Capa da Publicação

Eric Kripke, de The Boys, acredita que os filmes da Marvel são “perigosos”

Por Márcio Jangarélli

O grande sucesso do Prime Video, The Boys, é uma sátira da cultura de heróis desde a sua concepção nos quadrinhos. E essa ideia não para em tela ou nas páginas: Eric Kripke, responsável pela série, tem uma opinião bem agridoce sobre super-heróis, principalmente sobre as produções Marvel.

Hoje, o Universo Cinematográfico Marvel é um dos maiores titãs da indústria do entretenimento. Enquanto muitos veem essa abrangência como algo positivo, pela mensagem de esperança e representatividade que carrega, existem críticas severas às criações da Casa das Ideias.

Além de liderar The Boys, que satiriza todo esse universo de heróis, Eric Kripke não possui uma opinião tão positiva sobre o UCM. Conversando com o THR (via ScreenRant), apesar de admitir que gosta dos filmes do estúdio, showrunner ponderou sobre a influência da Marvel no mundo, hoje, explicando que vê como “perigosa” a quantidade de filmes do estúdio que carregam a mensagem de “treinar uma geração inteira para esperar por alguém forte para vir te salvar”.

De acordo com Kripke:

É esse o motivo que eu vejo para você terminar com pessoas como o Trump e populistas que dizem, “Eu sou o único que pode fazer isso, será apenas eu”. E eu penso que a maneira que a cultura pop condiciona as pessoas sutilmente, eu acho que está condicionando elas da maneira errada – porque tem muito material. Então eu acredito que é legal ter um corretivo, pelo menos um pedacinho nosso, que diga, “Eles não vão vir salvar você. Abrace sua família e salve a si próprio”.

E aí, concorda com Kripke? Não esqueça de comentar!

Terminou a notícia? Veja agora nosso vídeo com as principais diferenças entre a série e os quadrinhos de The Boys:

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.