Capa da Publicação

Chefe da Disney fala sobre ir além dos remakes em live-action das animações clássicas!

Por Gus Fiaux

Disney está passando por um momento de vacas gordas na indústria cinematográfica. Além de várias produções derivadas de franquias como a Marvel Star Wars, o estúdio está investindo ferrenhamente na produção de seus remakes em live-action, baseados nas animações clássicas. Só esse ano, tivemos quatro: Dumbo, Aladdin, O Rei Leão Malévola: Dona do Mal. 

No entanto, há um número limitado de animações que podem receber esse tratamento, e o chefe criativo do estúdio, Alan Horn, sabe muito bem disso. Em uma entrevista ao Colliderele explicou que a Disney possui um número finito de animações, e que uma hora ou outra, o estúdio vai precisar “ir além” dos remakes básicos:

“Não há dúvida que nós, em algum momento, vamos exaurir filmes como ‘Aladdin’ ou ‘Rei Leão’. Nós temos que nos afastar um pouco disso, assim como ‘Malévola’ deu um passo além de ‘A Bela Adormecida’ e ‘Cruella’ vai dar um passo além de ‘101 Dálmatas’. Mas sem dúvidas, é um universo limitado.”

Ainda assim, a Disney parece estar investindo fortemente na sua vertente de filmes em live-action. Só nos próximos anos, temos vários lançamentos confirmados, como Cruella, Mulan, A Pequena Sereia e Pinóquio, entre outros. Ainda não sabemos quando essa leva de filmes deve parar, mas por enquanto a recepção da crítica não está muito favorável a esses remakes em live-action.

Na galeria abaixo, fique com imagens de O Rei Leão, um dos últimos remakes em live-action da Disney:

O próximo remake da Disney será Mulan, que chega aos cinemas em 26 de março de 2020.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux