Guardiões da Galáxia Vol. 2: Comitê criativo da Marvel não gostava da ideia de Ego ser o vilão do filme

Capa da Publicação

Guardiões da Galáxia Vol. 2: Comitê criativo da Marvel não gostava da ideia de Ego ser o vilão do filme

Por Melissa de Viveiros

O livro The Story of Marvel Studios: The Making of the Marvel Cinematic Universe trouxe muitas revelações sobre os bastidores do MCU ao longo dos anos. Uma das informações apresentadas no livro se refere a Guardiões da Galáxia Vol. 2, cuja trama teria sido alvo de críticas do comitê criativo da Marvel, que não gostava da ideia de Kurt Russell se revelar como vilão do longa (via ComicBook).

Antes da divisão de filmes da editora ser liderada por seus produtores, as decisões sobre o universo cinematográfico eram feitas ao lado de um Comitê Criativo, parte da Marvel Entertainment. Assim, a equipe contava com executivos que trabalhavam com filmes, bem como criadores de quadrinhos.

Em 2017, esse Comitê Criativo foi desfeito. Como resultado, os executivos passaram a ocupar outras funções dentro da Walt Disney Studios, e a função deles passou a ser realizada pela Marvel Studios Parliament. Esse novo grupo é formado por produtores que fizeram carreira dentro do estúdio, ao invés de contar com cineastas vindos de fora.

De acordo com o que é relatado no livro, quando o segundo Guardiões da Galáxia estava sendo feito o Comitê ainda tomava as decisões, e o grupo não aprovava a revelação de que Ego, personagem de Russell, era na verdade um vilão. Assim, eles teriam até mesmo argumentado que o público também não gostaria da reviravolta. O texto apresentado na obra conta:

“O pensamento era, quando você diz aos seus fãs que Kurt Russell e Chris Pratt irão interpretar papéis de pai e filho – dois atores amados de diferentes gerações que tem sucessos de ação e comédia em seus currículos – você está indicando para eles que terão bons momentos.” Logo, o texto adiciona, “Mas Russell estava tão certo quanto à reviravolta quanto a Marvel Studios, [James] Gunn e Pratt estavam.”

Peter Quill (esq.) e Ego em Guardiões da Galáxia Vol. 2.

A decisão dos atores, do diretor e do estúdio acabou sendo correta. Ainda que o filme não mantenha PrattRussell em bons termos, a reviravolta de que o pai do protagonista é, na verdade, o antagonista, não foi mal recebida pelo público.

Atualmente, o terceiro filme da equipe cósmica está em produção, e suas filmagens devem começar em breve, com lançamento previsto para 5 de maio de 2023. Um Especial de Natal dos Guardiões da Galáxia também está sendo desenvolvido, e chegará no fim de 2022.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Editora. Graduanda em Letras na UFMG. Elfa noturna em Azeroth, Au'Ra em Eorzea, apoiadora da Casa Martell em Westeros, LoLzeira noxiana e grisha etherealki. Fã de coisas demais e sempre hiperfocada em algo diferente. || @windrunning_