Marvel impediu Motoqueiro Fantasma, Demolidor e Justiceiro de aparecer nos filmes

Capa da Publicação

Marvel impediu Motoqueiro Fantasma, Demolidor e Justiceiro de aparecer nos filmes

Por Flávia Pedro

O Universo Cinematográfico da Marvel tem crescido muito ao longo dos anos, porém, a ausência de alguns personagens como Justiceiro e Demolidor, que já estrelaram séries na Netflix, faz com que os fãs se questionem o porquê deles nunca terem aparecido no MCU. Mas não foi por falta de interesse: foi revelado que a Marvel Studios não teve sequer a opção de trabalhar com estes heróis.

Entenda o problema

Demolidor vs Justiceiro

A restrição teria surgido em decorrência do conflito de interesse entre o produtor executivo da Marvel Studios, Kevin Feige, e o ex-presidente da Marvel Entertainment, Ike Perlmutter.

Em seu novo livro chamado The Story of Marvel Studios: The Making of the Marvel Cinematic Universe (A História do Marvel Studios: Os Bastidores do Universo Cinematográfico da Marvel, em tradução livre), tivemos a revelação de que a Marvel Entertainment evitou, durante todo esse período, ceder o acesso desses personagens à Marvel Studios (via CBR).

“Embora muitos presumissem que todo esse grupo de personagens iria diretamente para o  processo de desenvolvimento de filmes da Marvel Studios, foi decidido por superiores da Marvel Entertainment que, como o lado do filme já estava profundamente comprometido com o sucesso dos Vingadores e a iminente entrada dos Guardiões da Galáxia, os [heróis] retornados ajudariam a construir um império na TV sob o controle direto da Marvel Entertainment (totalmente separada da Marvel Studios),” de acordo com o livro.

Este é um resultado da venda dos direitos de filmes de seus personagens ao longo dos anos. Quando a Marvel declarou falência, a empresa precisou vender os direitos de adaptação de diversos heróis. Assim, a Sony conquistou o Homem-Aranha, a Universal se apoderou do Hulk, a Fox conseguiu os X-Men e os demais acabaram em estúdios que não souberam utilizá-los.

Conforme o tempo foi passando, os heróis que não tiveram novos filmes produzidos tiveram seus direitos revertidos legalmente para a Marvel Entertainment, como foi o caso do Motoqueiro Fantasma. Mas como a empresa não conseguiu emplacar o mesmo sucesso dos cinemas em suas produções televisivas, os executivos decidiram segurar os novos heróis em uma tentativa de tornar a TV mais atrativa, impedindo a Marvel Studios de usá-los.

O futuro desses personagens

Justiceiro vs Motoqueiro Fantasma

Como o livro observa, a Marvel Studios tinha sim interesse nos personagens desde aquela época, mas qualquer pedido de permissão para utilizá-los foi rejeitado:

“O lado do filme não tinha controle sobre esses personagens, apesar de seu interesse em desenvolvê-los. Em vez disso, todos foram para a Marvel Entertainment. Motoqueiro Fantasma apareceu em Agentes da S.H.I.E.L.D., e os outros foram colocados em diferentes séries de streaming.”

Tudo indica que a retenção dos heróis que retornaram para a Casa das Ideias foi mais um capítulo da famosa briga entre Feige e Perlmutter, mas o livro não trouxe confirmação ou novos detalhes sobre a treta.

Hoje, com o encerramento da divisão televisiva da Marvel, o Marvel Studios assumiu controle completo sobre os filmes e séries produzidos pela empresa. Sendo assim, não existiriam impedimentos reais para o retorno dos personagens no presente. A questão agora é definir qual a melhor maneira que personagens como Motoqueiro Fantasma, Justiceiro e Demolidor sejam inseridos oficialmente no Universo Cinematográfico da Marvel.

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Flávia Pedro

Historiadora formada pela UFF e apaixonada por cultura japonesa, animes, mangás, filmes... Criadora de conteúdo no instagram Anime Dicria, viciada em café e leitora de fanfics ruins nas horas vagas. Instagram: fllavia_pedro