Capa da Publicação

Supergirl – Easter Eggs e referências de “Bizarro”!

Por Márcio Jangarélli

Tiveram outras referências, além dessa,  para os fãs caçarem durante o episódio? Teve sim!

Fonte: ComicBook

Imagem de capa do item

Frankenstein

“Está viva” ou “Está vivo” (It’s alive) é uma das primeiras coisas que Max Lord diz depois de restaurar a consciência de Jane Doe.

Claro, existem vários elementos do Frankenstein no Bizarro, tanto aqui, quanto nos quadrinhos. Os personagens geralmente são colocados como algo mais “simples” que mau e causam um certo sentimento de empatia.

Imagem de capa do item

Prometheus

Max não consegui ficar com apenas uma referência literária.

É da obra Prometheus Unbound, de Percy Shelley, que ele tira algumas falas sobre Bizarro e o nome do laboratório onde ele a cria. Max também tira daí a inspiração por tentar superar a Supergirl com alguém que ele pode controlar.

Nessa obra, o personagem do título desafia os deuses e dá o fogo para humanidade e, por isso, é condenado ao tormento eterno nas mãos de Zeus.

Algo parecido com a prisão no final do episódio, talvez?

Imagem de capa do item

Prometheus II

Também, Prometheus é o nome de um vilão criado por Grant Morrison para a Liga da Justiça.

É pouco provável que essa seja uma das referências, mas como ele é um vilão da DC bem conhecido, vale a pena mencionar.

Imagem de capa do item

O bondinho

Salvar um bondinho é uma das obrigações de ser um super-herói, claro.

Desde que as histórias estão situadas em cidades grandes, o trânsito é um alvo frequente dos malvados, e um lugar onde os super-heróis sempre encontram serviço. Para muitos fãs, o resgate mais memorável de um bonde foi no Homem-Aranha do Sam Raimi, mas tem um bem interessante em Reino do Amanhã.

Lá, Superman teve que salvar um bonde que foi posto em perigo por outros autointitulados super-heróis.

Imagem de capa do item

Bizarro

Outro episódio com a referência logo no título.

A nova aventura da Supergirl trouxe uma encarnação de um dos heróis mais conhecidos do Superman, o Bizarro, criado em 1958, mais conhecido por sua versão pós-crise, onde ele é um clone imperfeito do Homem de Aço, criado por Lex Luthor, porém, várias versões do Bizarro já andaram por aí, incluindo a história do Mundo Bizarro, quando o clone do Superman, junto de uma versão Bizarro da Lois, encontram um planeta em formato de cubo e criam lá seu próprio mundo. Já houve até uma versão da Liga da Justiça Bizarro.

Imagem de capa do item

Kriptonita Azul

As balas usadas para derrubar a Bizarro e as luzes que mantiveram ela incapacitada? Azuis.

Então, o que é a Kriptonita Azul?

Em Smallville, ela tirava os poderes de Clark. Em Super-Amigos, ela revertia os efeitos da Kriptonita vermelha no Superman.

Na pós-crise das infinitas terras, ela foi criada quando o Superman usou o Raio Duplicador Bizarro em um pedaço de Kriptonita Verde. Nessa versão, ela só afeta Bizarros.

Na pós-crise, a Kriptonita Azul é o oposto da verde – ela faz os Bizarros ficarem super-inteligentes. Com os eventos da Crise Infinita, ela voltou a ter o mesmo efeito que a Kriptonita verde tem no Superman.

Imagem de capa do item

Midvale

Essa não é a primeira vez que Midvale apareceu; já foi mencionada algumas vezes na série.

Midvale é um subúrbio de Metropolis onde o Superman pré-crise deixou a Supergirl em um orfanato.

Imagem de capa do item

Opal City

Opal City, a casa do Starman, já foi referenciada algumas vezes em Arrow e The Flash, mas nunca foi vista.

Imagem de capa do item

"Truth, Justice and the American Way"

A referência de Max para “Truth, justice na the American way” é uma ponte direta para um dos bordões mais famosos do Superman.

Imagem de capa do item

Clemência Negra

Apenas um gostinho no final do episódio, mas conseguimos ver a Clemência Negra – a flor que se prende no Superman na história clássica de Alan Moor e Dave Gibbons “Para o Homem que Tem Tudo”.

Nessa história, Mongul – um déspota espacial – engana o Superman, fazendo-o abrir um presente, no seu aniversário, que continha uma Clemência Negra. A planta o deixa inconsciente e o dá o que seu coração mais deseja: uma Krypton que não tenha explodido e uma família feliz em casa.

Já sabemos o que está por vir para Kara, certo?

Imagem de perfil
Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.