Capa da Publicação

Super Mario: 10 melhores jogos da franquia da Nintendo

Por Raphael Martins

Hoje pode parecer algo impossível, mas a indústria dos games quase acabou completamente no início dos anos 80. Com o mercado saturado de jogos de qualidade duvidosa, tudo acabou implodindo, e teria continuado assim se a Nintendo e seu console de 8 bits não virassem o jogo, com o perdão do trocadilho.

E o herói dessa virada tem nome: Mario. O jogo original do encanador bigodudo, lançado em 1985, estabeleceu os padrões do gênero plataforma, transformou a Nintendo em uma superpotência dos vídeo games e virou o “rosto” dessa mídia no mundo inteiro por muito tempo. E agora, ele está prestes a completar 35 anos. O tempo voa!

Nessa lista, escolhemos os 10 melhores títulos do personagem em vários consoles diferentes. Faltou algum? Fala pra gente nos comentários!

Imagem de capa do item

Super Mario Bros. 3

Lançado em 1988, Super Mario Bros. 3 pegou tudo o que tinha dado certo nos dois primeiros games da série e levou para o próximo nível, apresentando pela uma série de novidades interessantes e novas mecânicas de jogo, como várias roupinhas que davam habilidades diferentes ao herói.

Este foi um dos títulos mais vendidos da história da franquia. Só no Nintendinho, foramdezessete milhões de cópias! Até hoje é considerado um dos melhores jogos já feitos.

Imagem de capa do item

Super Mario All Stars

O que pode ser melhor que os três primeiros jogos da franquia? Remakes de todos eles, juntos em um único cartucho! Isto é Super Mario All Stars, lançado para o Super Nintendo em 1993.

Além de novos arranjos para as músicas, gráficos atualizados e muito mais cores, também foi implementado um sistema de salvamento, algo inexistente no NES. Havia ainda um jogo bônus: o impossível Super Mario Bros.: The Lost Levels, que tem um nível de desafio altíssimo.

Imagem de capa do item

Super Mario Maker 2

E se você pudesse criar suas próprias fases de Super Mario Bros.? Bom, você pode! Super Mario Maker possibilitava isso no Wii U, e sua sequência, lançada para o Switch, trouxe ainda mais recursos para sua diversão.

São milhares de opções de elementos de cenário, inimigos, sprites e músicas de vários jogos da série, tudo somado a uma interface de fácil compreensão para que você de asas à imaginação e crie a fase perfeita. E ainda dá para compartilhá-la com o mundo via recursos online.

Imagem de capa do item

Super Mario World 2: Yoshi's Island

Por incrível que pareça, dos melhores jogos do Mario nem ao menos tem o bigodudo como protagonista. Ao invés disso, é Yoshi quem comanda a ação, mas o herói ainda é extremamente importante na aventura.

Em Yoshi's Island, sua missão é proteger o Mario, que aqui é só um bebezinho, e levá-lo em segurança até seu destino. O game oferece mecânicas bem bacanas, como jogar ovos nos inimigos e se transformar em veículos para prosseguir pelas fases. Fez tanto sucesso que virou uma série própria!

Imagem de capa do item

Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars

Em 1996, o Super Nintendo já estava no fim da vida, mas iria se despedir em grande estilo com Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars.

Desenvolvido pela Square Soft, a mesma da franquia Final Fantasy, este foi o primeiro RPG com os personagens da série, oferecendo uma experiência de jogo diferente de qualquer outra coisa vista na série até então. O título envelheceu muito bem e até hoje ainda vale a pena jogar!

Imagem de capa do item

Super Mario 3D Land

Super Mario 3D Land aproveitava ao máximo a capacidade de apresentar imersão tridimensional do portátil 3DS, fazendo os jogadores mergulharem de cabeça no reino dos cogumelos na companhia do encanador bigodudo.

Os gráficos são bastante impressionantes para os padrões do portátil, e o estilo de jogo todo em 3D por si só oferece uma nova camada de desafio às fases, indo além do estilo plataforma que consagrou a franquia.

Imagem de capa do item

Super Mario 64

Super Mario 64 representou um salto geracional enorme para a franquia, levando o personagem e seu mundo para o 3D pela primeira vez e alavancando as vendas do Nintendo 64 em seu lançamento.

Jogar este game foi uma experiência e tanto na época, e continua sendo mais de 20 anos depois de seu lançamento. Mas a profundidade não estava apenas nos gráficos tridimensionais: não bastava passar de fase, havia também uma série de missões-extra a serem realizadas para liberar níveis posteriores. Exploração em um Super Mario? Trabalhamos!

Imagem de capa do item

Super Mario Galaxy 2

O primeiro Super Mario Galaxy foi um dos carros-chefe do Wii em seu começo de ciclo. O segundo, que veio alguns anos depois, melhorou o que já era perfeito.

São ainda mais mundos a serem visitados, novos personagens apresentados, como a bela Rosalina, uma trilha sonora belíssima conduzida por uma orquestra e a adição de Yoshi deixa tudo ainda melhor.

Imagem de capa do item

Super Mario Odyssey

A mais nova aventura do mascote da Nintendo também é uma das melhores já feitas até hoje! Em Super Mario Odyssey, o herói bigodudo viajará à bordo de uma nave espacial por 17 reinos, cada um bastante diferente do outro, alguns até bem menos fantasiosos do que estamos acostumados.

Como não poderia deixar de ser, há uma mecânica de jogo inovadora neste título também. Agora, Mario pode usar seu chapéu para "possuir" inimigos e objetos do cenário para prosseguir na aventura, o que resulta em situações curiosas e por vezes muito engraçadas.

Ah, e a namorada original do herói dos tempos de Donkey Kong, Pauline, faz seu retorno triunfal neste game, cantando a música-tema da aventura!

Imagem de capa do item

Super Mario World

E finalmente, temos o clássico dos clássicos, que segue insuperável dentro do coração de milhões de fãs há quase 30 anos: Super Mario World, lançado para o Super Nintendo em 1990.

Apresentando um salto geracional sem precedentes para a época, o game introduzia novos power-ups e inimigos, uma quantidade absurda de fases, um monte de segredos muito bem escondidos e gráficos e sons como nunca vistos antes. Foi o jogo mais vendido do console, com 20 milhões de cópias vendidas em todo o mundo.

Imagem de perfil
Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael