Capa da Publicação

Jovens Titãs: HQ faz referência à Harry Potter e polêmicas de J.K. Rowling

Por Gabriel Mattos

Não temos como negar o impacto estrondoso que a franquia Harry Potter tem na cultura pop, mas a série virou alvo de grande polêmica nos últimos anos devido a discursos ofensivos de sua autora, J. K. Rowling. Desde então, qualquer referência à série é vista com certo receio e isso se refletiu na mais nova edição de Jovens Titãs.

Academia para Jovens Titãs

Em Teen Titans Academy #1, os heróis decidiram abrir sua própria escola para treinar a próxima geração de Titãs — a Academia de Titãs Roy Harper, em homenagem ao Arsenal que morreu em Heroes in Crisis #8.

A escola seleciona jovens com habilidades especiais que tenham sabedoria e ética compatíveis com os valores dos Titãs para serem treinados por antigos membros da equipe. Estelar se tornou a diretora da instituição e entre os professores temos o Mutano, Ciborgue, Ravena, Moça Maravilha e o Asa Noturna.

Os Titãs originais agora são professores

Referência ingrata

Após um belíssimo discurso inaugural feito por Estelar, é exatamente o Asa Noturna que tem a brilhante ideia de referenciar Harry Potter em uma tentativa de se conectar com uma geração bem mais nova que ele.

Ele se compara a um professor de Defesa Contra as Artes das Trevas, posição muito cobiçada na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts por preparar os jovens bruxos para o combate. Seus alunos não esboçam a menor reação e ele conclui que são jovens demais para conhecerem Harry Potter.

Porém, os jovens rebatem que eles entenderam perfeitamente a citação, apenas não acham de bom tom enaltecer algo “problemático que seria melhor ignorar“, considerando que poderia ofender inadvertidamente outros alunos da Academia.

Comentário de Asa Noturna não agrada jovens alunos

Essa preocupação com o respeito e a diversidade também está presente no discurso de Estelar no início da edição. Segundo a heroína, mais do que prepará-los para salvar mundos, ela espera ensiná-los a salvar vidas e defender algo maior do que eles mesmos.

“Estamos em uma época que, para aqueles que são diferentes, pode parecer que as coisas não estão boas de fato. Mas estão, eu te prometo. Essa hora — a sua hora — é algo pelo qual vale a pena lutar.”

Estelar faz um belo discurso sobre inclusão

Parece que a Academia de Titãs promete defender na prática os mesmos valores de respeito e inclusão que Hogwarts prega apenas na teoria. É inegável a influência da Escola de Magia na construção de qualquer colégio fictício na cultura pop, mas é preciso ressignificar suas lições para uma nova geração.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse