Capa da Publicação

Marvel libera ranking oficial das mulheres mais poderosas dos X-Men

Por Gabriel Mattos

As mulheres dominam as listas de personagens mais poderosos do Universo Marvel. Isso é fato! Mas é importante lembrar que muitas das maiores heroínas da Casa das Ideias estrearam nas páginas dos X-Men. Para homenagear suas maiores guerreiras, a Marvel liberou um ranking oficial das mulheres mais incríveis de X-Men.

Donas de Krakoa

A iniciativa fecha com chave de ouro as comemorações da editora para o Mês Nacional da História da Mulher, que nos Estados Unidos não se resume a um único dia e engloba todo o mês de março.

Mesmo sumida por anos, Jean Grey é uma das mutantes mais poderosas

A classificação foi elaborada com base na opinião da equipe que compõe o site oficial da editora, o Marvel.com, e foi publicado no Twitter oficial da empresa. Não foi divulgado quantas pessoas foram ouvidas, mas o ranking parece coincidir em grande parte com a opinião dos fãs. Confira:

  1. Tempestade
  2. Jean Grey
  3. Kitty Pryde
  4. Emma Frost
  5. Vampira
  6. Mística
  7. Jubileu
  8. Magia
  9. Psylocke
  10. Cristal

As campeãs

Ninguém supera a Tempestade

O primeiro lugar não surpreende ninguém — temos a deusa Ororo Munroe, a Tempestade. A mutante comandou os X-Men em diversas ocasiões e tem o respeito de grandes heróis da Marvel, incluindo o Pantera Negra, com quem nutre um complicado romance.

Logo em seguida, temos Jean Grey, que fez história com a Saga da Fênix Negra ao se tornar hospedeira de uma entidade cósmica perigosíssima. Nessa história conhecemos pela primeira vez a jovem Kate Pryde, terceira colocada na lista, que já conquistou até o espaço com sua tenacidade espetacular.

Kate Pryde tem uma das evoluções mais incríveis entre os X-Men

Você concorda com essa classificação? Na sua opinião, quem são as mutantes mais poderosas de X-Men? Não deixe de comentar!

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse