Capa da Publicação

[CRÍTICA] Deadpool 2 – Maior e sem limites!

Por Felipe Vinha

O primeiro Deadpool, lançado em 2016, já nos dava uma ideia de como o personagem sem amarras morais ou sem limites seria em sua versão para as telonas. Por mais que o longa original tenha sido feito com orçamento tímido, ele conseguiu entregar diversão em nível certo e adicionar muito ao já vasto “Universo Mutante” da Fox, utilizando personagens Marvel.

Agora, com Deadpool 2, tudo isso vai além. Ryan Reynolds está mais louco do que nunca no papel do Mercenário Tagarela. O elenco se expandiu bastante. As cenas de ação estão ainda mais ousadas. As surpresas são inúmeras.

Então, Deadpool 2 é tudo que esperávamos? Leia nossa crítica completa, a seguir, sem spoilers!

Imagem de perfil
sobre o autor Felipe Vinha

Já tentei salvar o mundo de uma invasão alienígena, mas hoje me contento em ser jornalista. Gosto de quadrinhos e suas adaptações na TV ou cinema, animes, tokusatsu, games (de luta principalmente) e tecnologia. Vamos trocar uma ideia no Twitter @felipevinha