Capa da Publicação

Diretor de Logan se explica após ser atacado ao fazer comentários sobre o Snyder Cut

·
Por Leo Gravena

Até hoje, muito de fala sobre o Snyder Cut, ou a “Versão de Zack Snyder de Liga da Justiça”. O filme de 2017 foi tão decepcionante que até hoje Zack Snyder continua postando fotos de sua versão do filme, o que faz com que vários fãs continuem a clamar para que a Warner produza e libere a versão do diretor. Recentemente, o diretor James Mangold, mais conhecido por Logan, fez um comentário criticando os fãs do Snyder Cut, o que obviamente não foi bem recebido por eles.

Veja também:

Por quê as pessoas ainda falam de Liga da Justiça e do Snyder Cut?

Nova foto do Snyder Cut de Liga da Justiça mostra cena de ação inédita do Flash

Jesse Eisenberg explica porque não faz parte do “Movimento Snyder Cut”

Ao falar com seus seguidores no twitter para assistir a Norma Rae, um filme clássico de 1979 dirigido por Martin Ritt, o diretor de Logan sugeriu que as pessoas deveriam “parar por dez minutos de protestar pelo Snyder Cut e assistir algo no qual o figurino não é feito de fibra de vidro ou de carbono”.

Como é de se esperar, Mangold não recebeu boas reações dos fãs de Zack Snyder e do Snyder Cut. Porém, pouco tempo depois o diretor explicou seus comentários. Após receber várias mensagens de ódio o atacando, Mangold fez uma thread no twitter, na qual  explica que o tuíte anterior não foi uma crítica a Zack Snyder.

“Acordei com uma avalanche de tuítes raivosos, então deixe-me explicar algo, algo que pode deixar vocês com mais raiva ainda, mas ao menos vão me entender. Eu não conheço Zack Snyder, não tenho nada contra o Zack. Minha crítica gentil ao ‘movimento do S Cut’ não foi um ataque a ele. 

 

Eu duvido muito que o Zack acorda todos os dias pensamento sobre seu corte de 3 horas de um trabalho corporativo que foi mal recebido. Posso estar errado, mas diferente de alguns de vocês, que transformara sua decepção em ultraje e em uma causa, eu vou me aventurar a dizer que ele seguiu em frente.

 

Então, se eu estava fazendo uma piada com alguém, não era com o Zack Snyder. Eu amaria ver outro filme dele em breve. E espero que sem acordos gigantes pré-existentes e um plano certo para um lançamento gigantesco de um ‘universo’ com vários filmes sobrecarregados de expectativas corporativas”.

Concorda com o diretor? Não deixe de comentar!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor-Chefe | @LeoGravena
"...It was never going to be okay..."