Capa da Publicação

[Crítica] Unravel 2 – Camomila para sua alma!

Por Lucas Rafael

Existem jogos para cada tipo de jogador no mercado, desde os jogos alucinados de tiro em primeira pessoa, até títulos de luta recheados de combos e possibilidades de golpes, RPGs que pedem por gerenciamento de status e itens e até narrativas de terror: tem muito de cada coisa, independente de que tipos de jogos constituem o seu DNA gamer, você vai encontrar títulos que apelam para sua preferência.

No meio disso tudo, existe Unravel Two, e embora ele não seja sobre salvar o universo de ameaças extra-terrenas, sobreviver a criaturas ensandecidas ou disparar inúmeros modelos de armas em direção a inimigos, é um jogo que merece atenção justamente por apostar em uma escala menor, intimista e flertar mais com a beleza e serenidade dos ambientes nos quais se passa do que com algum senso de urgência catastrófico e grandioso.

Dando sequência ao game de plataforma lançado em 2016, Unravel Two retorna com a mesma beleza, o mesmo encanto, agora elevados e remanejados para abarcar mais um jogador nas aventuras da adorável criaturinha Yarnie.

PlataformasPlayStation 4, Xbox One, Microsoft Windows. 

Imagem de capa do item

Uma aventura para dois, ou um só, você quem sabe

O primeiro ponto de destaque na jogabilidade de Unravel Two é a ênfase na cooperação multijogador: o game começa mostrando Yarnie escapando de águas tempestuosas para chegar numa costa e encontra outro Yarnie azul.

As sessões de plataforma e puzzles geralmente pedem por uma relação dinâmica e cooperativa entre as duas criaturinhas, então é lógico que fica muito mais divertido progredir pelo game no modo multijogador, com cada player controlando um Yarnie diferente.

Ainda assim, é possível aproveitar esta aventura em modo solo, alternando entre os dois Yarnies para posicioná-los de acordo com o que o puzzle/sessão de plataforma requer.

Na hora de avançar, é possível fazer com que os dois Yarnies se fundam em um só, o que facilita bastante as coisas para quem vai entrar nessa no modo solo.

Imagem de capa do item

Mais bonito do que tinha o direito de ser

Um ponto chave que compõem a identidade de Unravel two são os ambientes nos quais o game se passa. Unravel é um título sobre acontecimentos pequenos e impactantes, pessoais e íntimos, ocorrendo em grandes lugares que fazem questão de exibir as marcas da passagem de tempo.

Em seu caminho pela frente, você vai se deparar com casas e galpões abandonados, de fiação embaraçada, com paredes de madeira carcomida, tábuas soltas e janelas sendo tamboriladas pelo gotejar da chuva. Lagos cobertos por névoas com barquinhos quebrados em sua encosta e parquinhos abandonados em dias nublados.

Imagem de capa do item

Cada área de Unravel Two flerta com esse ar de esquecimento e melancolia, algo que destaca ainda mais o sentimento de cooperativadade entre os dois Yarnies.

Para variar, o visual desta áreas é nada menos que primoroso, e acompanhados de uma trilha-sonora bem executada, de maneira com que o jogo não falha em absorver o jogador em sua atmosfera de solidão e esperança, tornando o progresso em Unravel algo bem único de se experienciar.

Imagem de capa do item

Narrativa

Se Unravel Two capricha em estabelecer uma atmosfera que absorve o jogador, é uma pena que ela esteja a favor de uma trama que nem sempre atinge o núcleo emocional que deseja. Além da história sobre os dois *Yarnies progredindo através de áreas, existe uma narrativa sobre um garoto e uma garota se desenrolando ao fundo, que às vezes até cativa a atenção do jogador, embora seus resultados não desfiram o golpe que o jogo espera que eles desfiram: a história de Unravel Two até tenta, mas não sai fora do "mediano", e está tudo bem nisso, afinal, não é aí que está o ouro do game.

Imagem de capa do item

Jogabilidade e progresso

Unravel Two funciona assim: após a encantadora fase tutorial, você chega em um HUB do jogo, no qual seleciona e desbloqueia as próximas fases conforme seu progresso. Nessas fases em si, o jogo assume ares clássicos de plataforma, com os dois Yarnies precisando cooperar eventualmente em prol do avanço e solução dos puzzles.

Imagem de capa do item

O jogo faz um uso criativo das lãs que compõem os personagens, fazendo um excelente uso delas na hora de solucionar os problemas - seja um Yarnie usar os fiapos do outro para se propelir como um cipó, ou usar as ataduras de lã para fazer nós em duas extremidades e construir uma ponte de tecido até amarrá-los em certos locais para conseguir deslocar objetos pesados.

Além dos personagens, existem os ambientes nos quais eles interagem, onde você pode usar a fragilidade de tábuas ou um galho meio solto na floresta ao seu favor: fase e personagem dialogam muito bem entre si para fazer com que o game aconteça.

Imagem de capa do item

Para a progressão, existe um ponto de luz branca que guia o jogador, quase que como uma energia do bem. Em contraste, pontos negros e esfumaçados surgem eventualmente, garantindo uma morte instantânea aos Yarnies caso eles se encostem. É um desafio extra e interessante que dá um elemento maior de desafio para certos trechos.

Ainda existem as partes de fuga, onde criaturas como uma peru gigante ou um peixe perseguirão os Yarnies através do cenário, em que o ritmo do jogo troca a paciência contemplativa de seus puzzles padrão para uma ação mais ágil que requer raciocínio rápido.

Imagem de capa do item

Os Puzzles do game em si não são muito difíceis e não requerem pesquisas no Google para serem solucionados nem nada, são extremamente intuitivos e orgânicos. Caso você trave em algum deles, o próprio jogo possui um tutorial interno constituído de três dicas (a última delas entregando o desafio inteiro) para que você prossiga sem se estressar. Afinal, no final das contas, Unravel Two é um jogo que visa ser tranquilizador e divertido ao invés de estressante.

Imagem de capa do item

Não que o jogo não possua sua parcela de dificuldade: os desafios extras desbloqueáveis contam com puzzles mais complicados, obtusos e desafiadores, exigindo mais do jogador e sua dupla para sua resolução.

Em termos de conteúdo extra, é possível ainda customziar a coloração de seu Yarnie.

Imagem de capa do item

Nota

No fim das contas, Unravel Two é um jogo que projeta uma atmosfera cativante e muita diversão, seja em apenas um jogador ou no modo multiplayer local.

Unravel Two não quer que você triture inimigos com armas, seja o personagem mais forte ou exploda coisas, Unravel Two quer que você meramente sinta-se bem: é um domingo de manhã chuvoso com café quentinho na mesa da cozinha em forma de jogo.

Embora não exista lá muita dificuldade em sua progressão e sua narrativa tropece nos golpes emocionais que procura desferir, Unravel Two ainda se destaca no cenário de títulos de plataforma e merece sua atenção. A nota final do game são 4 novelos de lã vermelhos de 5.

Imagem de perfil
Lucas Rafael

Redator. Entusiasta de coisas demais