Capa da Publicação

Bryan Singer, diretor de X-Men, rebate acusações de assédio!

Por Felipe Vinha

O diretor de X-Men: O Filme e também de outros filmes da franquia “X”, Bryan Singer, foi novamente acusado de assédio sexual, após ser afastado da produção de Bohemian Rhapsody, filme que narra a história da banda Queen e de seu vocalista, Freddie Mercury. O acusador, desta vez, é Cesar Sanchez-Guzman, homem que alega ter sido abusado por Singer em 2003, quando a vítima tinha apenas 17 anos.

Por meio de um representante oficial, Singer contou ao site TMZ que “o processo foi registrado pelo mesmo advogado que representou Micheal Egan”. Egan acusou Singer e outras celebridades de Hollywood de assédio sexual em 2014, mas logo desistiu das acusações.

O comunicado informa ainda que “estas acusações foram desfeitas pelo próprio Egan e, mais tarde, ele foi encarcerado em uma prisão federal por mentir em um caso de fraude”. O advogado em questão é Jeff Herman, que também foi processado por outras pessoas a quem Egan acusou, na época.

Andrew Brettler, advogado de Bryan Singer, também comentou o caso e disse que “o diretor nega categoricamente estas alegações e vai se defender deste processo de forma veemente até o fim”. O advogado também lembrou que o caso está sendo conduzido pela mesma pessoa que cuidou do caso de Egan, há três anos.

Por ora, o caso de Bryan Singer segue sem novidades adicionais, mas ele foi afastado da produção de Bohemiam Rhapsody, a qual dirigia. O afastamento, porém, foi devido a “motivos de saúde envolvendo a família”, ao menos em caráter oficial.

Veja imagens da produção:

Fonte: Comic Book

Imagem de perfil
sobre o autor Felipe Vinha

Já tentei salvar o mundo de uma invasão alienígena, mas hoje me contento em ser jornalista. Gosto de quadrinhos e suas adaptações na TV ou cinema, animes, tokusatsu, games (de luta principalmente) e tecnologia. Vamos trocar uma ideia no Twitter @felipevinha