Capa da Publicação

He-Man e os Mestres do Universo – Antigo roteirista fala sobre os planos para o filme em live-action!

Por Gus Fiaux

Jeff Wadlow é um cineasta que não teve muita sorte nos últimos anos. Inicialmente, ele havia sido contratado pela Fox para fazer o filme da X-Force, mas os planos acabaram fugindo de controle e suas ideias foram descartadas, em prol de uma franquia do Deadpool e a construção da equipe mutante a partir disso. Posteriormente, ele foi chamado pela Sony para escrever o roteiro (e possivelmente dirigir) o filme de Mestres do Universo, a franquia da Mattel que popularizou personagens icônicos como o He-Man, She-Ra e o Esqueleto. 

Recentemente, Wadlow deu uma entrevista ao Collider, onde falou de suas ideias originais para o longa da X-ForceAlém disso, ele também foi questionado sobre sua versão de Mestres do Universo, que aparentemente não foi para frente devido às ideias discordantes em relação ao que o estúdio gostaria de fazer:

“Eu fiz uma abordagem bem irreverente em Mestres do Universo, e o estúdio, na época, estava bem focado na ideia de ver algo como Game of Thrones O Senhor dos Anéis. Eu adoro o He-Man. Ainda tenho todos os meus bonecos originais da década de 80. Foi assim que eu consegui o emprego. Eu os trouxe para uma reunião, os coloquei em cima de uma mesa e disse: ‘é por isso que eu sou um diretor!’ Eu escrevi uma cena onde o Príncipe Adam encontra o Aríete e diz: ‘então eles te chamam de Aríete, não é?’ E então ele diz que sim e Adam rebate: ‘você gosta do nome?’, e o Aríete responde: ‘Eu me apropriei dele.‘ Então, havia uma irreverência atrelada, mas na época, não ressoou com o que eles queriam fazer.”

Wadlow também citou como referências os mais recentes filmes da Marvel Studios, como Thor: Ragnarok e a franquia dos Guardiões da Galáxia, que mostram um tom parecido com o que ele gostaria de fazer na aventura live-action do He-Man. Ele aproveitou a deixa para tecer uma crítica feroz ao sistema de estúdios em Hollywood, e para falar sobre como sua parceria com Jason Blum, da Blumhouse, está sendo inovadora nesse aspecto.

“É interessante agora, com Thor: Ragnarok Guardiões da Galáxia. Eu acho que isso era o que eu estava tentando fazer, mas ou eu estava muito à frente do meu tempo ou eles nunca enxergaram dessa forma. Isso é que é estranho sobre fazer filmes no sistema de estúdios. Você pode ter sua perspectiva pessoal e seu ponto de vista, mas se isso não bater com o ponto de vista das pessoas que pagam as contas, não importa. É por isso que trabalhar com Jason Blum sempre foi tão fantástico. Ele está mudando a forma como filmes são feitos. Ele está basicamente dizendo: ‘Enquanto mantivermos o orçamento baixo, não importa o que eu acho. Eu quero que vocês façam o que acharem melhor.’

Até agora, não sabemos muito o que esperar do filme live-action de Mestres do Universo. Foram tantas mudanças no desenvolvimento, e até agora não temos a menor ideia de quem está por trás do possível início de uma franquia. Ainda assim, o estúdio segue firme e forte no desenvolvimento – que já possui quase uma década -, e novidades devem ser divulgadas aos poucos.

Confira abaixo algumas artes conceituais para o filme e imagens da animação clássica:

Mestres do Universo tem a estreia programada para o dia 18 de dezembro de 2019.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux