Easter eggs, referências e piadas internas em Vingadores: Era de Ultron – Parte 2

Capa da Publicação

Easter eggs, referências e piadas internas em Vingadores: Era de Ultron – Parte 2

Por Gus Fiaux

Adaptado do WC

Imagem de capa do item

A visão da Viúva Negra

Graças à Feiticeira Escarlate, a Viúva Negra revive um pouco de seu sinistro passado, que remete principalmente a uma de suas origens nas HQs.

Nele, podemos ver a Viúva sendo uma bailarina na Sala Vermelha, passando por processos de esterilização forçada e assassinatos, como parte da "iniciação" na vida de Viúva Negra.

Imagem de capa do item

Qual Ragnarok?

Na visão de Thor, vemos ele conversando com Heimdall, e assustado com o que está acontecendo. Lá, o guardião de Bifrost o avisa sobre um evento capaz de extinguir a vida do universo.

Isso é claramente uma referência a Ragnarok, o apocalipse nórdico. Por outro lado, a ideia de que só Thor consegue levantar seu martelo por conta de suas digitais e o berço da Dr. Cho leva a crer que Tony Stark pode, de fato, vir a criar o clone mecânico do Deus do Trovão.

Imagem de capa do item

Dr. Geoffrey Crawford

Equanto Hulk e o Homem de Ferro trocam socos e pontapés na África do Sul, podemos ver um caminhão com o nome "Crawford" gravado.

Isso pode ser uma referência a Geoffrey Crawford, o mentor de Bruce Banner, que acabou se tornando um vilão que foi capaz de enfrentar o Hulk e a Hulkbuster juntos.

Imagem de capa do item

Hulk odeia Banner

Durante a luta do Hulk contra a Hulkbuster, há um momento que faz referência ao modo como Peter David passou a tratar o gigante esmeralda, sendo um ser com duas personalidades distintas.

Tony tenta primeiramente conversar com o Hulk, mas acaba cometendo o erro de chamá-lo de Banner, o qual o verdão logo retruca "Banner fraco".

Imagem de capa do item

Relembrando Os Vingadores

Ainda sobre essa cena, duas partes em especial remetem diretamente ao primeiro filme. A primeira delas é a já mencionada "Puny Banner", ou "Banner fraco", que é algo que traz todo o peso do "Puny god" falado a Loki.

Além disso, no final, o Homem de Ferro acerta um único soco lateral no Hulk, da mesma forma que ele fez com o Thor no primeiro filme.

Imagem de capa do item

VERONICA

O satélite que voa próximo ao Homem de Ferro enquanto ele enfrenta o Hulk se chama VERONICA, e isso traz uma teoria dos fãs bem pensada.

Segundo alguns, VERONICA é uma referência a Veronica Benning, uma fisioterapeuta que se envolve com Tony e o ajuda quando ele tem um problema envolvendo sua mão. Curiosamente, o satélite providencia outra mão quando Stark precisa.

Imagem de capa do item

Referências à bíblia e ao monstro de Frankenstein

Há uma grande mensagem por trás do filme envolvendo conceitos de criação, referências a Pinóquio e Ultron se desenvolvendo, de messias, passando por deus e se tornando um monstro.

Há uma referência à própria escritura sagrada (sobre essa rocha eu construirei meu templo) e grandes paralelos entre o Visão e uma criatura quase profética.

Além disso, temos uma clara comparação com o monstro de Frankenstein, no que diz respeito a criar vida, graças a processos científicos avançados e a criatura acabar se voltando contra o criador.

Imagem de capa do item

Uma guerra está chegando...

Uma das grandes subtramas da história é o crescente conflito ideológico entre o Homem de Ferro e o Capitão América. Em algumas cenas isso fica mais claro do que em outras, como é o caso da sequência na casa dos Barton.

Além disso, vemos o início do que será o conflito físico entre o sentinela da liberdade e o vingador dourado, na cena em que o Capitão tenta impedir Tony de criar outra monstruosidade.

Imagem de capa do item

Firefly?

Em dado momento, Ultron fala uma frase que traz uma sensação familiar para aqueles que conhecem Firefly - e uma das canções do outro projeto de Whedon.

"As pessoas olharão para o céu e procurarão esperança. Eu tirarei isso delas primeiro."

Imagem de capa do item

A camisa de Stark

Durante grande parte do filme, Tony é visto com uma camisa trazendo o astro Bruce Lee e discos de DJ.

A curiosidade aqui é que a camisa é do próprio Robert Downey Jr., tendo ele usado em ocasiões fora do filme.

Imagem de capa do item

SEXTA-FEIRA

Assim que JARVIS "renasce" em um corpo diferente, Tony acaba criando outra Inteligência Artificial chamada Sexta-Feira, ou FRIDAY.

Isso se trata de uma referência a Robinson Crusoé e o personagem Man Friday, reconhecido por sua gigantesca lealdade e servidão.

Imagem de capa do item

A moto-escudo

Em dado ponto quando a Viúva pilota a moto para devolver o escudo ao Capitão América, ela acaba colocando o ícone circular na frente da moto, o que lembra muito o veículo usado pelo Capitão nos filmes dos anos 70.

Além disso, o dispositivo magnético que faz parte do escudo do personagem no filme traz uma bela referência a um dispositivo similar utilizado nos anos 60, nos quadrinhos.

Imagem de capa do item

As piadas envolvendo pesos mortos

Quando Whedon abriu a possibilidade de um personagem importante acabar morrendo, todos voltaram seus olhos para o Gavião Arqueiro. Isso se intensificou com o grande número de piadas referentes ao fato dele ser apenas um arqueiro entre deuses.

Além disso, várias piadinhas de cunho similar também são contadas quando o inút... digo, Máquina de Combate entra em ação.

Imagem de capa do item

Visão e Feiticeira

Apesar de pouco explorado, vemos um possível início para o relacionamento entre Wanda Maximoff e o sintozoide Visão, uma vez que um salva o outro e eles acabam tendo uma troca de olhares.

Imagem de capa do item

Novos Vingadores

No final do filme, a equipe acaba terminando de modos diferentes, e com isso o Capitão e a Viúva iniciam uma nova formação de Vingadores.

Se você substituir dois personagens ali presentes, verá que a formação é praticamente a mesma iniciada pelo Capitão América na edição Avengers #16.

Imagem de capa do item

A cena entre créditos

Não vamos dar spoilers além do que já dá pra se presumir pela imagem... só que com joias a menos...

Imagem de perfil
Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some... angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux