Jackass 4: Bam Margera processa Johnny Knoxville e a Paramout por demissão injusta

Capa da Publicação

Jackass 4: Bam Margera processa Johnny Knoxville e a Paramout por demissão injusta

Por Arthur Eloi

Jackass Para Sempre teve trailer e título revelados recentemente, mas a intriga nos bastidores continua firme e forte. Dessa vez, o astro Bam Margera processou os colegas Johnny Knoxville, o cineasta Spike Jonze (Ela) e também a Paramount, estúdio por trás da franquia, sob a alegação de ter sido injustamente demitido do vindouro quarto filme (via Variety).

O skatista Bam Margera é um dos integrantes originais do Jackass, tendo ajudado na criação da franquia e em muitas de suas memoráveis piadinhas, tanto sofridas por ele ou direcionadas aos seus pais. O astro também tem um longo histórico de abuso de substâncias, tendo sido mandado para a reabilitação algumas vezes para tratar de seus vícios. É aí que entra a sua demissão de Jackass 4: o estúdio e equipe do novo filme afirmam que cortaram Margera por descobrirem que o ator está usando Adderall (medicamento parecido com Ritalina), algo que viola acordos de saúde que ele mesmo assinou para poder participar do longa.

O processo preenchido por Bam Margera afirma que ele foi coagido por Johnny Knoxville e pelo diretor Jeff Tremaine a assinar tais acordos, logo quando ainda estava na reabilitação, em 2019. Por conta disso, o astro sequer pode passar os papéis por algum tipo de ajuda jurídica, tendo que concordar cegamente com as diretrizes impostas pelos colegas. Dentro desse acordo, Margera teria que ser testado regularmente para o uso de álcool e drogas. Em seu processo, o astro rebate que seu uso de Adderall é sob receita médica há mais de uma década, e afirma que está sendo maltratado por conta de seu estado mental.

Sem Bam Margera, Jackass Para Sempre segue agendado para chegar aos cinemas em outubro, com retorno de membros clássicos e novos participantes

O texto do processo afirma:

O tratamento inumano da Paramount não pode ser tolerado. Margera teve de aturar tortura psicológica na forma de um duvidoso ‘acordo de bem-estar’, e no fim das contas ainda foi demitido por conta de sua condição médica, além de suas reclamações sobre a conduta discriminatória dos réus contra ele.

Essa briga já corre pelos bastidores há alguns meses. Johnny Knoxville, o líder do Jackass, não comentou muito o caso além de se dizer preocupado com o estado mental de Bam Margera. Já o diretor Jeff Tremaine, que é citado no processo, moveu uma ordem de restrição contra o astro, após alegar que Margera ameaçou ele e sua família após ter sido cortado do filme.

Revoltado com toda a situação, Bam Margera usou seu Instagram para acusar a produção de plágio, dizendo que, apesar de sua demissão, a equipe ainda usará suas ideias e pegadinhas em Jackass Para Sempre, porém sem lhe dar os devidos créditos. Por conta disso, o astro tocou uma campanha de financiamento coletivo para fazer sua própria versão do filme. Vale pontuar que a acusação de plágio também integra o processo de Bam Margera contra a Paramount.

Seja como for, Jackass Para Sempre estreia em 21 de outubro nos cinemas. Sem Margera, o longa contará com Johnny Knoxville, Jason “Wee Man” Acuña, Chris Pontius, Dave England, Ehren McGhehey, Steve-O e Preston Lacy. O filme também trará três nomes novos: Jasper Dolphin (Loiter Squad), Sean McInerney (Who is J.O.B?) e Zach Holmes (Too Stupid to Die).

Jackass 4 não é a única produção marcada por intrigas e conflitos nos bastidores. Aproveite e confira 10 brigas nos filmes da Marvel Studios:

Imagem de perfil
sobre o autor Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117