Capa da Publicação

Christopher Nolan não deve dirigir próximo filme para a Warner Bros

Por Evandro Lira

O diretor Christopher Nolan tem uma parceria de quase duas décadas com a Warner Bros., um dos estúdios de cinema mais tradicionais de Hollywood. Porém, de acordo com um novo relatório, é possível que ele não volte a dirigir um próximo filme da Warner.

Segundo aponta o The Wall Street Journal, Nolan procurará outro lugar para lançar seu filme, uma vez que ele ficou extremamente desapontado com a decisão da Warner de lançar seu calendário de 2021 na HBO Max simultaneamente aos cinemas.

Você pode ler abaixo um trecho da matéria traduzido:

“Depois de passar anos como um importante diretor da Warner Bros., Christopher Nolan, que escreveu e dirigiu Tenet no ano passado, dificilmente retornará ao estúdio com seu próximo projeto, em parte porque ficou desapontado com a estratégia de distribuição híbrida do estúdio para 2021, segundo fontes a par do assunto.”

‘Tenet’ foi um dos poucos lançamentos de 2020 nos cinemas

No ano passado, tanto Christopher Nolan quanto a Warner foram alvo de muita controvérsia na indústria cinematográfica. O diretor pressionou o estúdio a lançar Tenet nos cinemas a fim de “salvar” as salas de exibição após meses fechadas – o que resultou em um lançamento conturbado para o que provavelmente seria um das apostas mais seguras da Warner para 2020.

O estúdio de Tenet, por sua vez, surpreendeu a todos ao anunciar que Mulher-Maravilha 1984 e os outros lançamentos de 2021 chegariam no HBO Max no mesmo dia em que estreassem nos cinemas. Isso foi o suficiente para causar um grande desconforto em Hollywood, com Nolan chegando a afirmar publicamente que o HBO Max era “o pior serviço de streaming” no mercado, opinião “apoiada” por outras pessoas da indústria, que também não ficaram nada felizes com a notícia.

De qualquer forma, caso Christopher Nolan venha mesmo a deixar a Warner, sabemos que não será difícil para ele encontrar uma nova casa, afinal, Nolan se mostrara um dos poucos diretores que atrai bilheteria apenas com seu nome, longas como Batman: Cavaleiro das Trevas Ressurge, A Origem e Interestelar provaram o poderio de fazer dinheiro do cineasta na década passada.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira