Capa da Publicação

Os 10 melhores líderes dos X-Men nas HQs!

Por Gus Fiaux

Os mutantes sempre representaram uma facção muito importante do Universo Marvel. Através dos X-Men, a editora sempre pôde abordar questões relacionadas ao preconceito e à intolerância, criando herói muito importantes para as minorias. E, obviamente, eles sempre tiveram líderes fenomenais.

Nesta lista, estamos relembrando os 10 melhores líderes dos X-Men nos quadrinhos. Foram mutantes que ajudaram a equipe a passar pelos piores momentos, e que também ganharam mais espaço liderando grupos derivados e outras subdivisões dos Filhos do Átomo!

Esta lista é uma sugestão do fã @gabriel_victhor em nosso Instagram. Não deixe de mandar suas ideias de temas de lista para nós!

Créditos: Marvel Comics

Imagem de capa do item

Wolverine

Você pode ficar surpreso em ver o Wolverine em uma posição tão baixa nesta lista. Infelizmente, mesmo tendo servido como um bom líder em algumas equipes, o herói mutante sempre foi melhor enquanto apostava na figura de lobo solitário. Isso não o impediu, no entanto, de carregar a bandeira do sonho de Charles Xavier.

Seu maior momento se deu quando ele e Ciclope brigaram feio sobre a direção que estavam tomando com a vida de jovens mutantes. Provando que se importava com o bem-estar de crianças, ele provocou o Cisma, e se mudou para Nova York novamente, onde reabriu uma escola para ensinar novamente, sem ter a postura militarizada de Scott Summers.

Imagem de capa do item

Vampira

A Vampira pode não ser a mutante com o passado mais puro, mas certamente se estabeleceu como uma importante integrante dos X-Men, desde que passou por sua jornada de redenção após trabalhar na Irmandade dos Mutantes da Mística. Posteriormente, ela chegou a liderar a equipe vista em X-Men Legacy.

Como líder, Vampira se provou uma heroína e tanto, mostrando que sabe lidar com poderes que não a favoreceram. Ela também se tornou uma ótima aliada de heróis mais jovens, como Hope Summers e sua equipe de Luzes. Sua maior habilidade é justamente a forma como ela consegue se identificar e relacionar com seus subordinados.

Imagem de capa do item

Kitty Pryde

A heroína conhecida por sua capacidade de atravessar paredes, Kitty Pryde pode ser uma novata no quesito liderança, mas já é uma integrante dos X-Men desde que era uma criança, o que fez com que toda sua vida fosse moldada por sua experiência na equipe. A partir daí, ela foi muitas coisas: professora, co-diretora do Instituto Jean Grey e, agora, líder.

Comandando a Equipe Dourada atual, ela têm se provado muito firme no sonho de Charles Xavier, e tem buscado, acima de tudo, uma coexistência pacífica. Contudo, ela sabe que não pode viver em uma utopia, e está fazendo de tudo para se provar digna de liderar seus próprios X-Men, enquanto enfrenta desafios cada vez mais inumanos.

Imagem de capa do item

Psylocke

Psylocke não teve lá a mais simples das histórias de origem. A irmã do Capitão Britânia passou por momentos assustadores, desde perder seus olhos a ganhar um novo corpo - dessa vez, de uma assassina japonesa. Desde então, a mutante psiônica sempre teve uma vida dura e cercada de disciplina, o que acabou a transformando em uma líder útil.

Quando os mutantes se alojaram em Utopia, logo foi formada uma equipe de segurança, reformando a X-Force, para que os heróis pudessem ter a chance de revidar ataques antes mesmo de chegar aos X-Men. Nessa época, Betsy Braddock provou todo seu valor, mostrando-se uma líder certeira, sem pensar duas vezes na hora de tomar decisões difíceis.

Imagem de capa do item

Jean Grey

Temos aqui um caso bem especial, uma vez que as duas versões de Jean Grey atuais conseguiram mandar muito bem na hora de provar sua liderança entre os heróis mutantes. De um lado, a jovem Jean mudou todo seu futuro e se tornou a líder de campo necessária para a Equipe Azul dos X-Men, composta pelos mutantes trazidos do passado pelo Fera.

Do outro, a Jean ressuscitada começou sua jornada para salvar o futuro da espécie mutante - especialmente enfrentando uma inimiga tão diabólica e pavorosa quanto Cassandra Nova. Agora, ela lidera a Equipe Vermelha, uma outra subdivisão mutante. E mesmo nunca tendo liderado nenhum grupo antes, ela tem se mostrado implacável em seu novo cargo.

Imagem de capa do item

Emma Frost

De uma telepata para outra, Emma Frost é uma líder incontestável, por mais que muitos mutantes - e até mesmo alguns leitores - não deem o crédito devido a ela. Uma professora em essência, Emma pode ter ganhado toda a postura sombria como Rainha Branca do Clube do Inferno. Contudo, ela sabe como lidar com mutantes da melhor forma possível.

Ela não apenas liderou a Geração X, como também serviu de chefe em algumas missões na época em que Ciclope comandava tudo. E em ambos os casos, Emma mostrou-se perfeita quando o assunto é liderança. Ela sempre fez de tudo para que seus alunos pudessem usar todo seu potencial, e chegou a puxar as rédeas da equipe no inevitável confronto contra os Inumanos.

Imagem de capa do item

Tempestade

Integrante da equipe desde a Segunda Gênese, a mutante africana conhecida como Tempestade sempre foi uma das opções de Charles Xavier para assumir a liderança, sempre que fosse necessário. Ela sempre esteve pau a pau com Ciclope em termos de comando, e nunca deixou a desejar como líder tática.

Assumindo o controle da Equipe Dourada nos anos 90, e até mesmo de alguns outros grupos antes e depois disso, Ororo Munroe se tornou uma referência em termos de liderança. Uma pena que seu grupo mais recente, os Extraordinários X-Men, tenham sofrido - embora a culpa tenha sido mais do roteirista do que de suas habilidades de chefia.

Imagem de capa do item

Magneto

Erik Lensherr pode não ser o aliado mais constante dos mutantes, sempre andando na corda bamba entre o seu lado vilanesco e suas atitudes heroicas, em prol da sobrevivência mutante. Ele já foi trazido para liderar várias equipes - algumas até a pedido de seu maior rival, Charles Xavier. E por mais que as experiências sempre fossem traumáticas, ele sempre foi um excelente líder.

Basta notar toda sua carreira ao lado da Irmandade dos Mutantes. Não fosse um grande líder, ele nunca teria conseguido, por exemplo, reunir os mutantes em Genosha. Durante sua fase nos X-Men, ele teve altos e baixos, mas as experiências mais recentes, com a Equipe Dourada e com os Fabulosos X-Men mostram o quanto ele é certeiro em seu comando.

Imagem de capa do item

Professor X

Em segundo lugar, não podíamos deixar de citar o grande fundador dos X-Men, cujos ideais ainda são os porta-bandeiras para o legado da equipe. Desde cedo, Charles Xavier teve um sonho de ver mutantes e humanos coexistindo pacificamente. A partir disso, ele começou a reunir uma equipe que pudesse transformar esse sonho em realidade.

Ao longo dos anos, o Professor X mostrou-se um líder crucial para os Filhos do Átomo, de modo que é impossível desassociá-lo do restante da equipe mutante. Mesmo agora, anos após sua morte, a vida de Xavier representa o que há de mais puro na equipe, e mostra que o legado pacifista deve continuar!

Imagem de capa do item

Ciclope

Porém, o primeiro lugar precisa passar para o primeiro aprendiz de Charles Xavier. Um mutante franzino, que logo se transformou no rosto da revolução, Scott Summers é o melhor líder que os X-Men já tiveram, e será muito difícil encontrar outro mutante que consiga superá-lo, levando em conta todo seu trabalho nas últimas duas décadas.

O Ciclope veio não apenas para realizar o sonho de Xavier, como também para mostrar que Magneto nunca esteve errado. Ele foi o único líder que conseguiu unir todos os mutantes sob uma única nação, Utopia. E mesmo em seu momento mais sombrio, ele nunca deixou de lutar pela sobrevivência e pelos direitos dos mutantes.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux