Capa da Publicação

Criador de BoJack Horseman reclama do cancelamento prematuro das séries feito pela Netflix!

Por Guilherme Souza

Nos últimos tempos, a Netflix tem se envolvido em uma série de polêmicas, tanto com os assinantes quanto com os criadores de conteúdo. Grande parte dos problemas com os assinantes se referem aos aumentos de preço do serviço e os produtos em seu catálogo, além dos cancelamentos inesperados de séries originais, que sempre são alvo de muitas discussões nas redes sociais.

Em uma recente entrevista, Raphael Bob-Waksberg, criador da aclamada BoJack Horseman, botou mais lenha na fogueira dos cancelamentos, ao se dizer desapontado com as atitudes da Netflix em cancelar séries prematuramente. De acordo com ele, a plataforma mudou seu modelo de conduzir as séries originais, que antes, acreditava na construção do público e dava espaço para que os criadores conseguissem fazer essa construção. Recentemente, a gigante do streaming cancelou a série animada Tuca & Bertie, que tinha Bob-Waksberg como produtor executivo, pouco depois da estreia da primeira temporada e ele usou isso como exemplo.

“Quando começamos a fazer BoJack, ficou entendido que o modelo da Netflix era dar tempo às séries para que ela formasse sua audiência e construir essa audiência – e eu lembro que me disseram, ‘Esperamos que o maior dia da primeira temporada de BoJack vai acontecer quando lançarmos a segunda temporada de BoJack.’ Nós não recebemos o pedido de uma segunda temporada completa, mas isso foi o que ficou claro para nós, que essas coisas levam tempo para serem construídas. Ficou claro para mim, naquele momento, que o modelo Netflix dá às séries o tempo para se construírem. Eu acho que é uma vergonha que eles abandonaram esse modelo.” 

Ao que parece, essa discussão sobre os cancelamentos é um assunto delicado, que não se restringe somente às produções da Netflix, contudo, está claro que a companhia teve de mudar sua visão em prol de maximizar os lucros e de se manter como a líder do mercado.

Fique com nossa lista:

Fonte: CB

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'