Capa da Publicação

King in Black: Simbionte clássica desperta transformações fantásticas em nova HQ

Por Gabriel Mattos

Atenção: Alerta de Spoilers!

Foi-se o tempo em que os simbiontes eram apenas vilões nas revistas do Homem-Aranha. A raça alienígena ganhou o seu próprio evento em King in Black e essa foi a oportunidade perfeita para Grito, uma simbionte pouco conhecida, mostrar o verdadeiro potencial da sua espécie

Quem é Grito?

Para acompanhar o evento, a personagem ganhou sua própria revista solo — King in Black: Scream, com roteiro de Clay McLeod Chapman e artes por Garry Brown e Rachelle Rosenberg.

Sua história nos quadrinhos se iniciou no arco Protetor Letal, em que a Fundação Vida usou o Venom para criar um esquadrão de simbiontes. Entre eles, a voluntária Donna Diego acabou se fundindo com Grito e dando origem a uma das maiores vilãs do próprio Venon.

Grito foi uma das simbiontes criadas pela Fundação Vida

Essa simbionte passou por outros hospedeiros depois de Donna. Atualmente, ela está conectada a Andi Benton depois que sua antiga hospedeira, Patricia Robertson, acabou morrendo durante os acontecimentos de Carnificina Absoluta.

As novas transformações

De repente, o mundo de Andi foi virado de cabeça para baixo com a invasão do Deus Simbionte Knull, em King in Black. Desde seu confronto com o vilão, ela está determinada a impedir os planos de seus antigos amigos da Fundação Vida.

Mas sua busca precisa esperar quando a anti-heroína descobre um esquema elaborado de sequestro infantil. A Duende Demoníaca está hipnotizando crianças para alimentar o seu culto doentio e Grito decide pará-la.

Grito em sua forma aracnídea

Sem saída, a Duende não pensa duas vezes antes de incendiar o prédio para tentar escapar. Nessa hora, Grito precisa fazer uma escolha difícil: salvar as crianças ou capturar sua rival. No final, ela opta pelas crianças, mas precisa se superar para resgatá-las à tempo.

É então que Grito mostra poderes de transformação muito superiores a de qualquer outro simbionte. Ela cresce pares de braços em uma nova forma aracnídea, agarrando todas as crianças de uma só vez. Os pequenos são deixados em um lugar seguro, mas essa era a oportunidade que sua rival estava esperando para contra-atacar.

A Duende Demoníaca surge voando para um ataque surpresa, mas é ela quem acaba sendo surpreendida. Mostrando um domínio inimaginável de suas habilidades simbiontes, Grito consegue criar um par de asas para derrotar sua inimiga.

Grito em sua forma alada

Só nessa primeira edição, Grito demonstrou um técnicas mais refinadas de transformação do que qualquer outro simbionte. Quais novas transformações ela ainda guarda em sua manga? Não deixe de comentar!

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Repórter correspondente de Wakanda, caçando Pokémon por onde eu vou! Sempre nas lives da Legião! • @gabeverse