Capa da Publicação

Mulher-Maravilha mata uma das entidades mais poderosas da DC em nova HQ

Por Matheus Takahashi

A Mulher-Maravilha é uma das heroínas mais poderosas da DC, tendo já derrotado – e até mesmo matado – vários personagens da editora, tanto na linha do tempo tradicional quanto em realidades paralelas. E, em uma recente HQ, a Guerreira Amazona adicionou mais uma vítima à sua galeria: o Vingador Fantasma.

Veja mais sobre as HQs da DC:

HQ do Batman mostra visual de traje icônico no Universo Animado da DC

DC revela visual sombrio do Rei Robin

Mulher-Maravilha supera os outros heróis da Liga da Justiça em nova HQ

Na revista Wonder Woman #758 (via CBR), a heroína continua em sua trama em rever o legado das Amazonas e da Ilha Paraíso em relação ao conflito contras as Valquírias, outro povo guerreiro composto por mulheres. Ela acaba derrotando Paula von Gunther, a Baronesa, líder das Valquírias, durante o conflito.

Assim, em busca de um acerto de contas em relação a isso, a Mulher-Maravilha acaba sendo desafiada pelo Vingador Fantasma, que transforma sua rival em pedra, e busca punir a guerreira por seus pecados.

O conflito acontece porque, após o Vingador tornar a Baronesa em pedra, Diana percebe que isso era uma injustiça, e exige o retorno de sua alma dos céus – o que a coloca em um embate com o Vingador Fantasma.

Após ser derrotado pela Amazona, a entidade cósmica é envolvida pelos poderes da Presença (figura mais próxima ao Deus bíblico que existe na DC) e se opõe à ideia de trazer a alma de Von Gunther ao mundo dos mortais, pois ela deveria encarar um julgamento.

 

Agora também lutando pela sua própria alma, Diana ganha uma vantagem ao conseguir amarrar o Laço da Verdade envolta do pescoço do Vingador Fantasma, que é forçado a contar a verdade. Ele admite que é o responsável pela desgraça de Paula, o que o torna um hipócrita, afinal ele permitiu que von Gunther e as Valquírias acumulassem pecados ao longo do tempo, para que assim elas passassem a ter uma dívida igual ou maior que a dele. A dívida dele é trair Jesus, uma vez que desde os Novos 52, é Judas Iscariotes quem assume o manto do Vingador Fantasma.

Após sua confissão, o Vingador acaba se desintegrando, mas não antes de declarar que ele só agiu de acordo com a Presença. A divindade surge e começa a discutir com Diana. Ele também questiona as decisões das Amazonas, mas ela retruca, dizendo que ele é responsável por colocar Judas neste caminho, pois ele já tinha previsto isso, e que ele deveria oferecer paciência, e não punição, para seus fiéis.

 

Sem responder Diana, a Presença retornar a heroína e Paula à Terra, e as duas negociam uma trégua, alegando que ambas deveriam seguir em frente, mesmo com seus pecados. A trama também mostra que o poder da Mulher-Maravilha está muito além da força bruta, uma vez que ela consegue vencer entidades cósmicas com sua sabedoria, empatia, determinação e humanidade. 

Aproveite e veja mais sobre os poderes da Mulher-Maravilha:

Imagem de perfil
sobre o autor Matheus Takahashi

Geógrafo. Amante da cultura geek/nerd, mas ama mesmo super-heróis, jogos de luta e futebol. Conversa fácil sobre (quase) qualquer coisa

IG: t1takahashi TT: takamatheus