na frente do segundo lugar. Quando comparamos com todos os seriados da Netflix, incluído as produções de outras emissoras, a série fica abaixo apenas de Grey’s AnatomyNCIS.

Confira as listas abaixo:

Séries Originais

1. O Legado de Júpiter (Netflix), 696 milhões de minutos vistos
2. The Handmaid’s Tale (Hulu), 690 milhões de minutos vistos
3. Selena: A Series (Netflix), 639 milhões de minutos vistos
4. Sombra e Ossos (Netflix), 555 milhões de minutos vistos
5. Os Filhos de Sam: Loucura e Conspiração (Netflix), 461 milhões de minutos vistos
6. The Circle (Netflix), 456 milhões de minutos vistos
7. Star Wars: The Bad Batch (Disney+), 251 milhões de minutos vistos
8. The Crown (Netflix), 210 milhões de minutos vistos
9. Falcão e o Soldado Invernal (Disney+), 204 milhões de minutos vistos
10. Lucifer (Netflix), 190 milhões de minutos vistos

Séries adquiridas pela Netflix

1. Grey’s Anatomy (Netflix), 733 milhões de minutos vistos
2. NCIS (Netflix), 721 milhões de minutos vistos
3. Criminal Minds (Netflix), 658 milhões de minutos vistos
4. Cocomelon (Netflix), 519 milhões de minutos vistos
5. Supernatural (Netflix), 380 milhões de minutos vistos
6. Heartland (Netflix), 369 milhões de minutos vistos
7. Schitt’s Creek (Netflix), 293 milhões de minutos vistos
8. New Girl (Netflix), 279 milhões de minutos vistos
9. Nicky, Ricky, Dicky & Dawn (Netflix), 254 milhões de minutos vistos
10. Bones (Netflix), 245 milhões de minutos vistos

O Legado de Júpiter, que teve um orçamento astronômico, foi cancelada apenas com uma temporada.

Levando Sombra e Ossos como exemplo, é possível especular que o resultado de O Legado de Júpiter pode ter sido ainda maior considerando todo o período de uma semana. Conforme citado pelo THR, a adaptação dos livros de Leigh Bardugo chegou na Netflix com 721 milhões de minutos vistos, algo que se transformou em 1.19 bilhões na semana seguinte, caindo para 555 milhões no ranking divulgado acima.

No entanto, é importante lembrar que os métodos utilizados pela Nielsen não conseguem precisar o total da visualização dos produtos, uma vez que só considera o que foi assistido nas televisões dos Estados Unidos. Para limitar ainda mais a ferramenta, alguns serviços de streaming não estão incluídos no ranking, como é o caso da HBO Max e da Peacock. Apesar disso, dá pra ter uma noção do alcance que O Legado de Júpiter teve, aumentando as dúvidas sobre o que fez a Netflix abandonar um projeto que custou tão caro para ser feito.

Com apenas oito episódios, O Legado de Júpiter focou no drama familiar e no conflito geracional entre os primeiros heróis e seus filhos, que se recusavam a seguir o Código e as regras criadas pela velha guarda. A série está disponível na Netflix.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Twitter e Instagram: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"