Capa da Publicação

Liga da Justiça – Diretor de fotografia fala sobre os cortes e refilmagens do filme!

Por Gus Fiaux

Tendo iniciado uma carreira brilhante na televisão fazendo a fotografia de episódios muito memoráveis de Game of Thrones, o diretor de fotografia Fabian Wagner chamou a atenção de Zack Snyder, que logo o chamou para conduzir as filmagens principais do longa.

Wagner recentemente deu uma entrevista extensa ao Collider, onde pôde contar um pouco de sua experiência e de suas opiniões a respeito do produto final, principalmente após a produção extremamente conturbada, que envolveu a saída de Snyder por motivos pessoais e a entrada de Joss Whedon nas refilmagens – das quais Wagner não participou.

De início, o fotógrafo disse que foi uma honra ter sido chamado por Snyder para o filme, principalmente porque ele era grande fã do cineasta. Em suas primeiras conversas, o diretor disse que queria fazer um filme mais leve, que não se afastasse tanto de seu estilo, mas que fosse mais suave que os filmes anteriores, como Batman vs Superman Homem de Aço. Quanto a isso, Wagner elogiou a postura: “Snyder é um diretor muito visual.”

“Zack é muito talentoso e muito colaborativo. Digo, ele sabia vários enquadramentos que queria fazer, e que são enquadramentos icônicos do Snyder. Mas por outro lado, ele estava muito aberto às ideias. Ele sempre surgia com algumas e eu sempre apresentava algumas para ele. E se ele gostasse, nós as usaríamos, e se não gostasse, então não usaríamos. Então foi um processo de trabalho bem agradável.”

Wagner foi questionado sobre seu trabalho no filme, e qual seria a cena ou o momento favorito que ele gravou. Com pesar, ele disse que o seu momento predileto, apesar de estar nos trailers, foi removido do corte final do filme:

“Provavelmente meu take favorito, que infelizmente não parou no corte final, mas estava em um dos trailers, é quando o Batman estava em cima de uma gárgula.”

O fotógrafo também explicou algumas diferenças na produção do filme. Segundo ele, as filmagens conduzidas enquanto Zack Snyder era diretor foram feitas em uma câmera de 35mm, em película. Curiosamente, quando Joss Whedon assumiu o projeto, ele decidiu que seria melhor mudar o formato, e as refilmagens foram gravadas em uma câmera de 65mm. Ele detalhou também o processo das cenas do Flash, que precisaram ser gravadas em câmera super-lenta, e a sequência onde vemos o Aquaman visitando Atlântida, que precisou ser feita com uma iluminação especial para passar a ideia de submersão.

O assunto então desviou para os cortes dos filmes, e como isso acabou retirando muita coisa que havia sido gravada anteriormente. Previamente, Fabian já havia confirmado que teria gravado uma cena do Superman em seu traje negro. Agora, quando questionado novamente sobre o assunto, o fotógrafo diz não se lembrar exatamente do que se tratava a cena:

“Para ser sincero, eu não lembro bem se só gravamos [essa cena] como teste ou se fazia parte das filmagens normais. Eu definitivamente gravei, mas não lembro se era um teste ou se era uma cena completa. Mas ver o traje preto foi ótimo, apesar de eu não ter 100% de certeza de que aquilo apareceria mesmo no filme. Mas sim, todas as cenas do Superman foram ótimas, e filmá-lo em seu traje normal foi excelente, vindo de alguém que cresceu na época que os filmes do Superman estavam sendo lançados.”

Conversando com o entrevistador, Fabian falou que nunca chegou a ver um “corte de Zack Snyder” para o filme, uma vez que o diretor acabou deixando a produção em um estágio muito inicial da pós-produção. Ainda assim, ele se lembra de ter gravado diversas coisas que “infelizmente não foram para o filme”, embora diga ter compreendido a decisão do estúdio.

Antes de finalizar o assunto de Liga da Justiça, Wagner foi questionado se teria alguma cena removida que o deixou muito triste. Em resposta, ele apenas mencionou a cena do Batman na gárgula:

“Sim, quero dizer, acho que há algumas. Como eu disse, por exemplo, a cena do Batman na gárgula, que foi uma ótima cena e uma forma maravilhosa de apresentá-lo [no filme]. Mas houve algumas cenas que fizemos que acabaram não sendo aproveitadas. Mas acho que é assim que acontece com esse tipo de filme. Algumas cenas sobrevivem e algumas não.”

Conforme o tempo passa, todos ficam mais ansiosos para um possível lançamento de uma versão estendida de Liga da Justiça. Curiosamente, até agora, o estúdio sequer se pronunciou sobre o assunto. Enquanto isso, confira alguns cartazes, artes conceituais e outras imagens do filme:

Liga da Justiça já está em cartaz nos cinemas.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux