Capa da Publicação

Os 10 melhores momentos de Severo Snape nos filmes de Harry Potter!

Por Gus Fiaux

Por ser uma lista focada nos filmes, alguns momentos excelentes dos livros devem ficar de fora, mas isso não significa que eles sejam menos importantes ou potentes quanto os momentos aqui listados.

Imagem de capa do item

"Você tem os olhos de sua mãe" (Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2)

Um dos momentos mais emocionais de toda a série é quando vemos Snape ser assassinado pelas mãos de Voldemort, que achava que ele era detentor da Varinha das Varinhas. Voldemort faz questão de cortar a jugular de Snape e deixa que Nagini finalize o serviço.

Logo em seguida, Harry, Rony e Hermione, que ouviram toda a cena, entram nas docas para ver o estado de Snape. À beira da morte, o professor pede que Harry guarde uma de suas lembranças e a despeje na Penseira, logo antes de dizer a famosa frase que sempre é dita a Harry, e por fim falecer.

Imagem de capa do item

A Corça Prateada (Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 1)

Mesmo tendo que agir como um Comensal da Morte fiel a Voldemort, Snape jamais deixou de ser um agente duplo de Alvo Dumbledore. Em um dado momento, ele usa seu patrono - uma corça, representando o amor que sentia por Lílian Potter - para ajudar Harry a encontrar a Espada de Grifinória e destruir outra Horcrux.

Isso não apenas ajuda o Menino que Sobreviveu a chegar mais perto de destruir Voldemort, como também o aproxima novamente de Rony, que havia fugido sob a influência maligna da Horcrux.

Imagem de capa do item

Snape versus Minerva (Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2)

Em um dos confrontos que dá início à Batalha de Hogwarts, Harry consegue se infiltrar perfeitamente no castelo, e quando todos os alunos são chamados ao Salão Principal para uma minuciosa inspeção, ele se revela, trazendo consigo toda a Ordem da Fênix restante.

Nesse momento, Minerva McGonagall se põe à frente de Harry e começa uma disputa com Snape. O até então Diretor de Hogwarts fica visivelmente controlado, disposto a não machucar a diretora da casa da Grifinória, e no processo, ainda faz com que dois bruxos malignos sejam nocauteados, antes de fugir para mater o disfarce.

Imagem de capa do item

Página 394 (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban)

Um momento marcante da série se dá quando Lupin fica indisposto para dar aula de Defesa Contra as Artes das Trevas e Snape assume seu lugar. É um momento curioso, pois o professor resolve ensinar aos alunos sobre lobisomens, mesmo que o assunto ministrado por Lupin seja outro completamente diferente...

Assim sendo, Hermione logo descobre que Lupin é, na verdade, um lobisomem, graças à aula de Snape. Isso ajuda ela e Harry a compreenderem e escaparem do professor depois.

Imagem de capa do item

Avada Kedavra (Harry Potter e o Enigma do Príncipe)

Em um momento particularmente decisivo, Dumbledore acaba usando o anel de Servolo Gaunt, após descobrir que este continha uma das Relíquias da Morte, para poder rever sua falecida irmã. Contudo, a maldição da Horcrux acaba sendo despejada em sua mão, que começa a apodrecer lentamente. Sabendo o que o futuro reservava, ele em segredo arquiteta um plano com Snape.

Snape deveria se tornar um agente duplo de Dumbledore, conquistando a confiança de Voldemort. Para isso, ele precisaria matar o Diretor de Hogwarts, e é exatamente isso que ele faz, na frente de vários Comensais da Morte e do próprio Harry Potter.

Imagem de capa do item

Oclumência (Harry Potter e a Ordem da Fênix)

Durante o quinto ano letivo de Harry em Hogwarts, ele passa a ser atormentado com visões plantadas por Voldemort em sua mente. Dumbledore logo tem ciência de que o vilão está usando Legilimência - a habilidade de ler mentes - em Harry, e manda Snape dar aulas sobre como bloquear a própria mente a Harry.

Em uma série de momentos assustadores para Harry, ele tem suas memórias lidas por Snape, antes de se rebelar e fazer o feitiço do professor sair pela culatra, lendo memórias impactantes a respeito do passado de Snape e a relação dele com seu pai, Tiago.

Imagem de capa do item

Entrada triunfal (Harry Potter e a Pedra Filosofal)

Todo bom personagem tem uma apresentação colossal, e com Snape não é diferente. Assim que Harry chega a Hogwarts, ele fica intrigado com o professor alto e esguio, de cabelos escuros e escorridos, que o encara no Salão Principal, durante a cerimônia de abertura do ano letivo.

Quando vai para a primeira aula de poções, Harry se depara com um professor ameaçador e odioso, disposto a tudo para humilhá-lo e tirar pontos da Grifinória. Com essa e muitas outras "provas", não é surpresa achar que Snape estaria por trás do roubo da Pedra Filosofal, mesmo não estando.

Imagem de capa do item

O professor defensor (Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban)

Harry e seus amigos podem ter quebrado todas as regras possíveis durante o terceiro ano em Hogwarts, e isso por si só já daria motivos suficientes para Snape querer a expulsão dos três, mas ao contrário do que se imagina, ele os segue e ainda tenta salvá-los.

Ainda que completamente equivocado sobre a índole de Lupin e Sirius Black, Snape vai atrás dos alunos e dos Marotos na Casa dos Gritos, onde é deixado inconsciente por Harry. Ainda assim, depois que recobra a consciência e Lupin se transforma em lobisomem, ele se põe entre os alunos e a criatura, disposto a defendê-los.

Imagem de capa do item

"Eu sou o Príncipe Mestiço" (Harry Potter e o Enigma do Príncipe)

Depois de um ano utilizando um livro de Poções pertencente ao Príncipe Mestiço, Harry se torna cada vez mais curioso para descobrir a identidade do antigo dono. Suas suspeitas fazem-no pensar até mesmo em seu pai, mas ao utilizar um feitiço terrível em Draco Malfoy, ele resolve descartar o livro, para que ninguém mais possa achá-lo.

Ao final, depois que Snape mata Dumbledore, Harry decide seguir seu ex-professor de Poções, e ao confrontá-lo com o mesmo feitiço, aprendido no livro, Harry é desarmado. Então Snape se volta para ele e faz a revelação: ele é o Príncipe Mestiço. E nada que ele criou pode ser usado contra ele. Um momento verdadeiramente impactante na saga.

Imagem de capa do item

"Depois de todo esse tempo?" (Harry Potter e as Relíquias da Morte - Parte 2)

Se a morte de Severo foi um momento altamente emocional, o que dizer das descobertas que Harry faz através de suas memórias na Penseira. Aqui vemos um lado completamente inexplorado do professor sempre melancólico e inexpressivo.

Reconhecemos um Severo apaixonado por Lílian. Frágil e rastejando pela ajuda de Dumbledore após perceber que Voldemort faria de tudo para matar a mulher que amava. E é claro, a cena terrível dele com o cadáver de Lílian nos braços. O juramento por proteger Harry e, na hora certa, lhe mostrar o caminho para a derrota de Voldemort. Definitivamente, o melhor momento de Snape.

"Sempre"

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux