Capa da Publicação

Os 10 maiores heróis da literatura fantástica!

Por Gus Fiaux

A fantasia é um dos maiores e melhores gêneros da literatura, englobando boa parte dos escritos da humanidade, desde sua origem. Há milênios, escrevemos sobre deuses, criaturas mitológicas, heróis e poderes sobrenaturais, o que acabou rendendo excelentes livros ao longo de nossa história.

Aqui, separamos os 10 maiores heróis da literatura fantástica. São personagens pertencentes a obras icônicas e que possuem um grande impacto na literatura de forma geral. No entanto, não estamos considerando figuras que surgiram através de contos, como o Rei Arthur, por exemplo – só temos espaço para personagens que foram escritos em sagas ou livros específicos.

Créditos: Divulgação

Imagem de capa do item

Lyra Belacqua

A trilogia Fronteiras do Universo pode não ser tão popular quanto outras desta lista, mas não deixa de ser um marco na fantasia moderna. Os livros de Philip Pullman vieram para trazer uma nova perspectiva sobre a igreja e nossa visão de mundo - ou melhor, mundos. E no meio de tudo isso, está Lyra Belacqua.

Introduzida no primeiro livro da série, A Bússola de Ouro, a menina, ao lado de seu astuto daemon Pantalaimon, é uma protagonista sem igual. Ela mergulhou de cabeça no mistério do e descobriu a verdade atrás do véu que separa os vários universos. E de quebra, é também extremamente esperta, o que lhe rendeu o apelido Língua de Prata.

Imagem de capa do item

Ali Baba

Nós temos a grande mania de olhar apenas para a cultura ocidental, e esquecer o que o oriente nos trouxe de importante. Felizmente, Ali Baba é um personagem que superou esse “apagamento”, e permanece firme como um dos grandes ícones da cultura árabe, tendo aparecido em um dos contos d’As Mil e Uma Noites.

Protagonista do conto Ali Baba e os Quarenta Ladrões, ele é um mercador pobre que, certo dia, descobre o mistério para uma caverna contendo um tesouro inimaginável, mas acaba enfrentando a ira de quarenta ladrões. Sua participação é tão expressiva que ele já esteve em diversos filmes e séries, e já inclusive foi mencionado em Aladdin.

Imagem de capa do item

Morgana Le Fay

Por mais que a personagem tenha surgido em um contexto mitológico e oral, como parte das Lendas Arturianas, a feiticeira Morgana Le Fay - irmã do Mago Merlin, e geralmente retratada como uma das maiores inimigas do Rei Arthur - ganhou uma roupagem completamente diferente e sensacional em As Brumas de Avalon.

Os livros de Marion Zimmer Bradley recontam as clássicas lendas da Távola Redonda do ponto de vista das mulheres. Aqui, vemos Morgana como uma bruxa destinada a salvar a cultura celta da onda cristã que quase devastou o paganismo na Europa. É uma nova visão sobre o conto clássico, e que apresenta uma heroína complexa e cheia de nuances.

Imagem de capa do item

Roland Deschain

Embora Stephen King tenha ficado mundialmente conhecido como o “mestre do horror contemporâneo”, o autor também nos presenteou com uma incrível contribuição para a fantasia, na forma de sua obra máxima: A Torre Negra, uma história épica sobre uma ameaça incontrolável que põe em jogo o futuro de todos os universos.

No centro disso tudo, descobrimos Roland, que é conhecido como o Pistoleiro. Muitos o veem como um anti-herói, devido à sua natureza bruta e seus ideais controversos. Mas na verdade, tudo o que ele quer é conseguir chegar à Torre Negra, para que possa salvar o mundo. É fortemente inspirado no Pistoleiro Sem Nome de Clint Eastwood.

Imagem de capa do item

Aslan

Em As Crônicas de Nárnia, somos apresentados a diversos personagens que podem funcionar como “heróis”, como os Irmãos Pevensie, o Príncipe Caspian e Eustáquio Mísero. No entanto, quando analisamos o contexto geral da obra de C.S. Lewis, não há como negar que o verdadeiro herói é o leão Aslan.

Um personagem alegórico - por mais que seu criador odiasse alegorias -, o felino representa a salvação de Nárnia e a derrota do mal - representado pela Feiticeira Branca ou por Tash, além de outros vilões. Ele sempre aparece quando os outros heróis estão em perigo, e sempre se demonstra bondoso, sincero e adorável, ainda que feroz.

Imagem de capa do item

Daenerys Targaryen

No universo de As Crônicas de Gelo e Fogo, é impossível determinar quem é herói e quem é vilão. Em vez disso, George R.R. Martin escreveu seres humanos complexos, com seus próprios interesses e vontades. Ainda assim, é loucura não reconhecer a parcela de heroísmo de Daenerys Targaryen, a mãe dos dragões.

Com uma história de vida trágica e pontuada por eventos terríveis, ela passou a seguir os passos de seus ancestrais, mas decidida a trazer paz para todos. Assim, ela conquistou boa parte do continente de Essos, e partiu para Westeros em busca do Trono de Ferro. Agora, veremos qual é o futuro que a personagem terá.

Imagem de capa do item

Samwise Gamgee

Outro universo fantástico muito rico foi o de O Senhor dos Anéis, criado por J.R.R. Tolkien. E agora, teremos que ser polêmicos, pois por mais que Frodo Bolseiro tenha sido incubido da missão de levar o Um Anel até a Montanha da Perdição, foi Samwise Gamgee que demonstrou heroísmo durante toda essa jornada suicida.

Originalmente um jardineiro, ele demonstra sua lealdade ao Bolseiro logo quando Gandalf o alerta do ressurgimento de Sauron. E durante toda essa viagem que cruza os limites da Terra-Média, ele sempre se mantém ao lado de seu mestre - por mais que Frodo estivesse sucumbindo ao poder do anel e à malícia de Gollum.

Imagem de capa do item

Aragorn

No entanto, a saga de O Senhor dos Anéis é muito grande para ser contada do ponto de vista de um único herói. E, dentre toda a Sociedade do Anel, quem mais merece destaque é Passolargo, o guerreiro sigiloso que posteriormente descobrimos ser Aragorn, filho de Arathorn e herdeiro de Isildur.

Enquanto Frodo precisa lidar com o Um Anel, Aragorn também precisa rechaçar a presença maligna de Sauron, mas também precisa redescobrir sua própria honra, se mostrando um rei digno, além de enfrentar o dilema do amor que sente por Arwen, uma elfa. Ao final da história, ele passa por uma grande transformação, tornando-se o rei de Gondor.

Imagem de capa do item

Harry Potter

Quando falamos na fantasia contemporânea, nenhuma saga salta mais aos nossos ouvidos do que Harry Potter, a história do jovem bruxo narrada por J.K. Rowling. Aqui, vemos um menino, marcado desde o berço pelo temível Lord Voldemort, precisando descobrir formas de derrotar esse inimigo letal e trazer paz ao Mundo Bruxo.

Harry Tiago Potter é um bruxo sem igual, que precisa contar com a ajuda de seus amigos, Rony Weasley e Hermione Granger, enquanto embarca na jornada de magia dentro de Hogwarts, uma escola para feiticeiros. No entanto, é sua fibra moral, seu sacrifício e sua capacidade de lutar pelos outros que o tornam uma figura inesquecível.

Imagem de capa do item

Ulisses

Já que estamos falando de heróis fantásticos, não podemos esquecer de um dos maiores - e primeiros protagonistas do gênero - o homem que deu vida ao conceito da Jornada do Herói. Qualquer lista desse tema não seria completa sem a presença de Odisseu - ou Ulisses -, o protagonista da Odisséia de Homero.

Vemos aqui a jornada do rei de Ítaca, retornando à sua ilha após o fim da Guerra de Tróia. No entanto, a viagem de Ulisses demora dez anos, nos quais ele confronta os mais inimagináveis perigos, em uma história que mescla acontecimentos reais com a mais clássica mitologia greco-romana.

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux