Os 12 finais mais surpreendentes da história do cinema!

Capa da Publicação

Os 12 finais mais surpreendentes da história do cinema!

Por Gus Fiaux

Gostaríamos de mencionar que sim, essa lista está repleta de spoilers do mais alto nível. Se não viu algum dos filmes mencionados e não quer saber de detalhes da trama, pule para o slide seguinte ou então saia da página enquanto ainda dá tempo. Estão avisados!

Ah, e apenas outro aviso: essa é uma lista pequena, então muitas coisas ficaram de fora, de fato. Não pense que foram esquecidos filmes como Se7en, Oldboy, Os Suspeitos, A Coisa, Os Outros e por aí vai… talvez possamos, no futuro, fazer uma segunda parte da lista, então deixe nos comentários suas sugestões, mas lembrando-se sempre da boa educação. 

Imagem de capa do item

O Nevoeiro

Baseado em um livro de Stephen King, o Nevoeiro conta com um dos finais mais impactantes da história do cinema: enquanto em um supermercado, névoas estranhas começam a invadir a Terra, liberando uma quantidade absurda de monstros. Um homem, seu filho, um interesse amoroso e dois idosos conseguem escapar e logo fazem um pacto: se nada passasse, o homem (brilhantemente interpretado por Thomas Jane) mataria todos e depois se suicidaria. Então é o que ele faz. E logo após matar o próprio filho, a névoa passa e tudo volta ao normal. Frio e revoltante, mas sem dúvida, surpreendente.

Imagem de capa do item

Bonnie e Clyde

A realidade que esse filme traz chega a ser quase sádica: ao seguir a história de um casal de bandidos, Bonnie e Clyde, o público é induzido a gostar dos personagens, mesmo eles não sendo mocinhos ou sequer pessoas boas...

... e eis que o filme termina com os dois sendo brutalmente metralhados. Condizente com o roteiro do filme, não deixa de ser um final chocante.

Imagem de capa do item

Amnésia

Um dos primeiros, e talvez melhores trabalhos de Christopher Nolan, Memento (porcamente traduzido como Amnésia no Brasil), traz um homem (Guy Pearce) com um problema pós-traumático que o impede de lembrar de coisas por muito tempo. Várias vezes o filme corta para um casal cujo homem possui um problema similar... e eis que descobrimos que esse homem é o próprio Guy Pearce.

E não é apenas isso! Ele acaba incriminando um parceiro para que, no futuro, ele mesmo possa matá-lo.

Chega até ser uma trapaça colocar esse filme na lista, pois ele é editado de forma a sobrepor duas histórias paralelas: uma que se passa ao contrário e outra em ordem normal... então o final do filme seria o meio, na verdade.

Imagem de capa do item

Donnie Darko

Realizado com um baixo orçamento e ganhador de uma parcela fiel de seguidores, Donnie Darko é um filme que por si só é surpreendente graças a sua complexa trama de ficção científica.

Uma noite, Donnie Darko é misteriosamente acordado por um homem numa fantasia de coelho, que o faz sair de casa e diz que o mundo está prestes a acabar em menos de um mês. Donnie ainda não sabe, mas nesse exato momento, em sua casa, uma turbina de avião cai exatamente em seu quarto. O tempo passa e Donnie se envolve com uma moça, chegando a levá-la ao cinema, onde descobre que o rapaz da fantasia de coelho teve o olho ferido.

No final do filme, a namorada de Donnie é atropelada... por um cara numa fantasia de coelho, que Donnie mata ao atirar no olho! E voltando para casa, uma anomalia temporal faz com que a turbina do avião em que está a mãe e a irmã mais nova de Donnie acabe sendo arrancada, caindo no quarto de Donnie no início do filme e o matando. Confuso, não? Imagine o filme inteiro.

Imagem de capa do item

O Bebê de Rosemary

Um bom filme de terror é aquele que brinca com o psicológico dos personagens e do público. Aqui não é diferente. Em O Bebê de Rosemary, Mia Farrow vive a personagem homônima, que começa a achar que seu filho é resultado de um complô de seu marido e de seus vizinhos para trazer o filho do demônio ao mundo... porém, tudo isso é jogado de modo que o público pense que Rosemary está, na verdade, enlouquecendo.

E no final do filme, vemos ela sendo sequestrada e dando a luz em uma sociedade secreta satânica...

Imagem de capa do item

Psicose

Um clássico do suspense, Psicose tem um final que surpreende até hoje, mesmo você já sabendo de spoilers da trama. O filme tem duas reviravoltas principais ao longo da trama que são de fazer cair o queixo de qualquer um. Primeiro, a protagonista do filme (até então) é assassinada a facadas pela mãe de Norman Bates, o gerente do motel onde ela estava hospedada...

E no final descobrimos que a mãe de Norman está morta há anos, e que Norman, na verdade, é o assassino, usando as roupas de sua mãe.

Imagem de capa do item

Planeta dos Macacos

Cientistas são mandados para o espaço em uma missão, e acabam em um planeta estranho habitado por símios inteligentes. Após entender o sistema de governo e todo o resto, os cientistas conseguem fugir e vagar pelo mundo recém descoberto... quando, de repente, eles encontram as ruínas da Estátua da Liberdade... aquele planeta era a Terra!

Imagem de capa do item

O Homem Duplicado

Jake Gyllenhaal vive um professor de história deprimido que, ao ver um filme, descobre um ator que é idêntico a ele. Logo os dois se envolvem em uma trama por esse mistério, e a mando do autor (agora apaixonado pela namorada do outro), o professor troca de lugar com ele e vai para seu apartamento, onde está a esposa grávida de seu clone...

No final do filme, ao procurar pela mulher, o professor entra em um quarto e se depara com... uma aranha gigante! Créditos

Partindo de uma trama já complicada, esse filme tem um final misterioso e até odiado por alguns. Eu particularmente adoro, e acho inclusive um dos melhores finais do cinema... mas depende muito de sua interpretação da história.

Imagem de capa do item

A Bruxa de Blair

Outro clássico do terror que mexe muito mais com o psicológico do que com sustos baratos, a Bruxa de Blair também faz questão de impor uma certa ambiguidade na trama... que dura até a metade do filme.

Quando um dos jovens do grupo some misteriosamente, resta aos dois procurarem pelo amigo desaparecido, e acabam presos em uma casa, onde outro desaparece. A menina do grupo então filma o próprio rosto contra uma parede cheia de marcas ensanguentadas de mãos de crianças, e a câmera simplesmente cai.

Assustador e ao mesmo tempo troll (afinal de contas, você nunca vê a Bruxa), o final de A Bruxa de Blair é marcante em todos os sentidos possíveis.

Imagem de capa do item

O Império Contra-Ataca

Poderia falar bastante sobre o final do incrível segundo capítulo da trilogia Star Wars... mas é um clássico obrigatório que todos já viram - ou deveriam.

"No. I am your father."

Imagem de capa do item

Clube da Luta

O personagem de Edward Norton encontra Tyler Durden (Brad Pitt) e acabam formando um clube de lutas clandestinas... até que as coisas fogem do controle e Tyler passa a comandar um grupo criminoso. O personagem de Edward Norton descobre isso e vai atrás de Tyler, e é quando descobre que...

ELES SÃO A MESMA PESSOA.

E se não bastasse isso, Norton/Tyler ainda dá um tiro na própria boca para "matar" sua personalidade maligna.

Imagem de capa do item

2001: Uma Odisseia no Espaço

Amplo para uma infinidade de interpretações, o final de 2001 é por vezes dito como o mais confuso da história do cinema.

Após uma missão que dá terrivelmente errado, o Dr. David Bowman descobre os propósitos de seus chefes e do robô auxiliar da nave, HAL 9000, mas acaba sendo puxado para um vórtex colorido e acaba em um local que se assemelha a uma mansão terrestre. Lá, ele entra em contato com um objeto presente na trama do filme desde o início e envelhece, virando, ao final do filme, um ser completamente novo, uma Criança das Estrelas.

Um final completamente metafórico para a evolução, mas ainda assim, surpreendente.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux