Ruined King: Skins, campeões que aparecem no jogo, história e mais

Capa da Publicação

Ruined King: Skins, campeões que aparecem no jogo, história e mais

Por Melissa de Viveiros

Atenção: Alerta de Spoilers!

Ruined King: Uma História de League of Legends foi anunciado em 2020, com a expectativa de que o game fosse disponibilizado no início de 2021, sendo parte integral da história de Viego e da trama da Ruína, que seriam apresentados em League of Legends este ano. Apesar disso, o jogo sofreu com a pandemia e acabou sendo adiado, só estreando em novembro — bem depois do grande evento do MOBA.

Agora que o jogo chegou, finalmente foi possível entender melhor como isso tudo se encaixa, explorando as histórias de cada personagem e a narrativa do próprio game. Neste artigo, explicamos tudo para que você possa ficar por dentro de todos os pontos importantes adicionados por Ruined King à história de Runeterra, além de apresentar todos os campeões que aparecem no jogo e os visuais disponíveis para os personagens jogáveis!

Qual a história de Ruined King?

Como o título do jogo deixa bem claro, a trama de Ruined King gira em torno de Viego, o Rei Destruído. Isso não quer dizer que ele seja o protagonista, mas muito da história está relacionado a ele de alguma forma, e os eventos apresentados eventualmente levam ao seu retorno.

A história começa em Águas de Sentina, região de Runeterra conhecida por ser uma terra de piratas, sem muito apreço às leis. No local, somos apresentados a Miss Fortune (ou Capitã Fortune, como ela aponta algumas vezes). A trama se passa algum tempo depois de Marés Ardentes, com Gangplank dado como morto e MF se estabelecendo como a nova líder de Sentina — mesmo que tenha que matar os apoiadores que permanecem leais a GP para isso.

A situação na cidade começa a se tornar estranha quando um Tormento acontece fora de época. Para quem não sabe, os Tormentos ocorrem quando espíritos das Ilhas das Sombras deixam o local para aterrorizar os arredores — algo explicado no passado em um vídeo de LoL.

Em Ruined King, é acrescentado que os Buhru, povo nativo de Águas de Sentina, combate a Névoa Negra e os espectros vindos com os Tormentos. Assim, quando outro ataque acontece, a Portadora da Verdade dos Buhru, Illaoi, logo percebe que algo está errado, já que havia enfrentando um Tormento muito recente para que outro já estivesse acontecendo.

Isso a leva a investigar o que está por trás da situação inusitada, tarefa na qual Braum a acompanha. O glacinata não tem relação direta com a trama dos sentinenses, tendo chegado ao local após seu barco afundar. O campeão de Freljord tinha como destino as Ilhas das Sombras, pois buscava encontrar as águas abençoadas presentes nas ilhas antes de sua corrupção, alegando precisar delas para curar uma doença terrível que vem se espalhando entre o seu povo.

No caminho, a dupla também encontra Yasuo, que logo se junta ao grupo. Inicialmente, o ioniano estava trabalhando como guarda-costas de uma mulher misteriosa, que o deixou para trás e continuou seu caminho em direção às Ilhas das Sombras sozinha. Tendo prometido protegê-la e não querendo falhar em manter alguém a salvo novamente, o campeão parte em busca daquela que o havia contratado, encontrando Braum e Illaoi antes disso.

Yasuo no jogo.

O trio logo descobre que, de fato, a nova ameaça não é algo natural. Na realidade, tudo parece ser culpa de Gangplank, que fez um pacto com uma entidade sombria para ter poder sobre os espectros e o Tormento. Com essa informação e descobrindo que o antigo governante de Sentina sobreviveu, Miss Fortune se junta ao grupo, determinada a dar um fim em GP de uma vez por todas.

Para isso, o grupo parte para as Ilhas das Sombras. No caminho, Pyke também passa a integrar o grupo, tentando encontrar um propósito após ser testado por Illaoi e sua deusa, Nagacáburos. A experiência julgou o Estripador das Águas Sangrentas digno, e ele se queixa de ter uma voz em sua cabeça. Como se não bastasse, ele declara que Gangplank é o principal nome em sua lista, e seu desejo de matar o capitão alinha sua jornada com a dos outros personagens.

Explorando as Ilhas das Sombras, o grupo acaba descobrindo que Gangplank fez um pacto com ninguém menos que Thresh. Em meio a isso, eles também se juntam a Ahri, que foi até a ilha para saber mais sobre o seu povo e o seu passado após descobrir que uma pedra-do-sol de sua tribo vastayesa havia sido levada para lá pelo infame pirata.

Do outro lado da história, também vemos GP e Thresh diante da espada do Rei Destruído, acordando o espírito dele, que até então estava preso no objeto. O motivo para isso é que Gangplank é levado a acreditar que, com seu amuleto, poderá dominar o espírito de Viego, se tornando poderoso o suficiente para tomar Águas de Sentina de Volta. O que ele não sabe é que Thresh tem seus próprios planos, e quer usar ele e o Rei Destruído para se tornar forte o bastante para deixar as Ilhas das Sombras e poder coletar almas em toda Runeterra.

Importância de Gangplank na trama foi um dos elementos mais inesperados do game.

Conforme o enredo se desenvolve, os campeões precisam enfrentar as ameaças apresentadas por esses três personagens, enquanto descobrem mais sobre o passado das Ilhas das Sombras, quando elas ainda eram as Ilhas das Bênçãos.  A jornada individual de cada um dos seis protagonistas também é explorada, com Braum encontrando a cura de que precisava, Yasuo enfrentando seu passado, Ahri descobrindo mais sobre seu povo, Pyke lidando com os dilemas de sua existência, Illaoi tendo que equilibrar sua fé e cultura com sua história com Gangplank e o que precisa ser feito, bem como Miss Fortune lidando com o retorno de seu maior inimigo e sua sede de vingança.

Ruined King tem relação com o evento Sentinelas da Luz?

Quem acompanhou o evento de LoL já sabe pelo resumo acima que sim, Ruined King está profundamente relacionado aos acontecimentos de Sentinelas da Luz. No evento, os personagens precisaram lidar com a Ruína ameaçando o mundo todo, e o início disso está no RPG feito pela Airship Syndicate.

Por meio da história do jogo, o contexto de diversas coisas do evento foi explicado. É em Ruined King que é contado como Viego voltou, com a revelação de que seu espírito estava adormecido dentro de sua espada, e foi despertado por Thresh e Gangplank, motivo pelo qual ele não havia agido anteriormente.

Também é no jogo que é mostrado como Thresh está por trás de tudo o tempo todo, sendo seus planos que levam tanto à história do game quanto a do evento. Isso porque, o tempo todo, o campeão estava influenciando todos os envolvidos nesses acontecimentos, inclusive Viego. Assim, o contexto do jogo explica porque Thresh aparece no evento, e como exatamente ele estava por trás de tudo o tempo todo, além de estabelecer que, além de um torturador sádico, o personagem é extremamente inteligente e manipulador.

Outros elementos criticados quando o evento foi lançado são explicados melhor por meio de Ruined King. Um grande exemplo é a skin Miss Fortune Destruída, que se tornou alvo de hate, já que com o que os jogadores sabiam na época, não haveria motivo para ela temer Gangplank e se aliar a Viego como apresentado na descrição da skin.

No RPG, é mostrado que GP teve um papel enorme em toda a situação, se preparando para um retorno triunfal e ameaçando o reinado da Capitã Fortune. Além disso, também vemos que não foi bem um trato que ela fez com o Rei Destruído, e sim que ela foi corrompida por ele tal qual outros campeões destruídos, embora tenha resistido a isso inicialmente.

Todos os campeões de League of Legends que aparecem em Ruined King

Alguns campeões presentes no jogo haviam sido revelados logo com o anúncio do game, mas eles não são os únicos campeões de LoL que aparecem no jogo. Ahri, Miss Fortune, Illaoi, Yasuo, Braum Pyke compõem o grupo principal e são os únicos personagens jogáveis que fazem parte do game, mas outros dão as caras em alguns momentos, com graus variados de importância na trama.

Além deles, os grandes destaques são os antagonistas da história, Thresh, Gangplank Viego. Como explicado, a história tem início por causa de GP, que faz um pacto com Thresh em busca de poder. Por sua vez, o Guardião das Correntes manipula ele e Viego, buscando se libertar das Ilhas das Sombras para poder aterrorizar todo o mundo. Por fim, Viego é liberto de sua espada e retorna ao mundo, fazendo de tudo para recuperar sua esposa, Isolde. Todos eles são chefes que precisam ser derrotados em determinado momento do jogo.

Viego em cutscene de Ruined King: Uma História de League of Legends.

A grande surpresa entre os personagens relevantes para a história é a aparição de Maokai. O Ente Sinistro é uma entidade muito antiga, que vivia nas Ilhas das Bênçãos e foi amaldiçoada quando a Névoa Negra tornou o local as Ilhas das Sombras. Apesar disso, ele manteve sua consciência, e continua buscando restaurar sua terra e livrá-la da corrupção.

No game, ele aparece inicialmente como um adversário, mas logo se torna um aliado ao perceber que os protagonistas não querem corromper o local ainda mais. Assim, ele acaba ajudando o sexteto a prosseguir em seu caminho para acabar com os planos de Gangplank e Thresh.

Outros campeões fazem breves aparições meramente ilustrativas ou que fazem referência ao passado ou contexto dos personagens mais centrais. Hecarim aparece em uma cutscene que explica mais sobre os espectros, a Névoa e os Tormentos; Yone aparece em cenas que relembram o passado de Yasuo, com Taliyah também sendo citada por este último e o fim de sua história fazendo alusão a Riven; as histórias contadas por Braum fazem referência a personagens de Freljord, como Ashe, Volibear, Ornn, Trundle, Udyr Olaf. Além disso, conversas de NPCs falam de outras entidades importantes de Runeterra, como os Kindred e Tahm Kench.

Outras referências acontecem por meio do cenário ou de textos. Gwen aparece em sua forma de boneca, sendo parte não-interativa de um dos cenários. Elise Swain são referenciados por meio de uma série de cartas, na qual um espião do Grande General escreve sobre ficar de olho na Aranha Rainha. Kalista é citada tanto em cartas de Ledros dirigidas a ela, quanto em uma passagem de diário fofa de uma garotinha, que fala sobre a princesa antes de sua morte. Senna Lucian são citados em arquivos de Thresh, que fala sobre a fuga dela. Zed, Nautilus, Jarvan IV, Fiddlesticks, Fizz, Janna, Twisted Fate Yorick também são referenciados.

Entrada de diário fala sobre Kalista e a chegada dos exércitos de Camavor.

Quais são as skins disponíveis no jogo?

Diferente do LoL, Ruined King não dá muito destaque aos visuais alternativos. Assim, cada personagem jogável tem apenas duas skins.

O primeiro set de skins é compartilhado por todos os personagens, apresentando versões deles “destruídos”, assim como o próprio Viego ou a série de skins de League of Legends. Todos eles possuem uma skin assim e, embora o jogo não se preocupe em explicar razões para as skins, esse set tem uma “justificativa”, já que em um ponto da história, qualquer um dos seis pode ser corrompido por Viego.

As outras skins de cada personagem não fazem parte de um conjunto temático, sendo únicas de cada campeão. Elas são: Illaoi das Águas Sombrias, Braum de Águas de Sentina, Yasuo Caçador de Demônios, Fortune Súcubo, Pyke de Piltover e Ahri de Mesa.

Como conseguir todas as skins de Ruined King

Os visuais destruídos só podem ser obtidos por dinheiro real. Isso porque, para tê-los, é preciso comprar a edição Deluxe do jogo. Quem fizer a compra contará com os visuais disponíveis e desbloqueados desde o início, podendo utilizá-los a qualquer momento.

As skins destruídas do game são exclusivas da edição Deluxe.

Já para conseguir as skins únicas de cada campeão, é preciso obter moedas negras. Essas são moedas raras, que podem ser conseguidas por meio da mecânica de pesca do game. Dependendo da raridade do peixe, o jogador consegue mais ou menos moedas quando os troca com o NPC que fica ao lado do principal ponto de pesca no Porto das Docas, em Águas de Sentina.

Depois, é preciso utilizar as moedas para comprar os visuais no Mercado Negro de Águas de Sentina. Cada visual custa 100 moedas, então é preciso juntar uma boa quantia para adquirir todas as skins. Também vale lembrar que as moedas têm outros usos, como comprar Tomos de Conhecimento, que dão mais pontos de runas para os personagens, os tornando mais fortes no game.

Ruined King: Uma História de League of Legends está disponível para PS4 e PS5, Xbox One e Series X|S, Nintendo SwitchPC.

Ficou com alguma dúvida sobre o game que gostaria que a gente respondesse? Comente aqui!

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Editora. Graduanda em Letras na UFMG. Elfa noturna em Azeroth, Au'Ra em Eorzea, apoiadora da Casa Martell em Westeros, LoLzeira noxiana e grisha etherealki. Fã de coisas demais e sempre hiperfocada em algo diferente. || @windrunning_