Capa da Publicação

Justiceiro – Criador do personagem critica policiais que usam o símbolo do anti-herói!

Por Gus Fiaux

Frank Castle, o Justiceiro, é conhecido como um dos anti-heróis mais violentos dos quadrinhos. Castle não se importa em matar seus inimigos. Na verdade, ele acredita que eliminar um criminoso é a melhor maneira de acabar com eles. Essa visão do personagem é aceita e compartilhada por muitas pessoas, inclusive, alguns até acreditam que “bandido bom é bandido morto”, assim como Castle. Contudo, existe um problema quando essa visão é compartilhada por pessoas que juraram cumprir a lei, tais como policiais.

Recentemente, um dos criadores do anti-herói, Gerry Conway falou sobre o controverso tema ao criticar policiais que usam o logo do personagem como um símbolo, poucos dias após um vídeo viralizar, mostrando um policial norte-americano usando um boné com a caveira de Castle, em um confronto durante uma reunião comunitária feita justamente para discutir sobre brutalidade policial.

No Twitter, o autor escreveu:

“Qualquer ‘policial’ que usa um logo do Justiceiro durante seu dever oficial está associando o cumprimento da lei com um criminoso. Esses ‘policiais’ são uma desgraça para os verdadeiros e sérios oficiais da polícia em todos os lugares. Eles mostram um nível imbecil de irresponsabilidade e deveriam ser demitidos imediatamente.”

Já não é a primeira vez que Conway critica o uso e a glorificação do Justiceiro. O autor já havia confirmado que o personagem foi feito como uma crítica à hiperviolência e aos vigilantes do mundo real, mas ainda assim o personagem continua tendo sua essência deturpada para se transformar em um símbolo, quando Castle é nitidamente visto como um criminoso.

Na galeria abaixo, fique com imagens de uma HQ do personagem:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux