Capa da Publicação

Review: New Pokémon Snap é um safari gourmet com seus monstrinhos favoritos

Por Gabriel Mattos

Em uma indústria onde jogos violentos são a norma, New Pokémon Snap é um sopro de ar fresco muito bem-vindo. A ideia de relaxar em um passeio tranquilo por cenários encantadores é convidativa por si só. Mas é a adição de Pokémon adoráveis que torna esta experiência verdadeiramente revigorante.

Cada clique é um flash

Desenvolvido pela Bandai Namco, o novo exclusivo do Nintendo Switch abraça suas raízes no passado — o clássico Pokémon Snap de 1999 — sem cair no erro de se afogar em nostalgia. Esta versão repaginada evoca memórias gloriosas do Nintendo 64, mas não se limita a aprimorar apenas o visual da aventura.

Nostalgia é o ponto de partida de New Pokémon Snap

A essência permanece a mesma: você é um fotógrafo em um safari Pokémon. A rota progride automaticamente por um caminho fixo e sua função é capturar as interações mais interessantes dessas criaturas vivendo em seu habitat natural.

As fotografias são avaliadas no final de cada estágio pelo Professor Mirror e o grande desafio é conseguir as melhores pontuações de acordo com critérios bem diretos. Apenas uma foto de cada espécime é avaliada, o que significa que vai ser necessário desapegar daquela sua foto mais criativa em prol de exibir seu lado mais técnico.

Passeio turístico

Além de trazer cenários estonteantes, cada fase é recheada de conteúdo, tornando assim impossível observar — e principalmente capturar — tudo em uma única rodada. Sendo assim, o jogo incentiva que cada fase seja encarada múltiplas vezes. É um jogo mais focado no seu valor de rejogabilidade do que a progressão que estamos acostumados, similar a jogos arcade.

Interações mais incomuns rendem fotos mais preciosas

Repetir o mesmo percurso várias vezes poderia ter se tornado enjoativo muito rápido, por isso os sistemas de evolução introduzidos nesta versão são muito bem vindos. Conforme você pontua com suas fotos, versões aprimoradas de cada fase são liberadas, trazendo novos Pokémon e interações inéditas, garantindo que haja coisas novas a se descobrir por muito mais tempo.

O próprio mapa deste jogo é muito mais extenso que o original, trazendo um total de 18 fases com suas próprias variações para o jogador explorar. Apesar de toda aventura acontecer em um único arquipélago, os biomas são bastante variados e os cenários se tornam cada vez mais complexo conforme o jogo progride.

As primeiras áreas, inspiradas em um parque natural e uma floresta selvagem, são bastante genéricas e sem muitas surpresas. Mas as áreas mais avançadas são uma explosão de criatividade que mostra o verdadeiro potencial do mundo Pokémon. O melhor exemplo é o cenário chamado “Elsewhere Forest”. De início, parece uma misteriosa floresta coberta de neblina e Pokémon fantasma. Não demora para o nevoeiro se dissipar e revelar um adorável bosque oriental repleto de Pokémon de grama amigáveis para se interagir.

Cenários estonteantes esperam nas fases avançadas do jogo

Prepare-se para encrenca

Assim como no jogo original, existe a possibilidade de interagir com os Pokémon ativando certos itens que incentivam poses mais ousadas. Porém, essas interações nem sempre são intuitivas, gerando uma frustrante sequência de tentativa e erro. Em certos casos, torna-se impossível tomar uma decisão consciente com o tempo limitado que o jogo provê, o que não parece ter sido a intenção dos desenvolvedores.

Há um inteligente sistema de “requests” pensado para amenizar essa situação. São uma série de missões que trazem dicas enigmáticas para comportamentos mais raros dos Pokémon, providenciando micro-objetivos para os jogadores pouco acostumados à casualidade do gênero.

Na teoria, é uma forma elegante de guiar os jogadores aos segredos mais escondidos, porém acaba perdendo parte de sua eficácia ao se prender ao menu principal. Alguma forma de fácil acesso tornaria o gerenciamento de objetivos mais prazeroso, eliminando a necessidade de recomeçar um nível apenas por ter esquecido uma longa sequência de charadas.

Missões deixam pistas dos segredos mais obscuros

Inconsistentes, os controles são outra potencial fonte de frustração. Recomendo que configure a velocidade da câmera o mais cedo possível, pois esse é o elemento central da jogabilidade e pode atrapalhar muito seu desempenho.

Não existe forma perfeita de jogar. Combinado com o giroscópio, o modo portátil traz maior imersão e precisão na hora de tirar fotos, ao custo de uma imagem menos definida. O modo TV, por sua vez, entrega uma experiência um pouco mais desajeitada, compensando com proeza visual. A configuração ideal depende muito do gosto de cada jogador, mas não deveria ser algo que fosse preciso escolher.

Fotografar seus Pokémon favoritos pode ser frustrante

Libere seu influencer interior

Felizmente, New Pokémon Snap acerta bastante na hora de entregar ferramentas para permitir expressão artística por meio de suas fotografias. Após concluir a aventura principal, surgem novas funções que facilitam ainda mais na hora de caçar fotos perfeitas, seja para melhorar suas pontuações ou impressionar na internet.

Antes de publicar suas fotos, dá para ajustar detalhes como enquadramento e alinhamento usando a função ReSnap. Assim, uma foto mais técnica, pensada para ganhar mais pontos, pode se transformar em uma verdadeira obra-prima, trabalhada com mais cuidado. Juntando isso aos filtros e adesivos, a criatividade não tem mais limites.

O que é ótimo para tentar conquistar medalhas no componente online do jogo. Assim como no Instagram, é possível publicar suas melhores fotos para um mural dentro do jogo para seus amigos avaliarem. Tem até um ranking para você descobrir qual de seus amigos tem um olhar artístico mais apurado.

Seguir os princípios da fotografia não rende pontos, mas gera fotos incríveis

Nota

Apesar de seus defeitos, New Pokémon Snap tem o potencial de se tornar o próximo grande jogo social da Nintendo, pouco mais de um ano após a explosão inesperada de Animal Crossing: New Horizons. O carisma dos Pokémon encanta com facilidade e sequestra nossas preocupações para um mundo mais simples onde os problemas se resolvem em um clique.

Nota: 4/5

Nota: 4/5

Não é um jogo para todos, mas se você procura algo para relaxar nesses dias turbulentos, New Pokémon Snap pode ser uma ótima pedida.

Tente encontrar os Pokémon mais fofos nesse jogo:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse