Viúva Negra: Relembre a jornada da espiã no Universo Cinematográfico da Marvel

Capa da Publicação

Viúva Negra: Relembre a jornada da espiã no Universo Cinematográfico da Marvel

Por Gus Fiaux

No fim desta semana, o mundo finalmente terá a chance de ver a primeira aventura solo da Viúva Negra, que será lançada nos cinemas e no Disney+ simultaneamente (através do serviço Premier Access, por custo adicional). Ao longo dos anos, Natasha Romanoff foi uma das integrantes mais valorosas dos Vingadores, lutando pela justiça mesmo sem ter superpoderes explosivos como o resto de seus colegas de equipe.

E com esse ciclo tendo sido encerrado em Vingadores: Ultimato, o filme solo da espiã promete mostrar um pouco da história pessoal de Natasha, em um épico de espionagem e de ação. Porém, enquanto o filme ainda não chega, talvez seja melhor revisitar um pouco as participações da Viúva Negra no Universo Cinematográfico da Marvel!

Imagem de capa do item

Homem de Ferro 2

Em Homem de Ferro 2, vemos Tony Stark se entregando à bebida e ao seu próprio ego, após ter se tornado um grande herói global. Ele acaba contratando uma assistente pessoal chamada Natalie Rushman, que ao fim do filme descobrimos ser Natasha Romanoff, uma agente especial a serviço da S.H.I.E.L.D. para monitorar os passos do gênio playboy.

Ela acaba sendo muito útil na batalha final contra o Chicote Negro, já que usa seus conhecimentos de hacker para desativar alguns drones criados pelo vilão, e é vital para que a polícia possa prender Justin Hammer, um empresário rival de Tony Stark que ajudou a financiar todos esses crimes para ganhar mais espaço no mercado tecnológico.

Em seu primeiro filme, Natasha está bem fiel aos quadrinhos da Marvel no que diz respeito à sua personalidade. Ela é mais do que capaz de enganar Tony Stark, além de ter uma sequência de ação de tirar o fôlego. Aqui, nós vemos ela como uma agente da S.H.I.E.L.D. com uma relação bem próxima a Nick Fury, algo que foi melhor explorado posteriormente.

Imagem de capa do item

Os Vingadores

Em Os Vingadores, o deus alienígena Loki invade a Terra em busca do Tesseract. Para isso, ele promete criar um grande espetáculo mortal, o que faz com que ele sequestre o Gavião Arqueiro. Isso é o que faz com que a Viúva Negra decida ajudar o grupo. Em sua primeira missão, ela é enviada para resgatar Bruce Banner, o cientista capaz de se transformar no Hulk.

A bordo do Aeroporta-Aviões da S.H.I.E.L.D., Natasha revela que tem dívidas a pagar com o Gavião Arqueiro, além de conseguir enganar o próprio Deus da Trapaça. Em determinado momento, ela enfrenta Clint e consegue livrá-lo do controle mental do vilão. Ao fim, ela se reúne com os outros heróis para lutar e salvar a Terra da invasão dos Chitauri.

Nesse filme, a Viúva Negra se mostra uma peça crucial nos Vingadores, especialmente na cena em que consegue extrair informações de Loki. Aliás, essa mesma cena traz alguns detalhes importantes sobre o passado da espiã que devem ser bem úteis em seu filme solo, já que falam do tempo em que ela foi uma agente russa e como isso afetou sua própria origem.

Imagem de capa do item

Capitão América: O Soldado Invernal

Em 2014, foi lançado Capitão América: O Soldado Invernal, o filme com a abordagem mais política da Marvel até o momento. Aqui, nós seguimos o Sentinela da Liberdade enfrentando toda a S.H.I.E.L.D. e o governo americano, para evitar que um perigoso sistema de armas seja lançado e possa monitorar e controlar diretamente a vida de todos no planeta.

No filme, Natasha Romanoff tem uma função muito importante - primeiro a serviço de Nick Fury e depois como aliada de Steve Rogers. Junto do Capitão, ela descobre a existência de uma célula da HIDRA crescendo na S.H.I.E.L.D., além de revelar algumas informações sobre um encontro com o Soldado Invernal no passado.

Aqui, podemos ver Natasha em seu ambiente natural, praticando suas táticas de espionagem enquanto tenta ajudar Steve Rogers em sua missão. Ao final do filme, ela ajuda a expor toda a existência da HIDRA - mesmo sabendo que isso faria com que seus próprios segredos seriam expostos juntos. E isso faz com que a vejamos como uma grande heroína.

Imagem de capa do item

Vingadores: Era de Ultron

Contudo, esse desenvolvimento foi jogado no lixo quando Vingadores: Era de Ultron chegou aos cinemas. Lançado em 2015, o filme mostra a equipe lutando contra uma inteligência artificial assassina, só que a Viúva Negra tem um papel bem controverso: ela é a namorada de Bruce Banner, além de ser a única capaz de amaciar e acalmar o Hulk.

Ao longo do filme, a personagem não tem muito desenvolvimento. Nós até vemos alguns flashbacks que mostram mais de seu passado, especialmente o treinamento na Sala Vermelha, mas tudo isso é muito rápido e não há espaço para a personagem evoluir e crescer. No final, Bruce a abandona e vai embora e Natasha ajuda a treinar os Novos Vingadores.

O filme é considerado por muitos fãs da heroína como o ponto mais baixo da carreira da Viúva Negra nos cinemas. O roteiro a coloca como uma figura sem importância, ao mesmo tempo em que vários diálogos problemáticos surgem a respeito da personagem - como por exemplo, ela se considerar um monstro igual ao Hulk por ser estéril.

Imagem de capa do item

Capitão América: Guerra Civil

Por outro lado, Capitão América: Guerra Civil veio para trazer a Viúva Negra que nós conhecemos e amamos - e dessa vez, a personagem acaba passando por um grande dilema moral. No começo do filme, ela é aliada de Steve Rogers e integrante ativa dos Vingadores. Porém, quando os Acordos de Sokóvia são propostos, ela toma o lado do Homem de Ferro.

Muito disso se deve ao seu próprio alinhamento ideológico de que os heróis não deveriam ter liberdade total para agir sem a jurisdição e a permissão dos governos, especialmente após tantas tragédias causadas indiretamente pelos Vingadores. Ainda assim, ela acaba mudando de ideia ao fim do filme e ajuda o Capitão América a fugir junto de seus aliados.

Embora o filme tenha muitos personagens, todos têm seu grande momento de destaque e com Natasha Romanoff não é diferente. Aqui, nós vemos toda a luta moral da personagem com seus próprios princípios e ideias, mas ao fim vemos ela fazer o que acredita ser certo para poder salvar não apenas os Vingadores, mas também um homem inocente - o Soldado Invernal.

Imagem de capa do item

Vingadores: Guerra Infinita

Em Vingadores: Guerra Infinita, descobrimos que boa parte dos heróis estão fugindo dos Acordos de Sokóvia e vivem clandestinamente, fazendo missões pelo mundo enquanto evitam Tony Stark. Porém, todos eles são forçados a se unir assim que Thanos e a Ordem Negra atacam a Terra em busca das Joias do Infinito.

A Viúva Negra é uma das heroínas que se mantém ao lado de Steve Rogers e faz de tudo para defender o planeta dessa invasão. No clímax, ela viaja para Wakanda, o país africano sitiado pelos exércitos do Titã Louco. Lá, ela auxilia a Feiticeira Escarlate, Okoye e outros heróis a rechaçar a invasão, mas perde a guerra quando Thanos pega a última Joia do Infinito e conclui seu plano.

Nesse filme, vemos a Viúva Negra com um visual radicalmente diferente do que estamos acostumados. Ela está com cabelos loiros e uma roupa verde (que deve ter um papel fundamental no filme solo da heroína). Porém, aqui vemos uma Vingadora de verdade tentando de tudo para impedir um vilão de realizar uma catástrofe completa. Ela tem ótimos momentos no longa.

Imagem de capa do item

Vingadores: Ultimato

E isso nos leva diretamente a Vingadores: Ultimato. 5 anos se passaram desde que Thanos dizimou metade das vidas de todo o universo. Agora, poucos heróis ainda tentam fazer algo para reverter a situação, e a Viúva Negra é uma delas. Assumindo o posto de liderança dos Vingadores, ela não desiste de sua missão e ajuda os heróis a se reunirem.

Porém, o destino acaba sendo bem trágico com Natasha. Quando ela volta no tempo para recuperar a Joia da Alma em Vormir ao lado de Clint Barton, a heroína descobre que precisará se sacrificar para conquistar a vitória - e ela faz isso sem pensar duas vezes, se atirando de um penhasco e dando a sua própria vida para que os heróis tenham uma chance de virar o jogo.

É um pouco triste pensar que esse tenha sido o fim da personagem - levando em consideração que, até a metade do filme, Natasha se mostrava uma líder inspiradora e muito dedicada. Podemos ver nitidamente como ela evoluiu de uma espiã para uma heroína completa, e é por isso que seu sacrifício é tão desolador (até porque com o Clint ali, ela realmente não precisava morrer).

Imagem de capa do item

Filme solo

Agora, muitos ainda podem se questionar sobre como a Viúva Negra vai ganhar seu próprio filme solo se ela já morreu em Ultimato, e a resposta é bem simples: o longa vai se passar entre os eventos da Guerra Civil e a Guerra Infinita, quando Natasha vivia clandestinamente, tentando fugir do governo norte-americano.

Sabemos que ela vai acabar encontrando algumas figuras bem importantes de seu passado, como Yelena Belova e o Guardião Vermelho, e terá que ajudá-los a enfrentar uma grande conspiração envolvendo sua própria origem, a Sala Vermelha e outras Viúvas Negras. Essa será a despedida oficial da personagem, fechando seu ciclo no MCU com uma aventura solo.

Porém, há rumores de que o filme está preparando terreno para que Yelena Belova (a personagem interpretada por Florence Pugh) seja introduzida como a nova Viúva Negra do MCU, tomando o lugar de Natasha. E mesmo que isso seja verdade, será bem interessante ver um filme recheado de ação e espionagem, o que sempre esteve no sangue da nossa Viúva Negra original.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux